Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

10 tecnologias com destaque em inovação listadas pelo MIT

por Kamila Jessie | 11/03/2020
Copiado!

Anualmente, o MIT realiza um compilado de tecnologias consideradas revolucionárias no sentido de inovação. Nós damos valor a essa lista, porque ela não incorpora gadgets individuais ou questões pontuais. Na verdade, são abordadas questões amplas que podem, de fato, promover avanços capazes de mudar nossa perspectiva da tecnologia e da noção de mundo.

Desde medicamentos, até constelações de satélites, você pode conferir a lista a seguir:

1 – Internet que não pode ser invadida

Uma internet baseada em física quântica permitirá em breve uma comunicação inerentemente segura. Uma equipe liderada por Stephanie Wehner, da Universidade de Tecnologia de Delft, está construindo uma rede conectando quatro cidades na Holanda inteiramente por meio da tecnologia quântica. As mensagens enviadas por esta rede serão inalteráveis.

A tecnologia depende de um comportamento quântico de partículas atômicas chamadas emaranhamento. Fótons emaranhados não podem ser lidos secretamente sem interromper seu conteúdo.

Leia também: Sistema de segurança promete revolucionar a privacidade das comunicações

2 – Medicamentos hiper-personalizados

Novos medicamentos estão sendo projetados para tratar mutações genéticas únicas e específicas. Por que isso é importante? A medicina genética, estreitamente ligada à engenharia química e engenharia biomédica, ao ser adaptada a um único paciente significa esperança para pessoas cujas doenças eram anteriormente incuráveis.

Lista MIT: Engenheiro biomédico em laboratório. Foto: ThisisEngineering RAEng via Unsplash.
Engenheiro biomédico em laboratório. Foto: ThisisEngineering RAEng via Unsplash.

3 – Dinheiro digital

A ascensão da moeda digital tem implicações enormes para a privacidade financeira. Como o uso de dinheiro físico diminui, o mesmo acontece com a liberdade de realizar transações sem intermediário. Enquanto isso, a tecnologia das criptomoedas pode ser usada para fragmentar o sistema financeiro global.

Leia mais: Como blockchain pode tornar a internet um lugar melhor?

4 – Medicamentos antienvelhecimento

A primeira onda de uma nova classe de medicamentos antienvelhecimento iniciou testes em humanos. Esses medicamentos não permitem que você viva mais (ainda), mas tem como objetivo tratar doenças específicas, retardando ou revertendo um processo fundamental de envelhecimento. Várias doenças diferentes, incluindo câncer, doenças cardíacas e demência, podem ser tratadas com a diminuição do envelhecimento.

MIT 4 - Engenheira química. Foto: ThisisEngineering RAEng via Unsplash.
Engenheira química. Foto: ThisisEngineering RAEng via Unsplash.

5 – Moléculas descobertas por IA

Cientistas usaram inteligência artificial para descobrir compostos promissores semelhantes a medicamentos. Isso é extremamente relevante, na medida em que comercializar um novo medicamento custa em média $ 2,5 bilhões de dólares. Uma razão é a dificuldade de encontrar moléculas promissoras, para início de conversa.

6 – Megaconstelações de satélites

Claro que a gente ia chegar na questão das spacetechs. Atualmente, podemos construir, lançar e operar de forma acessível dezenas de milhares de satélites em órbita ao mesmo tempo. A importância disso se refere ao fato de que esses sistemas podem cobrir o mundo com internet de alta velocidade, como a Kepler fez com o Ártico (ou transformar a órbita da Terra em um campo minado cheio de lixo, além de atrapalhar a vida de profissionais da astronomia).

Leia a seguir: Megaconstelação de Starlink – como grandes projetos de satélites de comunicação podem prejudicar a astronomia

MIT lista - O trem Starlink 3 percorre o céu matutino, acompanhado por vários outros satélites. Foto: Forest Katsch via Unsplash.
O trem Starlink 3 percorre o céu matutino, acompanhado por vários outros satélites. Foto: Forest Katsch via Unsplash.

7 – Supremacia quântica

O Engenharia 360 publicou em 2017 um panorama do passado, presente e o futuro da internet quântica, que se baseia e depende inteiramente dos princípios de computação quântica. Contudo, sabemos que computadores quânticos não são uma realidade para nós, usuários médios, e foi recentemente que a Google forneceu a primeira prova, apesar de bastante contestada, de um computador quântico superando o clássico. Eventualmente, os computadores quânticos poderão resolver problemas que nenhuma máquina clássica pode gerenciar, o que motivou o MIT em colocar essa tecnologia na sua lista de destaques em inovação.

8 – Inteligência artificial na palma da mão

Agora podemos executar algoritmos avançados de inteligência artificial em nossos telefones. Nossos dispositivos não precisam mais falar com a nuvem para nos beneficiarmos dos mais recentes recursos orientados por IA.

Mas vale apontar a questão da caixa preta da inteligência artificial. Sobre isso, você pode consultar aqui.

MIT 8: Placa neon da HIVERY, uma empresa de inteligência artificial, com o escrito "os dados tem um ideia melhor", em inglês. Foto: Franki Chamaki via Unsplash.
Placa neon da HIVERY, uma empresa de inteligência artificial, com o escrito “os dados tem um ideia melhor”, em inglês. Foto: Franki Chamaki via Unsplash.

9 – Privacidade diferencial

O que é: uma técnica para medir a privacidade de um conjunto de dados crucial.

O MIT considerou essa inovação em seu top 10 porque é cada vez mais difícil para o US Census Bureau manter os dados coletados em particular. Uma técnica chamada privacidade diferencial poderia resolver esse problema, criar confiança e também se tornar um modelo para outros países.

10 –  Atribuição devida às mudanças climáticas

Não adianta mais negacionismo. Pesquisadores agora podem identificar o papel da mudança climática em condições extremas. Embutir esses efeitos em modelos permite contabilizar danos, prever problemas e identificar formas de agir, além de reconhecer a contribuição de diferentes setores nessas consequências.

Se a gente considerar isso de um ponto de vista prático, é possível identificar que essa responsabilização promove um grande ganho para a engenharia, desde segmentos de infraestrutura, até descarbonização. Essa tendência de buscar carbono neutro tem sido explorada desde empresas de tecnologia, como a Microsoft, até companhias aéreas como a Delta Airlines. E se quiser levar para o cenário pessoal, o fundo de 10 bilhões de dólares disponibilizado por Jeff Bezos, CEO da Amazon, também vai render muita pesquisa, desenvolvimento e trabalho para atacar a crise climática.

MIT 10 - Placa em papelão, com a frase "não há empregos em um planeta morto", em inglês. Foto: Markus Spiske via Unsplash.
Placa em papelão, com a frase “não há empregos em um planeta morto”, em inglês. Foto: Markus Spiske via Unsplash.

E aí, o que mais você incluiria como uma inovação revolucionária?

Fonte: MIT Technology Review.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários