Engenharia 360

As 10 bombas mais potentes já feitas na história

Engenharia 360
por Redação 360
| 03/10/2022 | Atualizado em 20/10/2022 3 min

As 10 bombas mais potentes já feitas na história

por Redação 360 | 03/10/2022 | Atualizado em 20/10/2022
Engenharia 360

Esta é a ciência que não deveríamos estudar, nem mesmo considerar, porque ela é desenvolvida não só para defesa de territórios, mas para a morte da população de outros, considerados inimigos. As terríveis bombas nucleares são capazes de dizimar cidades inteiras, como aconteceu em Hiroshima e Nagasaki, em agosto de 1945. E é um absurdo pensar que existem povos que ainda se orgulham de desenvolver e possuir em seu arsenal tais armas aniquiladoras.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Pixabay

Infelizmente, a tecnologia das bombas nucleares é real. Ficou curioso para saber quais as mais poderosas da Terra? Então, veja no texto a seguir!

Mark 14

Bomba termonuclear experimental dos EUA. Ela foi criada na década de 1950. E possuía um potencial de 6,9 MT (megatons).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Wikipedia

Mark 16

Esta bomba, também termonuclear, é uma evolução tecnológica da bomba Mark 14. Ela foi produzida em 1954. Usava combustível líquido. E seu potencial era de 7 MT.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mark 17

Esta foi a primeira bomba de hidrogênio utilizada pelos EUA. Com uma capacidade de detonação de 10 MT e 15 MT.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de National Museum of the USAF

Veja Também: E=mc²: conheça a equação mais famosa de Albert Einstein que deu origem à bomba atômica

Mark 24

Esta bomba apresentava configurações variadas. E um potencial variável de 10 MT até 15 MT.

Mark 36

Já esta bomba nuclear, ativa até 1962, era diferente. Ela usava fusão multiestágio. E possuía um potencial de 10 MT de força.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Flickr

B53 ou Mark 53

Esta bomba ficou ativa nas Forças Armadas Americanas até 1997. Ela usava urânio enriquecido e deutereto de lítio-6. E precisava ser solta de um avião, carregada por cinco paraquedas.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Wikipedia

Veja Também: Saiba como a força aérea dos EUA usa impressão 3D para componentes dos B-52, os aviões bombardeiros de mais longo raio de ação

Ivy Mike H-Bomb

É inacreditável, mas esta bomba, usada em testes em 1951, era equivalente a 700 vezes a bomba jogada em Hiroshima.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Wikipedia

TX-21 “Shrimp”

Esta bomba foi testada em 1954. A força de detonação atingiu 14.8 MT. E, a saber, sua radiação se espalhou por 11 mil km² das Ilhas Marshall até a Ásia, Austrália, EUA e Europa.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Wikipedia

B41

Esta é uma bomba termonuclear poderosíssima produzida entre 1960 e 1962. Ela tinha urânio revestido. E apresentava potencial de 25 MT.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de Atomic Archive

Veja Também: Qual a intenção da China em construir um super laboratório de fusão nuclear?

Tsar Bomb

Agora a pior de todas, a bomba mais poderosa e temida do mundo. Ela era termonuclear – RDS 220 ou AN602 -e foi testada pela União Soviética em 1961. Sua força equivalia a 3,8 mil bombas de Hiroshima. Com capacidade de 50 MT.

piores bombas atômicas da história
Imagem reproduzida de How Stuff Works

Veja Também:


Fontes: UOL, Mega Curioso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo