Engenharia 360

BMW que usar quebra molas e buracos das ruas como fontes de energia

Engenharia 360
por Redação 360
| 09/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023 3 min

BMW que usar quebra molas e buracos das ruas como fontes de energia

por Redação 360 | 09/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

Como sabemos, a crise do petróleo está levando as indústrias a investirem mais em design de carros elétricos. Mas pode-se dizer que essa tecnologia só não decolou de vez porque ainda é preciso enfrentar o desafio da autonomia – embora os pesquisadores já tenham conseguido avançar bastante nesta questão nos últimos anos. Agora, a BMW apresenta uma nova ideia para o carregamento das baterias via acionamento de sistema de superalternador. Saiba mais no texto a seguir!

Contra o desperdício energético

Claro que você já deve ter reparado que, quando o carro se movimenta, também movimenta a sua suspensão. E é nesse momento que muita energia é gerada. A intenção da BMW é tentar justamente não desperdiçar esta energia. Sua aposta sempre foi nos freios regenerativos e na tecnologia one-pedal, que permite que o condutor utilize apenas o pedal do acelerador para dirigir o veículo. Agora ela também quer desenvolver um modelo de suspensão geradora de energia, ou seja, que utilize os movimentos verticais das rodas para gerar energia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aliás, um dos momentos que o carro mais “vibra”, fazendo esse movimento de sobe e desce, é quando passa por lombadas, buracos ou quebra-molas.

suspensão e freios BMW
Imagem reproduzida de AutoPapo

Como funciona na prática a ideia da BMW

Vamos recapitular e explicar melhor a ideia da BMW! Os carros elétricos da marca poderiam regenerar as baterias no momento de baixa carga no pedal, com freio em ação automático, onde o condutor só precisaria usar o pedal do acelerador para dirigir o veículo. Mas ao passar pelos obstáculos, os amortecedores absorvem a energia para deixar a condução mais confortável e proteger a carroceria. Então, a empresa deve agora instalar também um gerador nos chassis, com um disco conectado à empreagem, que por sua vez é ligada a suspensão, fornecendo energia ao gerador, como um ciclo.

Nada mais é do que aproveitar o próprio movimento de compressão e descompressão da suspensão e do atuador no sistema convencional. Enfim, essa energia é repassada às baterias de 12 V convencionais, “alimentando” os sistemas de ar-condicionado, multimídia e além; sem contar a bateria do sistema de tração, oferecendo mais autonomia ao carro.

suspensão e freios BMW
Imagem reproduzida de iG Carros
suspensão e freios BMW
Imagem reproduzida de TecMasters

Para quais modelos de carros o sistema poderia ser utilizado

É provável que esta nova tecnologia seja utilizada pela BMW na sua Série 7 híbrida; ou ainda na versão elétrica i7. Mas, antes, a empresa precisa acertar muita coisa no seu invento. É que, por hora, ele pode custar demais – podendo passar de dez mil reais na cotação atual -, considerando que as peças de suspensão costumam sofrer muito desgaste durante a vida útil dos carros.

suspensão e freios BMW
Imagem reproduzida de TecMasters

Fontes: IG.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo