Engenharia 360

As invenções mais incríveis que mudaram o mundo - Parte 1

Engenharia 360
por Redação 360
| 01/11/2022 | Atualizado em 27/01/2023 6 min

As invenções mais incríveis que mudaram o mundo - Parte 1

por Redação 360 | 01/11/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

Dizem que o que separa o homem dos outros animais são as suas faculdades mentais. Bem, não dá para negar que somos criativos – claro que se usamos essa nossa criatividade para o bem ou para o mal, já é outra história. Uma coisa é certa, nossa capacidade de inteligência nos fez bolar invenções e criar tecnologias realmente surpreendentes, que moldaram civilizações, transformaram a vida na Terra e logo, talvez, até em outros planetas – lembrando já do desenvolvimento e uso dos rovers.

E, hoje, muitas destas tecnologias revolucionárias quase nos passam batidas. Mas elas, apesar de óbvias, nunca foram e são fruto de uma reflexão humana muito importante – por vezes necessitando do esforço ou participação de várias pessoas. A seguir, você pode conferir uma lista de exemplos de invenções bastante revolucionárias e que mudaram o mundo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

1. Roda

Esta maravilha de Engenharia é tecnologia básica para um grande número de outras tecnologias inovadoras – como automóveis e aviões, por exemplo -, facilitando as viagens. A mesma foi idealizada na Mesopotâmia, por volta de 3500 a.C., tempo em que os humanos já estavam fundindo ligas de metal, construindo canais e veleiros e até projetando instrumentos musicais complexos, como harpas. Dizem, inclusive, que alguém viu uma pedra rolando e, assim, se teve a ideia! Acredita nisto?

invenções
Imagem reproduzida de Autoescola Online

2. Fogo

O fogo é um fenômeno natural extremamente lindo; e, sem dúvidas, é uma ferramenta muito importante para a resolução de uma série de atividades, como o preparo de alimentos. Mas o que queremos destacar aqui é o uso controlado do fogo, algo que os pesquisadores afirmam ter acontecido na época do Homo Sapiens, há cerca de 1,9 milhão de anos.

No passado, os povos usavam o calor para tratar pedras, aumentando, assim, sua capacidade de lascar. Ou seja, para a fabricação de ferramentas que os permitissem comer uma variedade maior de alimentos. Depois, o fogo também começou a ser usado na agricultura, culinária, sinalização, processos industriais e além.

invenções
Imagem reproduzida de Escola Educação

3. Armas

As armas infelizmente também devem entrar na nossa lista. Os modelos com pólvora foram os primeiros a revolucionar o mundo – isso por volta do século IX, na China, ainda quando feitas de tubos de bambu e usadas para lançamento de fogos de artifício. Depois, foram criadas as peças com ponta de lança. E com mais conhecimento sobre pólvora, o desenvolvimento do armamento ficou maior e, desse jeito, foram lançadas as armas portáteis, os canhões menores, as metralhadoras, entre outras invenções.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

invenções
Imagem reproduzida de Superinteressante

4. Automóvel

O primeiro rascunho de automóvel foi feito, acredite, em 1769, por Nicolas-Joseph Cugno. Mas foi a invenção de Karl Benz para transporte popular, o carro moderno movido a vapor Benz Patent-Motorwagen, de 1886, o primeiro modelo a ficar popular. E, ao longo dos anos, o desenvolvimento desta tecnologia deu um salto. Precisamos destacar, claro, a inovadora produção em massa de Henry Ford, no início do século XX, que permitiu que os automóveis se tornassem acessíveis às massas – um padrão depois adotado pela General Motors e a Chrysler.

invenções
Imagem reproduzida de Autoesporte – Globo

5. Concreto

O concreto é um dos materiais artificiais mais utilizados pela construção civil. Seu ingrediente mais importante, o cimento, foi criado em 1300 a.C. Algo parecido com concreto só começou a surgir em 6500 a.C., na Síria. Já os egípcios, 3 mil anos depois, também usavam formas primitivas de concreto com argamassa. E, em 700 a.C., depois do desenvolvimento das estruturas de fornos de argamassa, se pôde fazer, por exemplo, pisos de concreto e cisternas subterrâneas impermeáveis.

Agora, dando um salto no tempo, em 1824, o inglês Joseph Aspdin inventou o cimento Portland. Enquanto isso, a ideia de usar concreto reforçado com aço foi explorada pela primeira vez pelo francês August Perret, na construção de um prédio de apartamentos em Paris. E tal projeto foi só o primeiro deste período a influenciar diversas obras de Arquitetura e Engenharia.

invenções
Imagem reproduzida de Wikipédia

6. Aço

Falamos antes do concreto justamente reforçado com metal para a construção de obras em concreto armado, não é mesmo? Pois bem, é claro que precisamos destacar também, nesta lista, o longo caminho que levou para a produção em massa do aço – que, aliás, é uma das maiores indústrias do planeta, permitindo a construção de pontes, arranha-céus e mais. Começando pelo uso do bronze; depois do minério de ferro forjado; e do ferro fundido; e até de um metal ainda mais forte, como o ferro puro e livre de carbono, desenvolvido em 1856.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

invenções
Imagem reproduzida de Unicom Representações

7. Avião

Agora uma super polêmica! Como você já sabe, os brasileiros consideram o avião como uma invenção de Alberto Santos Dumont, um aeronauta nascido em Minas Gerais. Isso porque, em 1906, ele voou cerca de 60 m a uma altura de 2 a 3 m a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina e, em seguida, percorreu 220 m a uma altura de 6 m em outra aeronave – voos homologados pelo Aeroclube da França por serem aparelhos mais pesados do que o ar.

Já para os americanos, Wilbur e Orville Wright é que inventaram o avião, pois, em 1903, eles realizaram o primeiro voo motorizado, sustentado e controlado. Mas o que dizer, então, de Leonardo Da Vinci, que bem antes idealizou o design de várias máquinas voadoras? Bem, por certo, o trabalho de estes gênios mudaram a história da Engenharia Aeronáutica, provando que nós podemos, sim, ultrapassar limites muito além do imaginado.

invenções
Imagem reproduzida de Agência Brasil – EBC

8. Lâmpada

A eletricidade não foi inventada, claro, pois se trata de uma variedade de fenômenos resultantes de muitos fluxos de cargas elétricas naturais, como os relâmpagos. Porém, nós podemos conduzir as correntes elétricas em fios elétricos e usar isso para acender lâmpadas. E iluminar casas e escritórios foi uma ideia de 150 anos atrás.

Aconteceu em 1850. O físico inglês Joseph Wilson Swan criou o que podemos chamar de primeira lâmpada, envolvendo filamentos de papel carbonizado em uma cápsula de vidro evacuada, mas sem potencial de aplicação comercial, pois apresentava vida útil muito curta. Thomas A. Edison, na década de 1870, aprimorou o projeto, usando diferentes materiais para o filamento até chegar a um filamento de bambu carbonizado, que poderia durar mais de 1200 horas. Essa descoberta tornou as lâmpadas fabricadas comercialmente viáveis ​​e, em 1880, a empresa de Edison, Edison Electric Light Company, começou a comercializar seu novo produto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

invenções
Imagem reproduzida de Tracos Retos

9. Imprensa

Pode-se dizer que a invenção da imprensa aconteceu no século IX, na China Antiga, através da técnica da xilogravura; enquanto as casas de apostas coreanas imprimiam com tipo de metal móvel. Um século depois, Johannes Gutenberg melhorou as impressoras existentes e as introduziu no Ocidente. Por fim, em 1500, as prensas de Gutenberg já operavam em toda a Europa Ocidental com uma produção de 20 milhões de materiais, de páginas individuais a panfletos e livros.

invenções
Imagem reproduzida de Conhecimento Científico

Fique ligado! Em breve sairá a parte 2 deste texto aqui, no Engenharia 360!

Veja Também:


Fontes: Interesting Engineering.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo