Engenharia 360

Como alcançar sucesso na minha carreira de engenheiro através de...

Engenharia 360
por Redação 360
| 20/01/2023 | Atualizado em 24/01/2023 5 min

Como alcançar sucesso na minha carreira de engenheiro através de...

por Redação 360 | 20/01/2023 | Atualizado em 24/01/2023
Engenharia 360

O Engenharia 360 abriu conversa com seus redatores para entender como eles avaliam o seu próprio caminhar dentro do mercado. Como construíram a sua carreira e o que podem ter feito de certo para alcançar a estabilidade. Para isso, lançamos o seguinte questionamento: “Posso falhar na minha carreira, a não ser que…”. Afinal, será que isso deveria ser baseado em condições específicas, em sorte, ou no esforço e dedicação?

Uma conversa sincera entre engenheiros

Acho que poderíamos resumir nosso texto no que disse Eduardo Mikail, sócio-administrador do Engenharia 360. Na opinião dele, alguém falharia na carreira, a não ser que “(…) não esteja disposto a aprender”. E esta é a pura verdade! Afinal, um dos maiores segredos dos grandes gênios é a humildade, o “sei que nada sei”, e a busca constante pelo conhecimento.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas este diálogo, por sorte, foi mais longe em nosso grupo de conversas. Acompanhe, a seguir, uma troca de ideias entre os engenheiros Cristiano Oliveira e Victor Peron.

carreira de sucesso para engenheiros
Imagem de Pixabay

Cristiano

“Bem, ‘Posso falhar na minha carreira, a não ser que…’, na minha opinião:

  • se me mantiver informado sobre o meu ramo de atuação;
  • buscae constantemente me atualizar sobre o mercado;
  • me conhecee o suficiente para saber onde quero estar;
  • cultivar o amor pela minha função/ocupação;
  • entender que, em qualquer trabalho, existem bons e maus momentos, desafios e glórias, gente legal e gente chata, e o que realmente importa é o meu ‘papel no jogo’;
  • aprender a ouvir muito e falar pouco, e com responsabilidade.”

Victor

“Questão bem diferente essa. Acredito que ‘Posso falhar na minha carreira, a não ser que…’:

  • eu esteja mais disposto a aprender do que a ter um bom salário (principalmente nos primeiros anos de carreira);
  • eu busque aprimorar minha inteligência emocional e capacidade de comunicação (e principalmente de escrita);
  • eu busque sempre ter a certeza de que eu estou sendo a melhor pessoa que eu possa ser;
  • eu esteja disposto a me adaptar a diferentes cenários.

Acredito ainda sempre que a sorte conte, claro. Mas esses tópicos são, de certa forma, capazes de diminuir as chances de falhar.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

carreira de sucesso para engenheiros
Imagem de Pixabay

Cristiano

“O Victor falou em ‘sorte’. Eu acho que a sorte é o cruzamento do preparo com a oportunidade. Na verdade, eu ‘acho’, por ver a primeira vez essa afirmação atribuída a Ayrton Senna; depois fui pesquisar e era do Anthony Robbins; e fui pesquisar mais um pouco e descobri em Sêneca. E refletindo sobre isso, entendi que realmente que costumamos chamar de ‘sorte’ quando um ‘acaso positivo’ acontece.

Carl Jung falou algo nesse sentido também: ‘(…) até nos tornarmos conscientes, o inconsciente vai controlar as nossas decisões e vamos chamar isso de destino’.

Newton falava sobre relações de causa e efeito o tempo todo.

No oriente, fala-se muito de ‘karma’, que o ocidente comprou a ideia como ‘castigo’, mas é errada essa visão. Na verdade, ‘karma’ significa ‘consequência’.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por que estou trazendo estas questões para esta conversa?

Porque acredito que vale expor esse conceito de ‘sorte’, lembrando que nem sempre podemos contar com ela.

Quem quiser acreditar na ‘sorte’, tem todo direito – afinal, estou longe de ser o dono da verdade. Mas pensar em termos de ‘ação e reação’, ‘causa e efeito’, me parece que a sorte realmente beneficia as pessoas que estão mais bem preparadas, que são resilientes.”

Victor

“Então, infelizmente, muitas dessas frases são erroneamente usadas por coaches, distorcendo o sentido original.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É interessante a definição de sorte trazida pelo Cristiano. Dando sequência ao que ele disse, sorte pode ser um evento probabilístico – assim como tudo na vida. E os mais infinitos fatores influenciam nessas probabilidades, desde política até fatores climáticos, como interesse da população, entre muitos outros.

Além disso, o acaso também influencia nesses fatores, e isso faz com que pessoas despreparadas, às vezes, tenham sucesso; e pessoas preparadas, às vezes, não tenham sucesso.

Não estou contrariando o argumento do colega, mas não podemos pensar nesses termos simples e lineares, do tipo ‘seja isso ganhe aquilo’, porque não será verdade para todo mundo. Outros fatores devem influenciar.

No livro, ‘O Andar do Bêbado‘, o autor, Leonard Mlodinow, conta como o acaso influencia nossas vidas – um dos melhores livros que já li e recomendo.

Resumindo, é claro que estar preparado aumenta sua sorte, porque ela diminui o risco envolvido na oportunidade, mas ela nunca é garantida 100%!”

 sucesso para engenheiros
Imagem reproduzida de
Pensar Bem Viver Bem

Cristiano

“Exato, Leonard Mlodinow apresenta neste livro um ponto de vista dos infinitos.

Pegando este gancho, meu ponto de vista é: uma coisa é o acaso, sem dúvida; outra coisa é você condicionar o sucesso da sua carreira ao acaso. Há diferenças! T

alvez o correto seria nós nos acostumarmos com as expressões ‘sorte’ e ‘um pouco de sorte’. Vai depender da história de vida de cada um, sem dúvidas. Fora isso, leituras, influências, vivências, conquistas próprias × conquistas herdadas, perfil empreendedor, etc.

Mas diferente do colega, eu não creio que a oportunidade seja um evento probabilístico. É também, mas não somente!

Victor

“Concordo. Não podemos condicionar o sucesso da carreira ao acaso. Infelizmente, a vida não é previsível nem linear. Começamos falando, no início desta conversa, em métodos garantidos para carreira do leitor não falhar. E é nisso que se baseia o trabalho o 360; coletamos informações e as compartilhamos de modo a contribuir com o futuro da Engenharia Brasileira!”

Dito isso, indicamos as seguintes leituras:


Olha que interessante, pensando num processo de construção de carreira, acabamos refletindo acerca da “sorte”. Por que, no fundo, sempre contamos um pouquinho com ela, não é mesmo? Mas, de fato, diante da competitividade do mercado, não podemos nos acomodarmos e ficar contando 100% com isso. Se a sorte vier, melhor. E, enquando isso, também podemos “fazer a sorte”:

  • investindo em qualificação,
  • estudando a concorrência,
  • acompanhando as notícias em tempo real,
  • administrando bem o nosso tempo e saúde,
  • trabalhando nossa inteligência emocional,
  • realizando networking,
  • sendo persistente no cumprimento das nossas metas,
  • e mantendo sempre o respeito com colegas e clientes.

É bom opinar, discordar, concordar de forma empática. Bora colaborar? Deixe aqui, na de comentários, a sua opinião. Afinal, ‘Posso falhar na minha carreira, a não ser que…’ ou ‘Como alcançar sucesso na minha carreira de engenheiro através de…’?


Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo