Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

CHIP: Amazon, Apple e Google se unem a favor de casas inteligentes

por Kamila Jessie | 03/01/2020
Copiado!

Sim, uma parceria entre esses três nomes pesadíssimos: Amazon, Apple e Google concordaram em criar um padrão de código aberto para produtos domésticos conectados à internet, tipo os queridos alto-falantes inteligentes. As três gigantes da tecnologia vão trabalhar com a Zigbee Alliance, uma associação de empresas que trabalham com padrões abertos de internet das coisas (IoT). As companhias criaram um grupo de trabalho chamado “Projeto Connected Home over IP” (ou CHIP), que se reunirá, discutirá e, vamos torcer, entrará em um acordo sobre um conjunto de padrões nos próximos meses.

Casa inteligente projeto CHIP
Imagem: kasperskycontenthub.com

O objetivo do CHIP:

O objetivo do projeto CHIP que une Amazon, Apple e Google é, em resumo, tornar os produtos domésticos inteligentes compatíveis entre si e garantir que eles atinjam um certo nível de segurança. Essa coisa de tornar os códigos open-source é muito bem vista pela comunidade da computação, a exemplo do que a BMW fez recentemente e a galera de TI aprovou.

Se adotado por todos os principais players, com o perdão da linguagem startupeira, esse padrão poderá iniciar a adoção da tecnologia doméstica inteligente. Atualmente, se você deseja comprar produtos com internet das coisas para sua casa, é necessário escolher uma empresa e ficar com ela porque produtos de empresas diferentes não operam entre si.

Por exemplo, o assistente de voz em casa do Google não funciona com as lâmpadas inteligentes da Amazon. Igualmente, a Alexa não vai querer ligar equipamentos da Apple. As preocupações com a segurança também impediram a adoção, como exemplificado pelas inúmeras histórias de horror sobre invasão de câmeras.

Um ecossistema aberto, melhores padrões de segurança e a implantação do 5G podem ser uma combinação vencedora para impulsionar as residências inteligentes para o mainstream. E a gente aqui não vê a hora de isso se tornar senso comum.

Perspectivas da interoperação entre dispositivos de uma casa inteligente:

O CHIP é um plano. Na realidade, será difícil obter os maiores nomes da tecnologia, cujos produtos domésticos inteligentes estão em diferentes estágios de desenvolvimento a entrarem em um acordo de desenvolvimento comunitário e open-source. E existe o risco de que, em vez de criar um padrão para uni-los, eles apenas criem um padrão opcional extra.

De toda forma, estamos atentos. Afinal, são 815 milhões de dispositivos domésticos inteligentes estimados de venda em todo o mundo no ano de 2019. Isso configura um aumento de 23,5% em relação ao ano passado. Demanda existe, então aguardamos que Amazon, Apple e Google entrem em um acordo nesse CHIP para adaptar as pessoas a essa tendência de internet das coisas, sem que sejamos vassalos de alguma marca.

Fonte: Zigbee Alliance.

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários