Engenharia 360

Os 10 maiores porta-aviões do mundo [e o mais recente lançamento da China]

Engenharia 360
por Redação 360
| 23/06/2022 | Atualizado em 23/01/2023 5 min

Os 10 maiores porta-aviões do mundo [e o mais recente lançamento da China]

por Redação 360 | 23/06/2022 | Atualizado em 23/01/2023
Engenharia 360

Você sabe o que são porta-aviões? Bem, são simplesmente os maiores símbolos bélicos de todos os tempos. Para as forças armadas internacionais, representam um entreposto essencial para operações militares – vemos isso, inclusive, nas ações relacionadas à guerra Rússia-Ucrânia. Sabe por quê? Pois muitas ações ocorrem em vias aéreas. Mas nenhum avião seria eficiente em ataques sem a ajuda de um posto de apoio no meio do mar para abastecimento e demais preparações.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Navy Recognition

Conhecendo os diferentes tipos de porta-aviões

A Engenharia já idealizou vários tipos de porta-aviões. Explicamos detalhes na lista a seguir. Mas, antes, saiba que alguns modelos são obsoletos, ou seja, já não são mais utilizados pelos governos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • Porta-hidroaviões, Navios de frota, Navios de Escolta, Porta-aviões ligeiro, Navios CAM, Porta-aviões mercadores, Navios de assalto anfíbio, Navios de guerra antissubmarinos, Super porta-aviões e Submarino porta-aviões.

O novo super porta-aviões da China

Os Estados Unidos que se cuidem! A China desafia a superpotência – justamente nessa quase Guerra Fria 2.0 – sendo agora o único país do mundo com mais porta-aviões dessa linha na ativa. E não é nenhum porta-aviões qualquer, mas um super porta-aviões, o Fujian – considerado agora como a maior e mais avançada armada chinesa, marco do progresso militar do país -, o terceiro navio do tipo operado por Pequim. Seria a terceira grande embarcação de uma frota projetada com seis ou sete grupos de ataque de porta-aviões.

O que o Fujian tem de especial? Bem, ele vem com deque de lançamento de aviões, como nos navios ocidentais, mas sem a rampa auxiliar que é vista nas versões soviéticas. Nele, as aeronaves são assistidas por catapultas eletromagnéticas mais eficientes do que as usuais, movidas a vapor em alta pressão. Estima-se que possa descarregar 60 aeronaves, deslocar 80 a 100 mil toneladas e ter 320 metros de comprimento.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Poder Naval
porta-aviões
Imagem reproduzida de IstoÉ

Eis o ranking dos países com porta-aviões (ativos em operações atuais):

  • Estados Unidos: navios Gerald R. Ford e Classe Nimitz – total de 10.
  • China: navios Liaoning, Shandong e Fujian.
  • Reino Unido: navios Classe Queen Elizabeth – HMS Queen Elizabeth e HMS Prince of Wales.
  • Índia: navios INS Viraat e INS Vikramaditya.
  • Espanha: navios Príncipe das Astúrias e Juan Carlos I.
  • Itália: navios Giuseppe Garibaldi e Cavour.
  • França: navio Charles de Gaulle.
  • Rússia: navio Almirante Kuznetsov.
  • Tailândia: navio HTMS Chakri Naruebet.

Veja Também: Saiba por que a Marinha dos Estados Unidos está causando terremotos [propositadamente]

Ranking dos maiores porta-aviões do mundo

1. Ford Class

Com 335 metros e capacidade de carregar até 85 aviões. Produzido pelos Estados Unidos em 2015 – com mais 9 cópias à espera de produção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

porta-aviões
Imagem reproduzida de Navy Recognition

2. Nimitz Class

Na verdade, são 10 navios desse, cada um com 333 metros e capacidade de carregar até 80 aviões. E que possuem sistema de defesa contra mísseis anti-navios, movidos à energia nuclear.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Wikipédia

3. Admiral Kuznetsov

Da Rússia. Entrou em circulação em 1991. Com 305 metros e capacidade de carregar até 40 aviões. Possui armas bem ofensivas, capaz de atingir alvos terrestres, subaquáticos e aéreos com mísseis guiados.

porta-aviões
Imagem reproduzida de TASS

4. Liaoning

Também pertencente à Classe Kuznetsov, mas que foi vendido e hoje pertence à China.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Wallpaper Abyss – Alpha Coders

5. Queen Elizabeth Class

Aqui vamos citar, na mesma colocação, os dois navios da Classe Queen Elizabeth, um lançado em 2009 e outro até o final de 2022. Com 284 metros e capacidade de carregar até 40 aviões.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

porta-aviões
Imagem reproduzida de seaforces.org

6. Charles de Gaulle

Este é outro navio movido à energia nuclear. Ele é francês e existe desde 2001. Com 262 metros e capacidade de carregar até 40 aviões.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Poder Naval

7. Vikramaditya

Este navio é, na verdade, outro modelo soviético vendido no final da Guerra Fria e passou a ser utilizado pela Índia em 2014. Com 273 metros, maior que o número 6 desta lista, mas capacidade de carregar até 30 aviões.

porta-aviões
Imagem reproduzida de 19FortyFive

8. São Paulo

Esta foi uma herança francesa que o Brasil adquiriu em 2000, como parte de um acordo de compra bélica com o país parceiro. Com 265 metros e capacidade de carregar até 40 aviões.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Wikipedia

9. Cavour

Feito pela Marinha Italiana no ano de 2008. Com 244 metros e capacidade de carregar até 20 aviões.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

porta-aviões
Imagem reproduzida de Military-wiki

10. Chakri Naruebet

Por fim, citamos esse navio, construído na Espanha, mas operado pelo governo da Tailândia desde 1997. Com 182 metros e capacidade de carregar até 30 aviões.

porta-aviões
Imagem reproduzida de Wikipedia

Veja Também: Será que guerras podem deixar algum legado positivo?


Fontes: UOL, TecMundo, QC Veículos, Wikipedia.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo