Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Testamos o Peugeot 5008. Que máquina!

por Eduardo Mikail | 20/08/2018
Copiado!

A Peugeot dá continuidade ao sucesso da sua linha SUV no Brasil. Após o 3008, agora é a vez do 5008 ganhar a cena. E o Blog da Engenharia viajou para Campos do Jordão, no interior de São Paulo para testar o Peugeot 5008. Neste texto, você confere nossas impressões sobre essa máquina.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

+ Peugeot 5008

No site da montadora, o novo Peugeot 5008 é definido como “um SUV que esbanja robustez sem perder a elegância”. Ele é bem parecido com o Peugeot 3008, mas as principais diferenças são o fato de que o 5008 conta 7 lugares e um espaço enorme no porta-malas.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

O segmento de 7 lugares atende a um público-alvo bem específico. Embora as famílias brasileiras estejam menores, ainda há algumas numerosas que não cabem em um carro com convencional. No entanto, é preciso um pouco de sacrifício no conforto para carregar duas pessoas a mais no Peugeot 5008, como nós vamos mostrar a seguir.

+ Versões do Peugeot 5008

Há duas versões do SUV: Griffe e Griffe Pack. Elas contam com controle eletrônico de tração e estabilidade, câmera 180 graus, faróis full-LED, ar automático com duas zonas, indicador de pressão nos pneus, retrovisores rebatíveis, carregador de celular sem fio (há, ainda, uma entrada USB), airbags frontais, laterais e cortina (6 no total), teto solar panorâmico, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, chave presencial e sensor de chuva e farol. Na versão Griffe Pack, há também piloto automático inteligente, Active Safety Brake, sistema de ponto cego ativo, assistência de farol alto, EPS, controle de tração e Hill Assist, leitor de sinalização de velocidade que atualiza automaticamente no painel do veículo, correção e alerta de permanência em faixa, detector de fadiga e outros.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

O painel é todo digital. Há um botão apenas que serve para controlar o volume. A tela multimídia de 8” oferece Android Auto ou Apple CarPlay e Bluetooth. No entanto, não há GPS integrado.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

Além dos recursos tecnológicos, há o conforto que o Peugeot 5008 oferece. Nesse ponto, vale ressaltar os bancos com aquecimento, regulagem elétrica e bancos dianteiros com massagem (você pode escolher o tipo de massagem que deseja).

+ Motor e performance

O motor é 1.6 16V com 165cv e 24,5kgfm. Na versão Griffe Pack, ele é do tipo THP (Turbo High Pressure). O câmbio automático possui seis marchas e há paddle-shifts para a troca manual.

A direção elétrica é leve e faz com que as manobras e a condução sejam bem tranquilas. No quesito consumo, o Peugeot 5008 é bem eficiente. O consumo gira em torno de 9.2km/l na cidade e 14,8km/l na estrada.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia


Leia também: BDE Review: nossas impressões sobre o novo Peugeot 2008


+ Por dentro e por fora do Peugeot 5008

+ Design externo

O Peugeot 5008 é bem parecido com o seu irmão menor, o 3008, no design externo. A dianteira dos dois carros são praticamente iguais. O 5008 é um pouquinho maior que o 3008 e conta com as seguintes dimensões: 1,64m de altura; 1,90m de largura; 4,64m de comprimento e 2,84m de distância entre-eixos. Ainda, as rodas são de liga-leve 19” diamantada.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

+ Design interno

O Peugeot 5008 e o Peugeot 3008 podem ser bem semelhantes por fora, porém, por dentro, eles são diferentes. A primeira diferença é que, como já foi dito, o Peugeot 5008 comporta até 7 pessoas. Então, há uma terceira fileira de bancos com 2 lugares. Com 5 lugares, o porta-malas suporta 780 litros. Já com 7 lugares, o espaço disponível vai para 237 litros.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

A posição do motorista contribui para que a sensação seja de dirigir um carro mais comprido do que ele é. O volante é pequeno e ovalado e segue a tendência dos novos modelos da Peugeot. Na posição em que se encontra, é possível enxergar o quadro de instrumentos com uma vista de cima.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

Além disso, o porta-objetos é bem espaçoso e o acabamento é muito bom. Os bancos são revestidos de couro e há vários locais com plástico macio. Porém, enquanto o conforto é muito bom para quem está no banco da frente, os passageiros de trás não têm as mesmas vantagens. O acabamento de quem embarca na fileira de trás não é tão bom (há plástico duro nas portas e pessoas muito altas podem encostar a cabeça no teto).

Ainda, no Peugeot 5008, os dois lugares a mais, que ficam na terceira fileira, exigem um pouco de manobras para entrar e sair. Além disso, o espaço para as pernas não é tão confortável e não há saída de ar-condicionado por ali. No final das contas, apesar do desconforto, os dois lugares traseiros são muito mais confortáveis que andar no porta-malas de modo literal.

+ Nossas impressões sobre o Peugeot 5008

O Peugeot 5008 é uma máquina potente. A estabilidade nas curvas, o conforto, a tecnologia e o sistema de massagem nos bancos dianteiros tornam a viagem muito tranquila e mais agradável. No entanto, ele deixa a desejar em alguns pontos. Por exemplo, poderia ter sistema de desligamento automático quando o veículo para nos semáforos. Espera-se que as melhorias estejam presentes nas próximas gerações do carro, já que ele parece fazer sucesso principalmente entre quem tem uma queda por um SUV 7 lugares.

Peugeot 5008

Imagem: Eduardo Mikail | Blog da Engenharia

Copiado!
Engenharia 360

Eduardo Mikail

Engenheiro Civil, empresário e empreendedor digital. É fundador do Engenharia 360 e sócio-fundador da Bronks content., produtora de conteúdo e projetos digitais. Formado em Engenharia Civil e Administração com especialização em Marketing pela ESPM, já trabalhou em uma das maiores construtoras do país e hoje está à frente da Mikail Arquitetura e Engenharia. Interessado por tecnologia, iGadgets e nas horas vagas curte viagens, música e fotografia. Segue lá no Instagram @eduardomikail

Comentários