Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Tendências 2021: descubra o que deve dominar a Indústria da Construção Civil [inclusive no Brasil]

por Simone Tagliani | 19/02/2021

Para que a Indústria da Construção Civil brasileira volte com tudo em 2021 será preciso muito investimento em novas tecnologias. Afinal, novas tecnologias trazem novas oportunidades!

A Indústria da Construção Civil é como um termômetro da economia brasileira. Por exemplo, podemos entender melhor a crise de 2020 analisando os números deste setor. Na primeira onda da Covid-19, milhares de pessoas ficaram desempregadas. Mas o setor continuou tentando reagir e, ainda antes da segunda onda, algumas milhares de vagas foram criadas – de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Brasil. Esta flutuação traz esperanças para 2021, com profissionais cheios de expectativas altas!

Mas o que realmente pode ajudar estes profissionais e empresas a terem melhores resultados neste ano é apostar em novas tecnologias! Já foram apontadas as tendências para o futuro do mercado. Quer saber quais? O Engenharia 360 te conta neste texto!

processo de concretagem
(imagem de Pixabay)

Uma retrospectiva do que rolou na Construção Civil em 2020

2020 pegou a todos de surpresa! Além das perdas trágicas de vidas e patrimônios, este período também nos ensinou da importância das empresas serem mais resilientes, ou seja, de se prepararem sempre para eventos inesperados. Isto, obviamente, requer planejamento! Mas os eventos vieram depressa, então foi preciso acelerar a digitalização de muitos processos da construção civil. E houve um aumento maior por soluções de menor custo, que pudessem ser gerenciadas à distância e, mesmo assim, garantindo as boas condições de trabalho dos colaboradores.

No ano passado, as pessoas passaram a adotar maiores medidas de segurança – pelo menos o quanto lhes foi permitido. E, por conta disso, de fato, o mercado criou um cenário de investimentos diferente – o que deve se refletir em 2021, de algum modo. Por exemplo, negócios que envolvam mais as tecnologias digitais, a sociedade, a governança e a preservação do meio ambiente. Claro que tudo isto é um desafio enorme! Será que vamos mesmo conseguir? Bem, isto só o tempo dirá! Mas o importante é começar, não é mesmo?

“O setor (da Construção Civil) é fundamental para que o Brasil supere a crise pós-pandemia. Anal, além de ser um grande gerador de empregos, é um motor de reativação econômica muito importante e de efeito imediato, por causa do tamanho de sua cadeia produtiva.”

– Renato Las Casas, em reportagem de Emobile.
trabalhadores da construção civil em canteiro de obras

A atual situação da Indústria da Construção Civil brasileira em 2021

Certamente o foco do trabalho em 2021 deve ser a melhora da qualidade de vida das pessoas. Contudo, recém estamos na fase de retomada dos negócios, então é muito cedo para dizer quais os resultados terá o balanço deste ano. Alguns setores do comércio têm trabalhado com esmero por mudanças. No geral, se conseguiu manter a retração da construção em menos de 2%, enquanto a economia geral brasileira reduziu 11%. O setor imobiliário aumentou, só no meio do ano passado, quase 26%. E o Fundo Monetário Internacional projeta 3,4% de crescimento na área da Construção Civil da América Latina. São números bem expressivos, não é mesmo?!

“(…) a redução da taxa de juros dá protagonismo ao investimento em imóveis e também anima as famílias para a aquisição da casa própria.”

– Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos da Construção da FGV/Ibre, em apresentação no Sinduscon-SP.

Veja Também: Tendências de design de interiores 2021: o que deve mudar na arquitetura e decoração no próximo ano

Canteiro de Obras com trabalhadores da indústria da construção civil
(imagem: Josue Isai Ramos Figueroa)

As novas tendências apontadas para a Construção Civil

Novas tecnologias geram novas oportunidades!

É essencial que a Indústria da Construção Civil no Brasil se renove, que deixe de lados os “achismos” e aposte mais na ciência! Só assim será possível trabalhar na recuperação e expansão do mercado nacional, garantindo uma melhor visibilidade do país para investidores internacionais. E a resposta do sucesso para o futuro pode estar nas tendências listadas a seguir:

1. Melhor capacitação dos profissionais

Não se pode imaginar uma construção de Arquitetura e de Engenharias de melhor qualidade se não for com mão de obra especializada! Também é importante analisar a qualidade dos fornecedores, sabendo se compreendem seu papel na proteção da sociedade e da natureza. Se as equipes estão comprometidas em achar alternativas mais seguras para os trabalhadores, que reduzam os custos operacionais e impactos sobre o meio ambiente, que utilizem mais os softwares e as energias renováveis, que gerem menos resíduos, e que atendam às necessidades dos clientes.

Engenheiro civil habilidades
Imagem: RAEng | via Unsplash

2. Robotização dos processos

Dentro deste item podemos citar muitas coisas! Primeiro, o maior uso de robôs, drones, sensores e máquinas com inteligência artificial dentro dos canteiros de obras, sendo um reforço para a força de trabalho. Simulações de projetos em três dimensões e realidade aumentada, explicando melhor as propostas – ficando o acabamento final mais nítido para os clientes. Uso do sistema BIM – Building Information Modeling – para modelar melhor os projetos de maneira interativa, abrangendo todo o ciclo da edificação. E também do sistema de ‘Internet das Coisas’ – via rede wi-fi, radiofrequência ou GPS -, usado para interligar todo o maquinário e funcionários da obra. Com tudo isto, pode-se:

  • identificar problemas de projeto;
  • realizar orçamentos mais precisos;
  • administrar melhor a obra;
  • rastrear equipamentos e materiais diversos;
  • acompanhar as atividades de funcionários; as execuções de serviços, evitando equívocos e acidentes de trabalho; e o processo de cura e textura de elementos em concreto;
  • reduzir o tempo das execuções e cumprir prazos de entrega.
uso de drone em construção civil
(imagem de startse.com)

3. Construções pré-moldadas

As novas tecnologias também são utilizadas hoje na construção de elementos estruturais. Temos o exemplo da impressão em concreto, uma realidade que começa a chegar aos canteiros. Também das máquinas para pavimentação de ruas com blocos de intertravados. E a utilização da construção modular e da produção de pré-moldados – que vem aumentando demais nos últimos anos. Coisas assim otimizam ainda mais a qualidade e a agilidade das empreiteiras, que podem executar várias atividades simultaneamente – e de um modo eficiente,  racional e sustentável. Um exemplo é o sistema chamado de off-site!

pré-moldado em construção civil
(imagem de Pixabay)

4. Sustentabilidade

Infelizmente, a construção civil ainda provoca um forte impacto negativo sobre a natureza! O mundo corre contra o tempo e até mesmo este setor terá de se adaptar, o mais rápido possível, à uma agenda de ecologia e sustentabilidade! Isto não deve ser mais usado apenas como discurso de Marketing e Publicidade, mas algo realmente concreto, visando fazer a diferença no mercado. E os clientes já estão mais atentos a esta conduta, preferindo os produtos e serviços de quem, de fato, se preocupa com a situação do planeta. São características de empresas assim:

  • colocar suas preocupações com o meio ambiente antes dos lucros;
  • valorizar sistemas que sejam menos poluentes;
  • tentar reduzir o consumo de materiais e recursos e dar o devido destino aos resíduos, tentando sempre reusar ou reciclar as coisas;
  • tentar poupar ao máximo o dinheiro dos clientes, mas sempre entregando de volta algo de elevada qualidade;
  • utilizar madeiras de madeireiras certificadas pelo Ibama e que extraem o material de áreas legais; e
  • priorizar luz e ventilação naturais, além de utilizar energia renovável paras as suas operações, como àquela produzida com placas fotovoltaicas.
(imagem de Pixabay)

À medida que as tecnologias avançam, mais tendências vão surgindo. É um processo natural; e ele é muito bom! O que mais será que pode surgir além disso em 2021? Vamos manter as esperanças, o foco, o esforço e acreditar no amanhã!


Fontes: Globaltec, Cimento Itambe, Buildin, Emobile, G1, Rohden.

Deixe sua opinião nos comentários!

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.