Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Os desafios da engenharia de estradas e transportes

por Fabio Doom | 20/01/2016
Copiado!

O mundo está em movimento! O crescimento das cidades necessita de implantação, planejamento e conservação de estradas e transportes, sendo esses os principais desafios dessa área da engenharia.
Atualmente, o Brasil vive um momento de investimento em rodovias para a mobilidade da população. O estudo, a elaboração e o gerenciamento desses projetos precisam cada vez mais de profissionais para garantir a prática, a segurança e o conforto da sociedade, com o menor ou nenhum impacto ambiental.
engenharia-de-transportes-blog-da-engenharia
A especialização em engenharia de estradas e transportes inclui, além das vias de rodagem, ferrovias, pontes, portos, aeroportos, pátios industriais e áreas urbanas. O estudante fica capacitado para atuar em diversas áreas, com algumas funções determinadas:

  • elaborar, fiscalizar e executar obras em vias urbanas, rurais, sistemas de drenagem e loteamentos;
  • analisar a geometria das vias e adequar a sinalização correta, aplicando sempre as normas técnicas;
  • fazer pesquisas e estudos sobre o estado e a manutenção de solos e concretos;
  • realizar e reparar danos causados por desastres naturais;
  • integrar e pensar no bem estar da comunidade e meio ambiente;
  • monitorar o planejamento e a infraestrutura de projetos em várias regiões, por meio de softwares e relatórios;
  • estudar inovações e o design para o sistema de transportes;
  • analisar e gerenciar o trabalho de engenheiros civis e da construção civil por meio de testes;
  • aperfeiçoar a mobilidade das estradas, considerando custos, investimentos e impactos;
  • adaptar os meios de transportes para a melhor mobilidade de pessoas, acabando com engarrafamentos e aumentando a oferta de malhas de trânsito: calçadas, águas, ferrovias, ciclovias, entre outros.

engenharia-estradas-transportes-blog-da-engenharia

+ Onde atua um engenheiro de estradas e transportes?

Esse especialista pode trabalhar em vários campos, como empresas de transporte e logística, de consultoria de trânsito, organizações de controle do tráfego urbano, construtoras e universidades, como docente ou pesquisador.

+ Quais são os principais desafios?

Um engenheiro de estradas e transportes tem vários desafios na profissão. Ele deve, primeiramente, atuar junto a diversas áreas, como a engenharia civil e a agronomia, para conhecer com detalhes o local de implantação de projetos, desde o solo até as pedras e a vegetação típica.
É necessário ter disponibilidade para viagens a diversos lugares, geralmente os mais remotos e sem estrutura. O domínio da topografia, hidrologia, terraplenagem, geotecnia e pavimentação é essencial. Tais matérias são passadas no curso da faculdade. Além disso, a flexibilidade e a criatividade são primordiais para formar um bom profissional.
Segundo engenheiros experientes nessa área, o estudante deve estar ligado nas novas tecnologias e ter raciocínio lógico para análise e pesquisa de diversos projetos, complementando os estudos da universidade com a área de trabalho. Desde que consiga um estágio ou emprego na área, deve-se aproveitar as oportunidades e adquirir o máximo de conhecimento com os veteranos.
engenharia-de-estradas-blog-da-engenharia

Copiado!

Comentários