Engenharia 360

Novo supercomputador da Unicamp é multiusuário e vai contribuir para pesquisas de ponta

Engenharia 360
por Redação 360
| 08/01/2024 4 min
Imagem reproduzida de Unicamp

Novo supercomputador da Unicamp é multiusuário e vai contribuir para pesquisas de ponta

por Redação 360 | 08/01/2024
Imagem reproduzida de Unicamp
Engenharia 360

No dia 14 de dezembro de 2023, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) fez um anúncio importante, de que estava colocando em operação o Coaraci, um supercomputador que promete revolucionar as atividades no Centro para Computação em Engenharia e Ciências (CCES). Especialistas garantem que essa ferramenta abrirá caminho para descobertas e avanços que moldarão o futuro da computação e da ciência.

Só para se ter uma dimensão desse feito, o Coaraci tem capacidade de 1 PB de armazenamento. Sendo assim, tal tecnologia é considerada uma potência destinada a catalisar pesquisas na instituição, em outras instituições acadêmicas brasileiras e em empresas que demandam computação de alto desempenho. Continue lendo este texto do Engenharia 360 para saber mais!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

supercomputador da Unicamp - Coaraci
Imagem reproduzida de Unicamp

Especificações Técnicas do supercomputador da Unicamp

O supercomputador da Unicamp, Coaraci, é considerado uma máquina poderosa e versátil, a mais veloz entre as universidades do país. Eis as suas principais especificações técnicas:

  • 13.008 núcleos de CPU AMD
  • 150.528 CUDA Cores
  • 42 GPGPUS NVIDIA A30 de 24 GB
  • 36,6 TB de memória RAM
  • 1 PB de armazenamento BeeGFS

O lançamento do novo cluster ocorreu no Instituto de Física “Gleb Wataghin” (IFGW), lar do Centro de Computação John David Rogers (CCJDR), onde o supercomputador foi instalado. A cerimônia contou com a presença de ilustres representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), além de parceiros fundamentais como NVIDIA, Dell e Versatus.

supercomputador da Unicamp - Coaraci
Imagem reproduzida de Unicamp

A crescente demanda por desempenho no país

Existe uma importância estratégica nesta notícia recém divulgada. Por que projetos como o Coaraci são relevantes atualmente? A explicação é simples: a demanda por computação de alto desempenho no Brasil é grande, especialmente em estados como o de São Paulo, ao mesmo tempo que há uma obsolescência dos dispositivos de computação no país.

Traduzindo, este supercomputador da Unicamp é lançado em um momento crucial para atender o mercado - após atrasos no seu planejamento, que começou em 2019, em decorrência da pandemia. E, nesse cenário, a colaboração do Centro Nacional de Processamento de Alto Desempenho (Cenapad) foi essencial para a incorporação de tecnologias necessárias às diversas áreas de pesquisa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A configuração do Cluster Coaraci

Recapitulando então, o Cluster Coaraci é flexível, estando configurado para atender a uma variedade de projetos. Isso inclui, por exemplo, pesquisas voltadas à computação pura até áreas de fronteira, como a bioinformática.

supercomputador da Unicamp - Coaraci
Imagem reproduzida de Unicamp

Embora as notícias veiculadas nas mídias sobre o supercomputador da Unicamp não detalhe como esse equipamento de alta performance será utilizado, ou em que tipo de pesquisa sua tecnologia será explorada, podemos apresentar algumas sugestões neste texto:

  • Treinamento de IA para o desenvolvimento de produtos e serviços e simulações, como de carros mais eficientes e turbinas eólicas mais potentes.
  • Estudo de estruturas e propriedades dos materiais, com simulações, para o desenvolvimento de novos materiais com propriedades específicas, como resistência a altas temperaturas ou leveza.
  • Simulações de processos químicos, como a produção de medicamentos ou a geração de energia, visando sua melhor eficiência e segurança.
  • E análises de grandes conjuntos de dados biológicos, como o DNA e o RNA, para o desenvolvimento de novos medicamentos, diagnóstico de doenças e compreensão da evolução humana.

Considerações Finais | O futuro da computação na Unicamp

A saber, o supercomputador da Unicamp, Coaraci, é considerado um legado duradouro para as futuras gerações. Ele foi adquirido como parte do projeto de renovação do Centro para Computação em Engenharia e Ciências (CCES), que é um dos centros de pesquisa apoiados pelo programa CEPIDs da FAPESP.

Há 13 anos, a Unicamp já havia ativado um supercomputador, o Kahana. Porém, o mesmo, embora ainda desempenhe um papel vital no ambiente acadêmico da instituição, não alcança a mesma capacidade do Coaraci. Como dito anteriormente, com a evolução tecnológica, foi exigida a incorporação de uma tecnologia ainda melhor para atender demandas mais complexas e intensivas em computação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Concluindo, o Cluster Coaraci representa não apenas um avanço tecnológico, mas também um compromisso da ciência brasileira com sua excelência acadêmica. Sua ativação marca um novo capítulo na história da Unicamp, impulsionando a pesquisa e a inovação em diversas áreas.

Veja Também:


Fontes: Jornal O Estadão, Unicamp.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo