Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Lajes aliviadas de concreto: conheça essa tecnologia que auxilia no aliviamento de cargas estruturais

por Simone Tagliani | 04/12/2020

Edifícios de vãos e alturas maiores podem ter suas cargas aliviadas com a utilização, prevista em projeto estrutural de engenharia e arquitetura, de lajes aliviadas de concreto!

A engenharia e a arquitetura são responsáveis pela construção do mundo não natural que habitamos. Exemplos delas estão por todo o nosso redor e fazem parte do nosso dia-a-dia. Muitas das estruturas resultantes de seus trabalhos seguem sistemas já conhecidos pela maioria da população. Mas as tecnologias evoluem a todo o momento e muitas ideias novas são apresentadas constantemente como soluções para projetos desenvolvidos pelos profissionais nestas áreas. É o caso das lajes aliviadas de concreto. Já ouviu falar delas? Pois, neste texto, o Engenharia 360 explica!

concreto em produção, imagem ilustrativa

O que seriam as lajes aliviadas de concreto?

Imagine a construção de uma grande estrutura de prédio, com vários níveis diferentes. Consegue pensar no peso que todo este conjunto de elementos teria? Será que haveria chances de aliviar um pouco esta carga? Bem, claro que sim! Já existem algumas soluções em engenharia e arquitetura para isto. Por exemplo, blocos de concreto com isopor incorporado à massa. Também as lajes nervuradas, que é um tipo de laje maciça com pequenas cavidades – as tais nervuras – que são formadas no momento da concretagem, devido à fôrma plástica utilizada. E agora temos também o sistema delajes aliviadas de concreto’ ou sistema ‘BubbleDeck’.

concreto sendo aplicado em laje em produção
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)

Este último tipo de estrutura citado – o das lajes aliviadas – pode ser fabricado in loco, ou seja, no canteiro de obras; e ainda ser pré-moldado em fábrica. Para resumir, é um tipo de laje de concreto “recheada” de elementos feitos de plástico ou isopor – chamado de EPS –, mais armação de ferro e concreto. Podemos listar muitos benefícios deste sistema para a construção civil – o que, aliás, veremos no tópico a seguir. Mas o principal deles é mesmo o aliviamento do próprio peso de todas as estruturas de lajes executadas.

Opções de execução

Há duas sequências de realização de lajes aliviadas de concreto que podem ser seguidas nas obras de engenharia e arquitetura, dependendo do que for estabelecido em projeto estrutural. No primeiro caso, faz-se a montagem de finas placas cimentícias. Depois são dispostos, sobre isto, as armaduras e os módulos de plástico ou isopor. Já na etapa final é realizada a concretagem e cura da massa. Sim, estes módulos não serão mais retirados, ficando para sempre dentro da laje!

módulos sendo colocados sobre a montagem das placas
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)

O tipo de sequência executiva número dois não é muito diferente. Neste caso, sobre uma fôrma plana comum é, primeiro, colocado uma malha de armação – com o devido espaçamento das bordas da caixa, obviamente. Só depois disso é que são colocados os “módulos de aliviamento”. Em alguns casos também é feito, posteriormente, uma armação complementar. E, por fim, como previsto, a concretagem e cura da laje.

produção de lajes aliviadas, imagem ilustrativa
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)
produção de lajes aliviadas, imagem ilustrativa
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)

Quais as vantagens das lajes aliviadas de concreto para a construção civil?

Como dissemos antes, as lajes aliviadas de concreto são mais uma opção de “aliviamento” do peso geral das estruturas de engenharia e arquitetura. Mas é claro que elas oferecem outras vantagens para o segmento da construção civil. Por exemplo, tem a questão estética. É que as superfícies inferiores destas lajes costumam ficar bem lisinhas, melhor dizendo, com um acabamento muito bem feito, deixando as obras com aspecto mais sofisticado – significando mais economia com acabamento. A parte superior também pode ficar assim, se as placas forem pré-moldadas ou se forem feitas por operários especializados. Isto eliminaria a necessidade de revestimentos – como reboco, pintura, verniz e mais -, permitindo que o concreto fique mesmo aparente.

imagem ilustrativa de lajes aliviadas de concreto em produção
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)

Por ser uma estrutura mais leve, estas lajes aliviadas de concreto não precisam ser tão escoradas durante a execução como as lajes maciças, por exemplo. Se feitas na fábrica, podem ser mais facilmente transportadas e menos tempo para serem executadas, num menor ciclo de concretagem também. Em certos casos, não há necessidade alguma do uso de fôrmas de madeira e, além disso, pouca perda de materiais no decorrer do processo de execução do elemento – coisas que ajudam a reduzir o impacto ambiental e os custos finais da obra. E o modo como os módulos são intercalados pelas armaduras faz as lajes serem unidirecionais ou bidirecionais, ou seja, podendo ser orientadas para duas direções.

imagem ilustrativa de lajes aliviadas de concreto em produção
(imagem extraída apresentação de Engenheiro Aurélio Franceschi, publicado por Instituto de Engenharia)

Quais os maiores exemplos de lajes aliviadas de concreto na engenharia e arquitetura?

De fato, as lajes aliviadas de concreto são uma ótima solução para projetos em engenharia e arquitetura, principalmente de edifícios com vãos e alturas maiores. Já existem bons exemplos da aplicação deste sistema tanto fora quando dentro do território brasileiro. Por aqui, podemos citar a obra da sede da Odebrecht em Salvador, na Bahia. Já nas “gringas”, o Millennium Tower, em Rotterdam, na Holanda – projeto de WZMH Architects e AGS Architecten, concluído em 2000 -; e o novo edifício da Universidade Técnica de Darmstadt, em Darmstadt, Alemanha – construído em 2005.

Millennium Tower
Millennium Tower (imagem de Wikimedia)
Universidade Técnica de Darmstadt
Universidade Técnica de Darmstadt (imagem de Wikimedia)

Fontes: Instituto de Engenharia.

Conhece alguma outra obra que usou lajes aliviadas? Comente!

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.