Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

NASA: entenda como é a missão DART contra futuras ameaças espaciais

por Redação 360 | 02/12/2021

Imagina o que houve com os dinossauros. Mas sabia que também podemos estar sob a mesma ameaça. Conheça a missão DART, da NASA!

Quem entende o mínimo de física e astronomia sabe que nós estamos em constante ameaça aqui na Terra. A chance de um asteroide vindo contra a Terra é real, não só história de cinema! Por exemplo, os asteroides que orbitam o Sul e ocasionalmente se aproximam daqui! E o que tem isso? Lembra que isso causou a extinção dos dinossauros? Pois, então, imagina que o estrago agora seria tão grandioso quanto, acabando com a existência humana e de diversas espécies de vegetais e animais. Mas o que os cientistas estão fazendo? Calma, eles estão estudando soluções! Veja a seguir!

DART - NASA
Imagem reproduzida de VEJA

Veja Também: Aquecimento Global: ferramenta da NASA mostra quanto o mar vai subir em cada região do Planeta

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A missão DART da NASA

A Agência Espacial norte-americana, NASA, tem monitorado dois grandes asteroides perto da Terra. Um deles tem cerca de 160 metros de diâmetro, inclusive com um satélite natural menor, e pode representar uma ameaça para nós. Ele viaja a uma velocidade de quase 24 mil km/h. Pois parece que qualquer fração de mudança nesse trajeto poderia ser um grande problema. Por hora, está tudo bem! Contudo, este asteroide em especial poderia servir de teste para técnicas que poderiam, algum dia, impedir que realmente um asteroide perigoso nos atinja.

DART - NASA
Imagem reproduzida de DNA India

Lançamento

No dia 23 de novembro deste ano, a NASA lançou, com ajuda de um foguete Falcon 9 da SpaceX, lá da Base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia, uma espaçonave que carrega uma sonda experimental. A missão Double Asteroid Redirection Test ou DART, como foi chamada, tem o objetivo de proteger o nosso planeta de futuras ameaças – ou seja, uma defesa planetária.

Na ocasião, a espaçonave se separou do foguete e começou a navegar no espaço. Só que deve levar mais de um ano para atingir o asteroide estudado pela NASA – algo previsto para acontecer só em setembro de 2022 -, já que o mesmo está a 11 milhões de quilômetros daqui. Acredita-se que isso será tão intenso que vai criar a primeira chuva de meteoros provocada pelo homem.

“A colisão mudará a velocidade da minilua em sua órbita ao redor do corpo principal em uma fração de um por cento, mas isso mudará o período orbital da minilua em vários minutos, o suficiente para ser observado e medido usando telescópios na Terra.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– diz a agência em seu site.

DART - NASA
Imagem reproduzida de NASA Space Flight
DART - NASA
Imagem reproduzida de Mundo Conectado

Importância

Sim, você entendeu certo, a DART é só um teste. Mas… Apesar dos cientistas da NASA afirmarem que nos próximos 100 anos nenhum asteroide será capaz de causar estragos na Terra, por que tanta preocupação da agência? Bem, a ideia, por hora, não é só fragmentar o asteroide estudado, mas tentar mudar o seu curso. E isso “por si só” tem proporções históricas para a ciência, física, astronomia e exploração espacial! Resumindo, será a primeira vez que a humanidade mudará algo no espaço!

“Deixamos pegadas e marcas de pneus e coisas assim. Mas esta será a primeira vez que a humanidade mudará um movimento celestial.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– complementou um representante da NASA.


Fontes: Globo, Globo 2.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.