Engenharia 360

COP27 Egito: mais uma vez o mundo se reúne para discutir sobre a preservação ambiental

Engenharia 360
por Redação 360
| 08/11/2022 | Atualizado em 17/11/2022 3 min

COP27 Egito: mais uma vez o mundo se reúne para discutir sobre a preservação ambiental

por Redação 360 | 08/11/2022 | Atualizado em 17/11/2022
Engenharia 360

Cientistas ao redor do mundo afirmam que estamos andando descontrolados, com o pé no acelerador, em direção ao abismo. É que o ser humano ficou muito tempo sem pensar na natureza, usando e abusando dela sem medir as consequências. Só que as consequências chegaram, e mais rápido do que imaginávamos. E o que fizemos? Continuamos ignorando ao ponto que os problemas se agravaram e, hoje, provocam pandemias, dificuldades no cultivo de alimentos, extinção de animais, escassez de água, irregularidades de temperaturas, e mais. É isso que os países têm discutido na 27ª conferência do clima da Organização das Nações Unidas, a COP27 Egito!

COP27 Egito
Imagem reproduzida de CNN Brasil

Diagnóstico do aquecimento global século XIX – XX

Este ano, representantes de vários países ao redor do mundo estão reunidos para participar da Conferência das Partes da UNFCCC, COP27 Egito, em Sharm El Sheikh. A ideia é debater, obviamente, sobre as mudanças climáticas. Para se ter uma ideia da importância desse encontro, a NASA divulgou recentemente um vídeo criado por seu Estúdio de Visualização Científica que ilustra o aumento da temperatura da Terra de 1884 a 2022. Os dados foram baseados nos registros da sonda infravermelha atmosférica (AIRS, ou Atmospheric Infrared Sounder), que também registrou a concentração de CO2 nos últimos 20 anos. É assustador!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Os efeitos das mudanças climáticas já são devastadores e cada vez que o mundo atrasa a ação, mais pessoas sofrem e as soluções tornam-se mais complexas e caras.” – presidente-executivo da Fundação Gates, Mark Suzman.

Veja Também: Ilhas de Calor urbanas: estenda este problema que afeta a saúde das pessoas e o meio ambiente

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fundação Gates faz importante revelação na COP27 Egito

Uma das maiores tragédias provocada pelo homem é o desmatamento desenfreado. Algo que impulsiona tal ação é o aumento do consumo humano, que requer mais áreas para plantio e criação de animais. Neste cenário, quase sempre o vilão é o grande produtor, porque os pequenos agricultores costumam seguir práticas sustentáveis. Por isso, vale a pena incentivá-los da maneira mais correta possível.

Durante a COP27 Egito, a Fundação Bill e Melinda Gates – instituição filantrópica criada por Bill Gates, fundador e ex-presidente da Microsoft, e sua ex-esposa, Melinda Gates – revelou que está doando, dentro do projeto Líderes Florestais e Climáticos (FCLP) – com parceria de 26 países e a UE -, US$ 1,4 bilhão para ajudar pequenos agricultores em África e na Ásia. A intenção é contribuir para interromper e reverter a perda de florestas e a degradação da terra até 2030.

COP27 Egito
Imagem reproduzida de Exame

Esse é o maior esforço já feito contra as mudanças climáticas desde o Pacto Climático de Glasgow endossado por mais de 140 líderes mundiais, na COP26. Na ocasião, o grupo se comprometeu a desembolsar US$ 12 bilhões em dinheiro público para florestas até 2025. A Alemanha, por exemplo, disse que dobrará seu financiamento para florestas para € 2 bilhões dentro deste prazo. Além disso, cerca de 60% do PIB global e mais de 33% das florestas do mundo são cobertos por esta parceria.

Todos os membros da FCLP estão unidos por um objetivo comum: cada membro deve ter o compromisso de liderar, pelo menos, uma das áreas de atuação da FCLP.

COP27 Egito
Imagem reproduzida de Um só Planeta – Globo

A distribuição do montante

O montante separado pela Fundação Gates e anunciado na COP27 Egito deve ser distribuído ao longo de quatro anos. Assim será garantida ajuda regular aos agricultores para que os mesmos possam conseguir resistir melhor às secas, ondas de calor e inundações extremas amplificadas pelas alterações climáticas. E parte da verba ainda será destinada a incentivar novas tecnologias, ajudar as mulheres e promover inovações no manejo do gado. Por fim, uma plataforma desenvolvida com o Quênia ajudará os agricultores a antecipar melhor as ameaças climáticas, com mensagens de texto enviadas para os seus smartphones que podem ajudá-los a salvar as colheitas.

“É necessário financiamento adicional para garantir que as inovações agrícolas e tecnológicas estejam amplamente disponíveis para as comunidades vulneráveis.” – Bill Gates, cofundador da Microsoft.

Brasil na COP27 Egito


Fontes: Sapo,

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo