Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Quais as piores consequências de mentir na entrevista de emprego?

por Simone Tagliani | 18/01/2021

O mercado de trabalho não é fácil, muitas pessoas estão desempregadas e à procura de boas oportunidades e acabam contando aquela mentirinha no currículo

Imagine que você é chamado neste momento para a entrevista de emprego dos seus sonhos. A oferta é a melhor de que já ouviu falar – num bom ambiente de trabalho, com excelentes colegas, oportunidade de crescimento na empresa, salário compatível com a realidade do mercado e mais outros benefícios. Sua empolgação vai às alturas! Então, com receio de perder o que pensa ser a melhor oportunidade da sua vida, comete o maior erro de todos: mentir sobre as suas experiências!

Já ouviu falar que a “mentira tem perna curta”? Pois, no âmbito profissional isto pode resultar em situações muito embaraçosas! No texto a seguir, vamos refletir mais sobre este tema!.

duas mulheres e um homem olhando para a tela de um notebook vagas de engenharia durante entrevista de emprego

Caso 1: O primeiro estágio

Logo que começamos um curso técnico ou faculdade, já vêm aquelas preocupações à cabeça. A maior delas é como se inserir no mercado de trabalho. O estágio, para quem ainda está estudando, é a melhor opção de aprimoramento profissional, vendo, na prática, aquilo que só em teoria é conhecido em sala de aula. Mas a ânsia de querer começar pode levar a pessoa a dar as suas primeiras mentiras.

Infelizmente, muitos estudantes falam em entrevista de emprego que possuem conhecimentos além do que receberam nos poucos semestres que cursaram. Dizem saber mexer em programas que nunca viram, que falam idiomas que não dominam, ou que já participaram de projetos semelhantes em empregos anteriores que nunca tiveram. Só que, em contrapartida, quase sempre a sua falsa versão é desmarcada na própria entrevista de emprego ou fica evidente nos primeiros dias de estágio.

E qual é o problema disso? Perder, por ego ou arrogância, uma grande oportunidade de aprender com aqueles que realmente têm experiência. Não é vergonha alguma dizer que não tem todos os conhecimentos profissionais quando se está começando. Afinal, para isto é que serve o estágio! Se você mentir e ainda assim passar na entrevista, viverá depois momentos de muita vergonha ao precisar revelar para os novos colegas que não é capaz de fazer o que se propôs na entrevista de emprego.

mulher sentada lamentando na frente de computador

Caso 2: A primeira entrevista de emprego

Já com o diploma em mãos, vem o desafio de conseguir o primeiro emprego efetivo! Tem gente que acha que é uma boa ideia de, neste momento, colocar no currículo ou cita numa entrevista de emprego um passado de estágios inventado; ou superestimar as experiências que teve e as habilidades que já adquiriu. Não se engane! No início, a história de nenhum jovem profissional pode ser comparada à de um profissional já com uma longa carreira! Claro que o primeiro tem os seus talentos; porém, seus conhecimentos ainda são limitados pela pouca vivência prática.

Mais uma vez, não é vergonha alguma falar a verdade, dizer que ainda fez pouco na vida, embora tenha muita vontade de começar. Vergonha seria não querer trabalhar. Vergonha é visar apenas os lucros e esquecer-se da importância de contribuir positivamente para a sociedade, atuando com dedicação e honestidade. Pode ser que, ao falar a verdade numa entrevista de emprego, você receba recusa. Mas não se desanime. Quando alguém te contratar será pelos motivos certos e para algo que você saberá fazer com muito prazer, sempre feliz e motivado para trabalhar!

homens apertando as mãos em entrevista de emprego

Veja Também: Entrevista de emprego: confira as razões para fazer perguntas ao recrutador

Caso 3: A prestação de serviços

Pior do que mentir em entrevista de emprego é depois, já atuando no mercado, continuar mentindo. Tem profissional que faz de tudo para conseguir clientes. O problema é quando o seu esforço de persuasão não corresponde à qualidade dos produtos e serviços dados em troca! Sabe quando recebemos o diploma e fazemos um juramento? Aquele é o nosso contrato com a sociedade, garantindo que vamos cumprir com os nossos deveres dentro da lei. Inclusive, para garantir isto, muitas profissões têm os seus conselhos de fiscalização e regulação – como é o caso do CAU e do CREA, para a Arquitetura e Engenharias, respectivamente.

Consequências de má conduta profissional

Exercer legalmente uma profissão sem registro é crime! Por exemplo, um engenheiro eletricista elaborando projetos estruturais de edifícios, ou um designer de interiores gerenciando uma obra com remoção de paredes e vigas. A pessoa que fizer isto e for pega pode ser multada, processada e ir para cadeia. Até porque, imagine as consequências de uma coisa destas, colocando em risco os bens e a segurança da vida das pessoas. Realmente, não pode. Na dúvida, leia a lei brasileira para saber quais são as atribuições – tanto exclusivas quanto compartilhadas – de cada profissão!

homem e mulher trabalhando em bancada, ilustrando salários da engenharia
Imagem: unsplash.com

Outro erro lamentável cometido por profissionais já atuantes no mercado é mentir sobre o seu currículo para clientes e parceiros, garantindo a execução de serviços que não sabe fazer. Por exemplo, um arquiteto ou engenheiro civil que só trabalhou com diagramação de plantas em escritórios prometendo fazer um projeto de PPCI ou a aprovação de projetos de construções variadas na prefeitura do seu município. Se ele não conhece os trâmites disso, é bem provável que levará mais tempo para fazer tudo, gastará mais dinheiro dos seus clientes e inevitavelmente cometerá muitos erros no decorrer processo. Ou seja, só dores de cabeça para ambas as partes.

Homem com máscara e capacete em canteiro de obras sentado.

Conclusão

Resumindo, pense bem antes de dar falso testemunho, de mentir sobre seu currículo. Não seja ingênuo! Muita coisa pode ser facilmente esclarecida com uma simples pesquisa na Internet. Se você não frequentou ou não concluiu uma faculdade, o recrutador logo terá as provas. E as novas entrevistas promovidas pelos departamentos de recursos humanos das empresas já estão sendo laboradas para desmascarar os farsantes. Leia a matéria que fizemos contando sobre as entrevistas por competências e fique por dentro de tudo!

Antes, assista este vídeo especial que fizemos falando mais sobre por que não se deve mentir nos currículos!


Fontes: Catraca Livre, Guia da Carreira.

Você já mentiu na entrevista de emprego ou estágio? Comente!

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; especialista em Artes Visuais; estudante de Jornalismo Digital e proprietária da empresa Visual Ideias - Redação, Edição e Produção de Conteúdos.