Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Entenda o desabamento do prédio em Fortaleza do ponto de vista da Engenharia

por Engenharia 360 | 16/10/2019
Copiado!

Um prédio residencial desabou em Fortaleza ontem (15), levando a vítimas fatais. Entenda o que aconteceu e o que se sabe sobre o motivo do desabamento até o momento, do ponto de vista da Engenharia.

prédio em Fortaleza desabamento
Imagem: radioimprensa.com.br

Entenda a tragédia

Era pouco mais de 10 horas da manhã quando o edifício Andrea, que ficava no Bairro Dionísio Torres, uma área nobre da cidade de Fortaleza, desabou. Parte da loja que ficava ao lado também sofreu danos.

O prédio tinha 14 apartamentos e é o segundo que desaba em Fortaleza em menos de quatro meses, visto que um outro prédio sofreu desabamento parcial em Junho. Um vídeo registrou o momento do desabamento do edifício Andrea, confira na reportagem abaixo:

Não se sabe exatamente o número de pessoas no edifício na hora do desabamento. Até o momento, sete foram resgatadas com vida, três faleceram e outras sete continuam desaparecidas (número incerto). O corpo de Bombeiros ainda faz buscas no local.

Sabe-se que edificação não era nova, embora a informação sobre seu tempo de vida não tenha sido divulgada ainda. Aparentemente, o local foi construído de maneira irregular e, devido a isso, não há registros oficiais na Prefeitura. Não há nem o nome do(a) engenheiro(a) responsável. Até 1995, havia uma casa no local, segundo os registros.

Qual foi a causa do desabamento do prédio em Fortaleza?

O desabamento ainda precisa ser minuciosamente investigado. O que já foi descartado é que não houve vazamento de gás, visto que não havia cheiro dessa substância no local.

A principal suspeita, até o momento, é que ocorreu o rompimento das pilastras de sustentação. Segundo Victor Frota Pinho, engenheiro e presidente da Academia Cearense de Engenharia, o que indica isso é o fato de que o prédio caiu na vertical, os escombros estão uns em cima dos outros. As imagens antes do desabamento mostram que as pilastras tinham ferragens expostas, o que é um indicativo de problemas estruturais.

prédio em Fortaleza desabamento
Imagem: oantagonista.com

Para prevenir novas tragédias, o Ministério Público do Ceará informou que uma força-tarefa ficará responsável por fazer um levantamento de outros edifícios em situação irregular. Há, em Fortaleza, uma legislação de 2012 que obriga os edifícios a apresentarem periodicamente certificados de vistoria. Todas as edificações residenciais da cidade com três ou mais pavimentos ou de uso coletivo deveriam apresentar o CIP (Certificado de Inspeção Predial). Porém, as fiscalizações, que estavam previstas para 2016, ainda não começaram.

Qual o papel da Engenharia?

Em momentos como esse, o papel da Engenharia sempre é questionado e nós, engenheiros e engenheiras (ou estudantes), somos lembrados do tamanho da responsabilidade da nossa profissão. No caso do edifício em Fortaleza, tudo indica que a falta de manutenção possa ter sido a causa do desabamento, mas a situação ainda precisa ser periciada.

Independentemente da nossa área na Engenharia, somos responsáveis por diversas vidas nos mais diferentes casos (seja projetando edifícios, carros, barragens, eletroeletrônicos, etc.). Assim, não podemos contar com a sorte e simplesmente achar que algo não vai acontecer, seja como projetista ou como fiscal.

Talvez, a tragédia poderia ter sido evitada se a fiscalização tivesse começado antes. O que se espera é que os procedimentos de vistoria adotados a partir de agora evitem qualquer outra situação semelhante não só em Fortaleza, mas em todos os locais. Cabe a nós, engenheiros e engenheiras, cientes do nosso papel na sociedade, exigir a excelência na construção e a manutenção e fiscalização do que nos cerca.

Referências: Uol Notícias; G1; Rádio Imprensa.

Copiado!
Engenharia 360

Engenharia 360

Engenharia para todos.

Comentários