Engenharia 360

Mercado da Engenharia Civil: o quadro geral das construtechs e proptechs no Brasil

Engenharia 360
por Redação 360
| 27/06/2022 | Atualizado em 26/07/2022 4 min

Mercado da Engenharia Civil: o quadro geral das construtechs e proptechs no Brasil

por Redação 360 | 27/06/2022 | Atualizado em 26/07/2022
Engenharia 360

Não é novidade que estamos passando por um dos momentos mais difíceis da história da humanidade. Parte da causa é, sem dúvidas, a pandemia, que trouxe grandes tristezas, mas também impulsionou o desenvolvimento ou o aprimoramento de várias tecnologias, processos de trabalho e mão-de-obra. Isso inclui, certamente, tudo que é relacionado as atitudes de resiliência, envolvendo demais as startups do setor de construção civil – que, apesar de tudo, vem crescendo no Brasil, beneficiando construtoras, clientes e economia.

construtechs e proptechs
Imagem reproduzida de Cimento Itambé

Veja Também: Entenda os detalhes que regem o novo Marco Legal das Startups, sancionado pelo Governo Federal em 2021

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

Crescimento, apesar da crise

A pandemia, sim, foi uma grande impulsionadora de iniciativas relacionadas a esse mundo das tecnologias, tanto que, por incrível que pareça, ajudou várias startups na área da construção civil – ou construtechs – a crescerem neste período. Os investimentos mais significativos aconteceram em 2021 – número duas vezes maior que em 2020. E tem ainda as proptechs ou tecnologias da informação no mercado imobiliário. O setor chegou a crescer 13,82% entre 2021 e 2022, conforme dados do 6º Mapa de Construtechs & Proptechs; hoje, há algo como 955 empreendimentos ativos no país com menos de 150 colaboradores e até 15 anos de atuação.

O que explica tudo isso? Bem, em parte é por conta da visão dos novos investidores, que acreditam que tais negócios possam trazer grandes benefícios para o setor. Por exemplo, melhor planejamento e gestão da obra, treinamento de trabalhadores, controle de materiais, maior segurança e controle de acesso, menos desperdício, menos erros, redução do tempo de obra, entre outros ganhos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para eles, pensando no nosso mercado, ainda existem grandes desafios a serem superados, como a implantação de certas tecnologias, sobretudo pelas pequenas e médias empresas, capacitando suas equipes para essa transformação cultural, que é inevitável. Ainda bem que o Brasil já tem uma aceleradora para preparar essas startups da construção civil a WIP (Work in Progress), que nasceu da reunião da Gerdau, InterCement, Tigre e Vedacit.

construtechs e proptechs
Mapa construtechs 2020 Brasil | Imagem reproduzida de Terracotta Ventures

Veja Também: Startups, o que são e por que trabalhar em uma?

Algumas importantes construtechs e proptechs brasileiras da atualidade

  • Brasil ao Cubo: desenvolve módulos individuais pré-fabricados, que permite entregar obras quatro vezes mais rápido, tal empresa foi responsável pela construção de cinco hospitais durante a pandemia com uso de elementos metálicos.
  • Tecverde: hoje, uma especialista em construção industrializada em woodframe.
  • Âmbar: começou com proposta de construção modular e hoje atua em duas vertentes – industrialização e digitalização – a partir de plataforma de soluções.
  • Dataland: usa dados – coleta, catalogação e clusterização – e inteligência artificial para o processo de estudo de viabilidade de incorporações.
  • Ambar: focada em construções inteligentes para todas as etapas da construção, desde a elaboração do projeto e planejamento, até a etapa final de moradia.
  • Divid: responsável por criar espaços pensados no compartilhamento e oferecer uma experiência única de locação.
  • DivCAD: desenvolvedora de software para detalhamento de projetos e orçamentos de paredes de divisórias e forros e divisórias.
  • Quinto Andar: conhecida no mercado imobiliário por desburocratizar o processo de locação de
  • imóveis.
construtechs e proptechs
Imagem reproduzida de Habitability
  • Urban 3D: desenvolvedora de software que ajuda no controle de materiais, produção em tempo real e dados de análise e otimização de fábrica.
  • Gerencia Obras: desenvolvedora de plataforma online para gestão completa de obras.
  • Sensora Group: com sistema Painel Predial, para instalação de sensores no medidor de água e energia, uma central de comunicação para coletar e armazenar dados, e um sistema na “nuvem” que interpreta os dados recebidos e emite alertas.
  • ION Energia: voltada às soluções de geração de energias renováveis, oferecendo kits de componentes para geração de energia fotovoltaica.
construtechs e proptechs
Imagem reproduzida de Celere
  • Molegolar: trabalha com sistema de plantas arquitetônicas, que permite aumentar ou diminuir a planta de um imóvel levando em consideração as necessidades do cliente.
  • OrçaFasio: desenvolvedora de sistema eletrônico que ajuda no orçamento de obras e simplifica o entendimento dos dados para gestão.
  • Agilean: desenvolvedora de hardware que serve para auxiliar empreiteiras à aumentar a produtividade no canteiro de obras.
  • Construct App: desenvolvedora de aplicativo capaz de “unir” canteiro de obras e escritório, facilitando o trabalho das empresas de construção no momento de gerenciamento.
construtechs e proptechs
Imagem reproduzida de Habitability
  • NetResíduos: desenvolvedora de software no setor ambiental, que transforma os dados sobre os resíduos em algo que chamam de indicadores estratégicos.
  • Contraktor: trabalha com sistema que ajuda outras empresas na elaboração de contratos, permitindo que os envolvidos na negociação possam acompanhar todas as etapas do contrato.
  • ION Energia: disponibiliza conjuntos de componentes para geração de energia fotovoltaica, energia solar, e produtos que criam energia com sistema de recarga.
  • Tracktoor: trabalha com locação de equipamentos para obras por meio de plataforma que conecta locatários e locadores.

Veja Também: O crescimento das Foodtechs no Brasil


Fontes: Cimento Itambe, Promonews, Blog Obra Prima Web, Halo Notoriedade, Forbes, Revista PEGN.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo