Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

360 Explica: quais as causas do acidente da ponte metálica no Rio Pinheiros?

por Cristiano Oliveira da Silva | 31/08/2021

O que precisa ser feito para identificar as causas do acidente da ponte metálica que caiu no Rio Pinheiros? Listamos perguntas-chaves para essa análise!

Recentemente, aconteceu mais um acidente de Engenharia: a ponte metálica sobre o Rio Pinheiros, em São Paulo, que era uma ampliação da plataforma de embarque e desembarque na estação Santo Amaro, linha 5 lilás da CPTM, ruiu. O consórcio informou que a obra tinha seguro e os prejuízos serão cobertos. Por sorte, não houve perdas de vidas humanas, apenas dois funcionários ficaram levemente feridos.

Ponte Rio Pinheiros
Imagem reproduzida de R7

Como saber o que ocorreu? Quais perguntas devem ser respondidas de modo a se esclarecer o ocorrido e evitar que ocorra novamente acidentes dessa natureza? Acompanhe na matéria a seguir!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem são os personagens envolvidos num projeto dessa natureza?

Durante a construção de um empreendimento dessa magnitude, há uma gama muito grande de áreas da Engenharia Civil envolvida. Veja quais:

  • equipe geotécnica – responsável pela análise do solo;
  • escritório de projeto – responsável por projetarem a estrutura, bem como realizar a análise de construtibilidade;
  • construtora – responsável por seguir o projeto e executar a obra.

É muito comum também a contratação de um segundo escritório de projeto, independente do projetista, que irá realizar a verificação desse projeto. A essa etapa, é dado o nome de CQP ou ‘controle da qualidade de projeto‘.

Ponte Rio Pinheiros
Imagem reproduzida de R7

Que perguntas devem ser respondidas pelos especialistas?

Em relação ao projeto da ponte

As primeiras perguntas que devem ser feitas são: “O projeto, estava adequado?”, e “Foram previstas nas etapas construtivas escoramentos e ligações com resistência suficientes?”.

Já as respostas a esses questionamentos podem direcionar as investigações. Caso o projeto não tivesse “CQP”, é possível que tenha havido alguma falha ou erro de projeto que levou ao acidente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ponte Rio Pinheiros
Imagem reproduzida de R7

Em relação à construção da ponte

Supondo que o projeto estivesse adequado, outras perguntas são importantes: “A construção seguiu as recomendações do projeto?”, e “Houve alguma recomendação negligenciada?”.

Em relação a esses questionamentos, devem ser coletadas informações em canteiro, como a qualidade do material utilizado para escoras temporárias, qualidade das soldas realizadas, e se alguma sequência prevista não foi seguida.

Que conclusões podem ser tiradas desse incidente?

É fundamental que projeto e construção estejam plenamente alinhados, dado que um fornece diretrizes para o outro.

A prática de adoção de CPQ por parte das construtoras também é recomendada, visto que é possível que os projetos contenham falhas.

Obras como essa, além do projeto final, devem ter o projeto de construtibilidade, onde são indicados o método construtivo e o sequenciamento da execução da obra.

Para você ter consciência das proporções desse acidente, assista aos vídeos a seguir:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também:

Comentários

Engenharia 360

Cristiano Oliveira da Silva

- Engenheiro Civil (Poli-USP/2003) - Pesquisador colaborador UFABC - Capacitação e disseminação de BIM - Gerente de Engenharia / BIM Manager - Projetos, Planejamento e Qualidade na empresa BEN - Bureau da Engenharia - INEXH - Instituto Nacional de Excelência Humana - MasterPractitioner e Coach Sistêmico - Analista Corporal - O Corpo Explica - Músico, pai e curioso por natureza