Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Áreas de atuação do Engenheiro de Produção [Parte 2]

por Jéssica Dias | 27/01/2015
Copiado!

Continuando nossa série sobre as áreas em que o Engenheiro de Produção pode atuar no mercado, hoje falaremos um pouco sobre as áreas Engenharia Econômica, Engenharia do Trabalho, Engenharia do Produto, Engenharia da Sustentabilidade e Educação em Engenharia de Produção.

Fonte: wit.co.th

Fonte: wit.co.th


Sabemos que a Engenharia de Produção abrange várias áreas e queremos que vocês saibam mais sobre cada uma delas. Se você ainda não leu a parte 1, clique aqui.


  1. Engenharia Econômica

A Engenharia Econômica é uma área dentro da Economia que compreende suas aplicações em projetos de engenharia, dando suporte à tomada de decisão do ponto de vista econômico, considerando variáveis como inflação, depreciação ao longo do tempo, riscos, retornos em investimentos, entre outros. Usa-se um conjunto de técnicas matemáticas para que as comparações econômicas sejam feitas. Texto relacionado: Aprenda a usar a análise custo x benefício na avaliação de projetos.
custo-beneficio-blog-da-engenharia


  1. Engenharia do Trabalho

A Engenharia do Trabalho compreende a interação do homem com o seu trabalho, ou seja, com as máquinas, equipamentos, ambiente e a empresa em si. Nessa área trabalha-se com projetos que visam melhorar essa interação, desde a perspectiva física – estudos de tempos e movimentos, analisar se as tarefas são prejudiciais à saúde do trabalhador, segurança, etc – até a perspectiva da produtividade e qualidade; ela está dividida em ergonomia, organização do trabalho, higiene e segurança do trabalho e gestão de riscos e acidentes no trabalho. Textos relacionados: 5S – aumentando a produtividade e reduzindo desperdícios e O que são os EPI’s?

Fonte: convergencetraining.com

Fonte: convergencetraining.com


  1. Engenharia do Produto

A Engenharia do Produto lida com a gestão, desenvolvimento, planejamento e projeto de novos produtos. Refere-se ao processo de projetar e desenvolver um sistema ou dispositivo que possa ser produzido como um item de venda através de um processo de produção. Leva-se em consideração questões como custo, produtividade, qualidade, desempenho, materiais e especificações. Texto relacionado: O material do futuro


  1. Engenharia da Sustentabilidade

É a integração entre a sociedade, o ambiente e considerações econômicas sobre produtos, processos e energia. Ao desenvolver novos métodos e sistemas, deve-se considerar o ciclo de vida do produto na natureza, desde sua projeção até os materiais e posterior descarte. Esta área se divide em várias outras, como gestão ambiental, responsabilidade social, desenvolvimento sustentável, entre outras. Textos relacionados: 10 dicas para tornar seus negócios mais sustentáveis e Cinco temas que influenciam a matriz energética brasileira.

Fonte: opentechgr.com.br

Fonte: opentechgr.com.br


  1. Educação em Engenharia de Produção

Refere-se à formação de corpo docente, à organização, formulação e metodologias utilizadas no curso, englobando o sistema educacional em vários aspectos. Texto relacionado: Faltam profissionais de engenharia no meio acadêmico.
Mais detalhes sobre todas as áreas podem ser encontradas no site da ABEPRO.
E você, qual área curte mais? Trabalha em alguma delas? Compartilhe conosco!
 
 

Copiado!
Engenharia 360

Jéssica Dias

Engenheira de Produção formada pela UENF com mais de dois anos de experiência em cadeia de suprimentos (supply chain), passando por funções nas áreas de logística, processos e planejamento de materiais. Apaixonada por tecnologia, leitura, ensinar o que sei e ajudar a outras pessoas a serem melhores em suas carreiras.

Comentários