Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Afinal, o que é supply chain?

por Jéssica Dias | 21/11/2014
Copiado!

O termo supply chain, ou cadeia de suprimentos, tem sido bastante utilizado. Mas você sabe o que significa?

Supply-Chain-Management-blog-da-engenharia

Fonte: bridgei2i.com


A cadeia de suprimentos é o entrelaçamento criado entre diferentes empresas com o objetivo de entregar determinado produto ou serviço de qualidade ao consumidor final, ou seja, é o relacionamento entre todas as partes envolvidas, desde fabricantes, fornecedores, transportadores, armazéns, varejistas até os consumidores em si. Todas as funções inclusas nessas partes estão também inclusas no supply chain, como desenvolvimento de novos produtos, marketing, operações, distribuição, finanças e atendimento ao consumidor, por exemplo.

Atualmente, muitas empresas consideram o gerenciamento da cadeia de suprimentos essencial para a eficiência de suas operações, pois nele está o controle dos fluxos de produto, informação e capital. Todos os esforços estão direcionados para a melhoria do desempenho global e da performance de longo prazo da organização.
De que maneira o supply chain, quando bem gerenciado, afeta os negócios?

  • Melhora os serviços ao consumidor: entregando os produtos certos e nas quantidades certas, mantendo somente os produtos necessários em estoque e oferecendo um bom serviço de atendimento ao consumidor antes, durante e após a venda.
  • Reduz os custos operacionais: diminui os custos de armazenamento, diminui os custos de produção através do uso dos materiais corretos, controle de qualidade e gerenciamento do estoque de matérias primas;
  • Melhora a posição financeira: aumento nos lucros (como resultado dos dois pontos acima), diminuição da necessidade de ativos fixos como fábricas, transportadores e armazéns devido a maiores fluxos que podem ser conseguidos através de parcerias com outras empresas e aumento do fluxo de caixa, já que os produtos chegarão mais rápido aos clientes.
    supply_chain_blog-da-engenharia

    Fonte: scholarlykitchen.wordpress.com

Para escolher quais estratégias e táticas são mais adequadas usa-se a análise de dados, geralmente dados da demanda, e um conceito bastante utilizado é o risk pooling, que sugere que quanto mais agregada a demanda, menor a variabilidade nos dados quando feitas as previsões. Segundo David Simchi-Levi, no livro Operation Rules, este conceito é um guia útil para pensar sobre o impacto em operações e decisões sobre a cadeia de suprimentos e pode ser aplicado em várias áreas, por exemplo: transporte, gerenciamento de estoques, fluxo de produtos, localização de armazéns e estratégia puxa-empurra.


.: saiba mais sobre previsões de demanda :.


Existe um ditado que diz que uma corrente é tão forte quanto seu elo mais fraco, o mesmo ocorre com a cadeia de suprimentos: cada componente é crucial e, se um elo se rompe toda a cadeia será afetada e logo o consumidor final sentirá o impacto.


E você, já conhecia o supply chain? Já leu sobre? Conte pra nós aqui nos comentários!

 
Referências: investopedia.com, sbaer.uca.edu, usafranonline.com, udemy.com, careerinsupplychain.org, industryweek.com, operations-management.knoji.com, opsrules.com

Copiado!
Engenharia 360

Jéssica Dias

Engenheira de Produção formada pela UENF com mais de dois anos de experiência em cadeia de suprimentos (supply chain), passando por funções nas áreas de logística, processos e planejamento de materiais. Apaixonada por tecnologia, leitura, ensinar o que sei e ajudar a outras pessoas a serem melhores em suas carreiras.

Comentários