Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Tecnologias de separação e preparação de pedidos

Engenharia 360
por Jéssica Dias
| 16/06/2014 3 min

Tecnologias de separação e preparação de pedidos

por Jéssica Dias | 16/06/2014
Copiado!

Todos nós, consumidores, desejamos que nossos pedidos sejam entregues de forma eficiente, ao menor preço possível e, obviamente, com os itens corretos no pacote. Pela perspectiva dos centros de distribuição este é um desafio diário: entregar o produto certo, na quantidade certa, para o consumidor certo, no tempo certo, em boas condições e com o menor custo possível. Para vencer este desafio e fazer os clientes mais felizes, as empresas estão cada vez mais investindo em tecnologias que facilitem todo este processo de montagem dos pedidos, conhecidas em inglês como “order picking technologies”, onde order picking é o termo utilizado para a atividade de separação e preparação de pedidos. Neste artigo serão apresentadas algumas destas ferramentas.

imagemdestacada-blog-da-engenharia
 

Radiofrequência – RF scanning

Neste sistema, um dos mais usados para o order picking, cada trabalhador possui uma espécie de leitor de código de barras portátil que se conecta ao sistema de gerenciamento do centro de distribuição. Um display mostra cada passo para a montagem do pedido – quais os produtos necessários, quantidade de cada item e sua localização; ao fazer a leitura do código de barras do produto e da localização, o sistema imediatamente checa e confirma a atividade, caso os dados estejam corretos.
RF-picking-blog-da-engenharia

Voz – Voice Picking

Com o sistema de voz, cada empregado possui um computador portátil com fone e microfone. Uma voz eletrônica diz qual a localização do próximo item e, ao chegar, o trabalhador confirma falando o código da determinada localidade; o sistema então diz a quantidade de itens a serem separados e quaisquer outras instruções necessárias. Em relação ao sistema de radiofrequência o sistema de voz é vantajoso, pois permite ao trabalhador ter as duas mãos livres e, de certa forma, os olhos também, já que não precisa ler instruções no display; como consequência, ele está apto a pegar itens mais pesados e/ou em maior quantidade. De forma geral, há um aumento em relação à acurácia e produtividade na utilização do voice picking comparando com o RF scanning.
voice-picking-blog-da-engenharia

Pick-to-Light

Um sistema pick-to-light básico consiste em luzes instaladas nas prateleiras e/ou caixas utilizadas para estocar os produtos. Baseado no pedido a ser montado, o sistema requer que o operador vá a localidades específicas pegar as unidades; depois de escanear o código de barra referente ao pedido, o sistema acenderá a luz acima da prateleira na qual os itens de determinada linha do pedido estão armazenados. Depois de pegar os produtos, o trabalhador pressiona um botão, o que confirma que aqueles itens já estão preenchidos no pedido. Dentre as vantagens deste sistema, sabe-se que ele elimina os possíveis problemas de comunicação que eventualmente ocorrem com o sistema de voz, limitando a habilidade necessária do trabalhador a apenas ver as luzes, ler a quantidade e pressionar o botão para confirmar; consequentemente, este sistema dá a oportunidade a pessoas deficientes de áudio e fala a trabalharem como operadores
pick-to-light-blog-da-engenharia

Goods-to-person

Moderno e automatizado sistema de picking, goods-to-person traz diretamente do estoque os lotes com os produtos necessários ao preenchimento do pedido; o operador retira dos lotes a quantidade necessária e então o sistema devolve o lote ao local que estava armazenado previamente. Apesar de ser o mais caro dos sistemas aqui apresentados, essa tecnologia também apresenta suas vantagens: altamente produtiva, elimina o tempo que o trabalhador desperdiçava andando para fazer as operações de picking, maximiza a utilização dos empregados e minimiza custos operacionais a longo prazo.
goods to person-blog-da-engenharia

Referências:

BCPSoftware
Order Pick Technologies
Logistics.About
Opex

Copiado!
Engenharia 360

Jéssica Dias

Engenheira de Produção formada pela UENF com mais de dois anos de experiência em cadeia de suprimentos (supply chain), passando por funções nas áreas de logística, processos e planejamento de materiais. Apaixonada por tecnologia, leitura, ensinar o que sei e ajudar a outras pessoas a serem melhores em suas carreiras.

Comentários