Engenharia 360

Conta de luz pode vir zerada com nova tecnologia. Saiba como!

Imagem padrão usuário
por Bernardo Lopes Frizero
| 16/04/2018 | Atualizado em 04/02/2019 2 min

Conta de luz pode vir zerada com nova tecnologia. Saiba como!

por Bernardo Lopes Frizero | 16/04/2018 | Atualizado em 04/02/2019
Engenharia 360

Já imaginou receber sua conta de luz bem mais barata? E que tal zerada, sem pagar um real? Pois saiba que esta é a realidade do eletricista Alírio Macedo, morador do interior do Mato Grosso do Sul. O mais interessante é que o sistema desenvolvido por ele não é tão complexo assim e vem sendo replicado por todo o Brasil. Vem ver como funciona!

Conta de luz zerada

Crédito: Razões para acreditar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Alírio montou um projeto de geração de energia elétrica, que através da tecnologia de On-Gride, permite que você gere sua própria energia e a direcione para a rede de sua concessionária. Em troca, você recebe o desconto em sua conta elétrica relativa aos kilowatts-hora que gerou.

Continue Lendo

E o mais interessante é que a concessionária te dá até 3 anos para consumir esse “bônus” que gerou. Este bônus poderá ser utilizado inclusive para outras residências cadastradas na mesma concessionária de energia elétrica com o mesmo CPF.

Conta de luz zerada? Como funciona?

Na verdade, o processo é bem simples para quem é um pouco familiarizado com o universo da Elétrica e Eletrônica. É feito a partir de um sistema de geração de energia “caseira”, através de placas fotovoltaica. Um aparelho chamado inversor fotovoltaico insere na rede esta energia solar gerada e pronto! Você já pode desfrutar dessa economia na sua conta de luz no fim do mês.

O inversor fotovoltaico instalado pelo eletrotécnico gera 150 Kwh por mês, sendo que seu consumo mensal é de 100 Kwh. Com isso, o excedente pode ser usado em ocasiões de emergência em meses posteriores.

Conta de luz zerada

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Crédito: Razões para acreditar

Fonte de energia limpa, a origem da eletricidade produzida é a luz solar, através de painéis fotovoltaicos, o que proporciona um grande ganho ambiental. A vida útil do sistema é de 30 anos e ele paga todos os custos da operação em 8 anos.

O aparelho conversor conta com saída USB para o computador, além de um Wi-Fi, necessário para a transmissão das informações sobre a geração de energia elétrica.

Caso você se empolgou com a ideia mas não possua o capital para fazer esse investimento, existem diversas linhas de crédito nos bancos, específicas para quem deseja fazer esse tipo de instalação. Fica a dica!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Catraca Livre

 

 

 

Comentários

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo