Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia e UX Design: o caso do traje do Batman

por Matheus Martins | 12/05/2020
Copiado!

Quando trata-se do desenvolvimento de um produto, é preciso, estritamente, entender a sua finalidade. Entender a finalidade é conhecer onde ele será utilizado, para quê será utilizado e, principalmente, quem irá utilizar.

A seguir, iremos apresentar uma matriz criada para entender como é o processo de personalização e concepção centrada no usuário, numa analogia ao traje do Batman.

Neste caso, aliás, a complexidade é grande. Por exemplo, para o último Batman (Ben Affleck), tivemos diversos trajes que foram aplicáveis a cada situação específica:

Cinco modelos de trajes do Batman, usados por Ben Affleck, lado a lado.
Imagem: cinefreak.com.br

O usuário é um ponto chave, pois o principal objetivo é atendê-lo satisfatoriamente. Nesse ponto então, surgiu uma abordagem específica, que é a Engenharia e Design Centrado no Usuário – ou UX Design (User Experience Design).

De modo geral, a abordagem possui quatro etapas:

  • Identificação de requisitos: identificação de necessidades e anseios dos usuários.
  • Criação de soluções alternativas: ideação, levantamento de hipóteses de solução.
  • Construção de protótipos: criação de modelos testáveis.
  • Avaliação com usuários: testes com usuários e coleta de feedback.

Tendo em vista estas etapas, um site que demonstra o processo de UX Design foi criado com o caso do traje do Batman.

Imagem ilustrativa do mordomo Alfred medindo traje do Batman em arte de desenho.
Imagem: batux.design

UX Design: Traje do Batman

De maneira objetiva e intuitiva, o site demonstra as etapas de descritas acima.

Inicialmente, a necessidade do produto surge. Bruce solicita para Alfred um novo traje, pois em sua última jornada, seu traje foi afetado.

Diálogo entre Alfred e Bruce Wayne em animação com caixa de texto.
Diálogo entre Alfred e Bruce Wayne em animação com caixa de texto.
Imagem: batux.design

A partir de uma necessidade, é proposta uma avaliação da experiência do usuário para a concepção do novo traje. Por isso, Alfred propõe as seguintes etapas para obter o traje ideal.

Diálogo entre Alfred e Bruce Wayne em animação com caixa de texto.
Ao fundo, esquema com as etapas de UX Design.
Etapas do processo de concepção propostos por Alfred com a abordagem de engenharia e design centrado no usuário.
Imagem: batux.design

Dessa forma, se inicia uma jornada de conhecimento das experiências dos usuários para que, no final, você possa avaliar e sugerir seu traje ideal, num modelo Canva.

A jornada de Alfred, conforme a figura acima, segue as seguintes etapas:

  • Simpatizar: aprender com o usuário e suas experiências, entender o ponto de vista.
  • Definição: aglutinar aprendizado dos usuários, elencando prós e contras, definindo o que é primordial e o que não é.
  • Idealizar: fase de elaboração de hipóteses, criação de ideias e possibilidades.
  • Construção: produção de protótipo do produto.
  • Teste: realizar testes do protótipo com os usuários.

Assim, Alfred inicia entrevista com usuários para conhecer a necessidade dos usuários, as queixas sobre seus trajes, e suas sugestões de melhorias. Seguindo sua abordagem proposta, entrevista sete entre os últimos Batmans.

Em sua entrevista, faz suas observações sobre os comentários dos usuários do traje do Batman. Assim, identificando aspectos as serem avaliados para cada entrevista:

Imagem com desenho de entrevista com o Batman de George Clooney em animação. Abaixo, post its com informações coletadas.
Imagem com desenho de entrevista com o Batman de Christian Bale em animação. Abaixo, post its com informações coletadas.
Imagem com desenho de entrevista com o Batman de Ben Affleck em animação. Abaixo, post its com informações coletadas.
Dados de entrevistas com Ben Affleck, Christian Bale e George Clooney, os últimos usuários.
Imagens: batux.design

Com os dados coletados, Alfred então elenca todos os prós e contras, registrando as nuances do uso do traje, de acordo com a experiência de cada usuário que pôde utilizar o produto.

Imagem com desenho de entrevista com o Alfred e Colega em animação. Abaixo, post its com informações coletadas.
Dados das entrevistas detalhados por usuário. Imagem: batux.design

Dessa forma, Alfred nos convoca para um brainstorm, um diálogo compartilhado acerca do que seria o traje ideal, dadas as informações coletadas.

Arte em desenho com Alfred e nuvens de textos.
Imagem: batux.design

Com o intuito de trabalhar colaborativamente na concepção, o site disponibiliza então, um modelo de Canva para a prototipagem do traje ideal, de acordo com a sua visão particular. Conforme abaixo:

Modelo de Canva para concepção do traje do Batman.
Imagem: batux.design

Para ter acesso ao arquivo do Canva, basta acessar o site do BatUX.

Muitos internautas já participaram e contribuíram com suas sugestões de trajes para o Batman. Então, se você tem o traje ideal do Batman em sua mente, não deixe de participar e marcar o #engenharia360 em sua publicação.

Print de modelos de canva preenchidos por internautas com sugestões de trajes.
Imagem: batux.design

Assim, de uma forma divertida, o BatUX propõe um exercício de treino da abordagem centrada no usuário, de forma extremamente lúcida e didática. Vale a pena treinar esta skill. E além de tudo, não dá pra ficar dizendo não para o Batman.

Em uma de nossas recentes listas de cursos onlines gratuitos, aliás, existem alguns cursos de UX Design disponíveis.

Vale ressaltar também, que a abordagem de UX Design tem tido uma crescente no mundo e no Brasil. Inclusive, os primeiros cursos de pós-graduação já tem surgido no país[1,2].

O que você achou da ideia? Se montar seu traje, não esqueça de marcar a gente! #engenharia360

Fontes: Blog UX Design, BatUX.

Copiado!
Engenharia 360

Matheus Alves Martins

Mestrando em Ciência dos Materiais, Engenheiro Civil, MBA em Gestão de Projetos e Auditor Líder ISO 9001:2015. Um sul-mato-grossense entusiasta da gestão, da qualidade e da inovação na indústria da construção. Fã de tecnologias e eterno estudante de engenharia.

Comentários