Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Satélite projetado e construído no Brasil vai monitorar o desmatamento

Engenharia 360

2 min

POR Luciana Reis 01/03/2016

Um satélite de médio porte e 100% brasileiro. Este é o Amazonia 1, projeto desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o INPE, e com previsão de lançamento para 2018. O objetivo é que o satélite seja um importante aliado no combate ao desmatamento no Brasil, principalmente da floresta amazônica, mas também de outras áreas, inclusive na proteção de zonas costeiras.

sateliteAmazonia1-blog-da-engenharia

Imagem: AEB



O Amazonia 1 irá orbitar o planeta e passar pelo Brasil durante o período diurno, capturando imagens em uma extensão que pode chegar aos 850 metros de largura e a cada 5 dias, período bem mais curto do que o normalmente observado em outros exemplos de satélites, cujo tempo médio de sobrevoo é a cada 20 dias.
Outros satélites já foram construídos no Brasil, como o Satélite de Coleta de Dados 1 (SCD-1), e o SCD-2, colocados em órbita e funcionamento em 1993 e 1998, respectivamente. A diferença é que estes satélites são estabilizados ao redor de um eixo, sempre apontado para um mesmo ponto do espaço, ao contrário do Amazonia 1, que está estabilizado em três eixos, o que garante um maior dinamismo no momento de apontar a câmera para a captura de imagens.
satelite-blog-da-engenharia

Satélite Amazonia 1 INPE Imagem: Léo Ramos


Apesar de não ser novidade em outros países, o projeto é de importância para o Brasil no setor espacial, já com o objetivo de exportar a tecnologia no futuro – como acontece no mercado aeronáutico – e de trazer independência na área ao país.
O projeto está em fase de testes, como a recente simulação realizada para a certificação do funcionamento do satélite em condições extremas de temperatura, quando for colocado em órbita. Anteriormente, o satélite havia já passado por testes em seus propulsores – mecanismos utilizados para as manobras a serem realizadas pelo satélite – e em termos de funcionamento com relação à vibração e acústica. O Amazonia 1 faz parte do Programa Nacional de Atividades Espaciais, o Pnae, a cargo da Agência Espacial Brasileira (AEB).
Referência: Pesquisa Fapesp, AEB
 

Inovação
mercado aeroespacial
satélite brasileiro

Luciana Reis

mais
Imagem padrão usuário Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
3 redes sociais profissionais que você deve criar um perfil
Construtora x incorporadora: entenda a diferença
Jeff Bezos: o engenheiro e homem mais rico do mundo
Como e qual universidade escolher para cursar Engenharia?
Brasil terá sua maior usina de dessalinização construída no Ceará
20 Peças de Teatro disponíveis no YouTube para assistir na quarentena | Lista 360
Podcast 360

Ouça ou baixe podcasts exclusivos da engenharia

Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ