Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Saber programar será um requisito no futuro. Você concorda?

Engenharia 360

2 min

POR Jéssica Dias 13/01/2015

Passeando pelos blogs que sigo, me deparei com o texto da Camila Achutti, Engenheira de Software da Iridescent, cujo título é “Hoje, saber programar é o mesmo que falar inglês há 10 anos”.
Imediatamente me interessei e comecei a ler o post, onde Camila explicava que há 10 anos atrás ser fluente em inglês era um diferencial no mercado de trabalho, mas hoje passou de diferencial a ser um requisito: você precisa saber falar inglês. Ela defende que o mesmo acontecerá com a habilidade de saber programação, independente da área de atuação.

Fonte: Shutterstock.

Fonte: Shutterstock.



Nas palavras de Camila:
“Mesmo se você nunca quiser se tornar um profissional de TI, aprender a pensar dessa maneira vai te ajudar muito. Pensar de maneira mais lógica e objetiva, e aprender a lidar também com grandes problemas (dividir em uma sequência de problemas menores, mais gerenciáveis é o lema da programação), resolvendo até os problemas complexos de uma forma mais eficiente e escalável.”
Eu, como estudante de Engenharia de Produção – e que cursei pelo menos 3 disciplinas relacionadas a linguagens de programação – logo comecei a refletir sobre o que aprendi em programação, se tais conhecimentos me ajudam de alguma forma hoje e como seria se programação fosse uma disciplina na escola, que é uma causa pela qual Camila trabalha atualmente.
Confesso que achei interessante a proposta e continuei a pesquisar sobre. No final do seu texto, Camila recomenda dois websites para quem deseja aprender a programar; um deles é o site do projeto Code.org, uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é ensinar programação a pessoas de qualquer idade, e tem o apoio de empresas como Google, Amazon, Microsoft, LinkedIn, entre outras. Vale a pena conferir, há conteúdo com legendas em português e depoimentos de pessoas que já utilizaram o website.
Fonte: Shutterstock.

Fonte: Shutterstock.


Outro apoiador da disseminação do ensino de programação foi Steve Jobs, que certa vez afirmou:
“Todos neste país deveriam aprender como programar um computador, deveria aprender uma linguagem de programação, porque isto nos ensina a pensar. É como ir para a faculdade de Direito. Eu não acho que uma pessoa deveria ser um advogado, mas cursar Direito pode na verdade ser útil porque isso nos ensina a pensar de certa maneira”.
Será que o ensino de linguagem de programação será como o inglês e se tornará um requisito dos profissionais?
Gostaria de abrir esse debate com vocês e saber o que vocês acham. Acha que as crianças deveriam aprender a programar na escola? Acha que é útil saber programar, mesmo não sendo da área de TI? Deixe seu comentário!
Referências: meusucesso.com, businessinsider.com

como programar
computação
engenharia da computação
programação
TI

Jéssica Dias

Formada em Engenharia de Produção, apaixonada por melhoria de processos e tecnologia. Adoro ler e compartilhar aprendizados.

mais
Engenharia 360 Engenharia 360

VEJA TAMBÉM

6 Resultados
ENEL realiza consumo médio de energia durante a pandemia: aprenda a fazer a medição
Saiba como medir a capacidade produtiva
Volkswagen lança seu novo modelo CUV, o Nivus
Lançamento da primeira missão tripulada da SpaceX em parceria com a NASA é adiado por mau tempo
Conheça a cidade de Seattle nos Estados Unidos
3 programas para visualização de todos os seus aplicativos sociais em um só lugar | Lista 360
Podcast 360

Ouça ou baixe podcasts exclusivos da engenharia

Ver Todos

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ