Engenharia 360

Qual linguagem de programação vale a pena aprender?

Engenharia 360
por Redação 360
| 02/06/2022 3 min

Qual linguagem de programação vale a pena aprender?

por Redação 360 | 02/06/2022

Uma das carreiras mais promissoras no mundo atual é a de programação. Aliás, os brasileiros são bastante interessados por linguagens de programação; e o mercado de Tecnologia da Informação está bem aquecido por aqui. Mas como ser bem-sucedido na área? Não sei se você, caro leitor, pensa como eu, mas tem vezes que tenho a impressão de que sempre estamos “correndo atrás da máquina”. Assim, aprendemos um programa e o mercado nos exige entendimento de outro. Por isso, seria bom estarmos sempre atentos às informações divulgadas nas mídias sobre quais as principais tendências do setor que buscamos trabalho. Isso inclui as ferramentas mais buscadas pelas empresas de programação.

linguagem de programação
Imagem reproduzida de Henrique Marques Fernandes

Mas o que é programação?

Para você que desconhece o que é programação, ela é usada para o desenvolvimento e controle, por meio de softwares, de uma série de aparelhos tecnológicos fundamentais para as mais variadas áreas da economia. Inclusive, alguns fazem parte do nosso dia-a-dia. Já ouviu falar, por exemplo, da Amazon? Pois seus servidores se valem de programação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Já a linguagem de programação podemos traduzir como instruções dadas num determinado “idioma digital” que permite que esses programas, que esses softwares, deem “ordens” de ações consecutivas, como para computadores e máquinas. Agora, sabia que existem 700 linguagens de programação? Bem, se você curte escrever códigos, terá facilidade em aprender várias delas. Mas aprender todas seria um pouco demais, não? Então, o certo é focar nas principais, nas mais utilizadas no momento.

linguagem de programação
Imagem reproduzida de Apex Ensino

E quais as linguagens mais usadas?

Bem, algumas você com certeza já ouviu falar, como Python, Java, Typescript, Linguagem R, SAS, HTML e CSS. Quer saber de outras? Blade, HashiCorp, Elixir, Kotlin, Go e Lua. E há ainda os chamados frameworks e bibliotecas, conjuntos de ferramentas para facilitar o trabalho de quem está em uma determinada área. Por que citei isso? Pois um dev front-end, por exemplo, teria provavelmente que estudar React para trabalhar com interfaces na criação de sites e aplicativos mais interativos.

linguagem de programação
Imagem reproduzida de Terminal Root

Vamos filtrar essa lista? Aqui, no Brasil, a linguagem de programação mais buscada é a Python, seguida pela ferramenta de desenvolvimento Java. O motivo que alguns especialistas apontam para isso é a facilidade de aprendizado somado ao fato de que podem ser aplicadas a produtos diferentes, como sites, aplicativos para celulares, computação gráfica, computadores, televisores, e Inteligência Artificial – muito utilizada hoje nas engenharias.

Agora, por que investir no aprendizado de algo que muitos já dominam? Pense bem, se você for especialista em linguagens e ferramentas mais atuais, cuja comunidade não é tão grande, é provável que até pudesse conseguir uma oferta maior – como em torno de R $8.000,00 – para preencher uma vaga onde a concorrência é menor. Bem, seria um tiro no escuro, claro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por outro lado, a sociedade um dia precisará das pessoas que dominam os “velhos códigos” para conseguir manter funcionando certos softwares de grande importância para empresas do nosso mercado – ainda mais pensando que algumas tecnologias sempre chegam um pouco atrasadas para nós. E olha, a título de curiosidade, atualmente, a linguagem mais bem paga é a Delphi, R $8.500,00. O que acha?

Fica a dica: analise bem o mercado, como está a oferta e procura, e o perfil dos candidatos concorrentes. Depois, monte estratégias para se destacar e vá à luta!


Fontes: G1.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.