Engenharia 360

Quanto a educação básica influencia na formação de profissionais em Engenharia e áreas afins?

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 06/05/2022 | Atualizado em 12/05/2022 4 min

Quanto a educação básica influencia na formação de profissionais em Engenharia e áreas afins?

por Simone Tagliani | 06/05/2022 | Atualizado em 12/05/2022

O mercado brasileiro não está nos seus melhores dias, certamente. Precisamos admitir que existe um baixo número de profissionais realmente qualificados para preencher todas as vagas oferecidas nas Ciênciaa, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM). Mas por quê? Bem, talvez o problema já venha de trás, no baixo estímulo dos estudantes para seguir essas carreiras. As últimas reformas educacionais e curriculares no país também não conseguiram contribuir para alterar o cenário. E existem poucas organizações não governamentais e projetos públicos voltados ao tema. Então, qual estímulo que as pessoas teriam para apostar nessas profissões? Neste texto, o Engenharia 360 quer falar sobre o que as escolas de educação básica e seus professores podem fazer para ajudar a mudar o futuro do nosso país. Confira a seguir!

educação básica
Imagem reproduzida de Colégios Maristas – Rede Marista

Pensar Engenharia

A Engenharia pode já começar a ser ensinada no período da educação básica, “escondida” dentro de diversas disciplinas e suas atividades, como na geometria explicada pela Matemática. Seus conceitos podem ser aproveitados para demonstrar às crianças ser melhores cidadãos críticos e questionadores. O próprio exercício de pensar as cidades e espaços pode acender nelas um alerta para diversos problemas e incentiva-las a projetarem no imaginário ideias criativas que possam realizar um dia em suas comunidades. O foco é trabalhar fundamentalmente com as descobertas!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Investigação de problemas = busca por alternativas e soluções = tomada de decisões com base em evidências

Nesse processo, são expostas informações instigando a dúvida e o ato de pensar. Então, os estudantes se sentem motivados a ir atrás de respostas, sabendo muito bem porque é importante e como impacta as suas realidades. No meio do caminho, as crianças descobrem meios de fazer as coisas funcionarem no mundo ao seu redor, ficam mais conscientes até como futuros executores ou consumidores de sistemas, produtos e serviços. O objetivo é mesmo que questionem tudo, mesmo que, no futuro, trabalhem em áreas diferentes das engenharias e afins.

educação básica
Imagem reproduzida de Nova Escola
educação básica
Imagem reproduzida de Mackenzie

Veja Também:

Viver Engenharia

Agora, não basta apenas os alunos pensarem na boa Engenharia como algo que acontece lá fora, bem distante da sua escola ou até da sua casa. Já começa que o maior erro que os professores cometem é ensinar artes e ciências separadamente, de modo desconexo. Outro problema são as próprias instalações das instituições. Saiba que a qualidade do ambiente escolar pode inspirar ou desestimular o uso prático dessas matérias pelas crianças – ou os futuros adultos – no seu dia-a-dia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

educação básica
Imagem reproduzida de Freepik

Se a sala de aula é bem preparada pela Engenharia, dando bons exemplos de construção civil, elétrica, conforto ambiental, decoração e mais; se as crianças olham ao seu redor e veem coisas boas; se entendem que o mundo pode ser melhor; elas vão acabar levando essa ideia para além da sua “bolha”. A escola já pode ser o primeiro bom exemplo de um mundo físico que vão ter na vida; os espaços dessas construções já podem ser pensados para que contribuam com o ensino, mostrando como as coisas deveriam ser; completando com os exercícios que os professores podem fazer com os alunos para demonstrar como os artefatos funcionam e formas de modificá-los para que funcionem ainda melhor – a exemplo de um ventilador, uma tomada, uma torneira ou um videogame. Tudo é aprendizado, e todo aprendizado é válido!

educação básica
Imagem reproduzida de Viva Decora
educação básica
Imagem reproduzida de Viva Decora

E quando falamos que o ambiente escolar pode ficar melhor através de uma boa Engenharia, também estamos nos referindo ao uso das tecnologias digitais – que, no fim das contas, também levam para o estímulo ao aprendizado da Engenharia, como um ciclo. Com isso, os alunos poderiam, por exemplo, modelar objetos em simulação 3D, vendo como as suas ideias funcionariam antes de serem implementadas no mundo real. Assim, eles conseguiriam compreender melhor que o único meio de aprimorar esse tipo de conhecimento, identificando problemas e atuando no mercado para resolvê-los, é continuando em sala de aula

educação básica
Imagem reproduzida de Engineering For Kids

Enfim, a Engenharia está ao nosso redor, presente em vários momentos da nossa vida. As crianças precisam ser ensinadas desde cedo sobre isso. Inclusive de que a #engenhariatransforma!


Fontes: Porvir.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais e Jornalismo Digital; e proprietária da empresa Visual Ideias.