Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

O futuro da cidade mais sustentável do mundo

por Redação 360 | 10/09/2012 | Atualizado em 05/04/2022

O que a cidade mais inteligente e sustentável do mundo tem a nos ensinar? Localizada na Coreia do Sul, a cidade de Songdo, que fica a 56 km a oeste da capital Seul, está sendo construída sobre uma ilha artificial. Ela promete ser o maior investimento privado do setor imobiliário da história com custo estimado em US$ 35 bilhões.

cidade sustentável

Veja Também: Fujisawa SST – Conheça a cidade inteligente e sustentável do Japão

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sobre o plano de cidade sustentável para Songdo

Grande parte do dinheiro será investido em comunicação de forma geral para interligar as pessoas e seus bens como casas e carros. Serão instalados sensores no asfalto, nas ruas e nos edifícios pela empresa de telecomunicações Cisco. Com eles, uma central de controle pode monitorar informações sobre os prédios, demanda por energia, temperatura externa, condições do asfalto e do trânsito.

Um centro de controle será capaz de comandar todas as ações e verificar as necessidades da cidade. Câmeras de trânsito vão monitorar até o número de pedestres que andam pela calçada. Com isso, desta forma, ruas vazias poderão ter luzes diminuídas para reduzir custos, enquanto que as movimentadas terão a iluminação reforçada, por exemplo.

Diversos projetos para melhorar a vida na cidade e torná-la mais sustentável serão adotados. Outro exemplo será o controle de ajuste para o intervalo dos semáforos, a criação de desvios e fornecimento de alerta antes que o problema ocorra. Com a alta tecnologia, as com lâmpadas incandescentes comuns dos semáforos serão substituídos pelas de LED. Até um sistema de tele-presença será instalado em casas, escritórios e ruas para que as pessoas façam vídeo-chamadas de onde estiverem.

Veja Também: Uberlândia (MG) foi selecionada para ser a primeira cidade inteligente do Brasil

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E por fim, para trazer um pouco da natureza para a cidade e para economizar seus recursos naturais, um sistema de retenção de água da chuva e o tratamento de água “suja” de pias e máquinas de lavar pratos e roupas, vão permitir ao sistema de irrigação de Songdo usar apenas um décimo da quantidade de água limpa que seria esperada para uma cidade desse porte.

Além disso, a implantação de vegetação no topo dos prédios, por exemplo, pode reduzir a perda de água da chuva e combater o efeito de “ilha de calor” gerado pelas cidades. Incrível, não?

Com informações

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.