Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Uberlândia (MG) foi selecionada para ser a primeira cidade inteligente do Brasil

por Clara Ribeiro | 28/12/2016
Copiado!

Gostaria de viver em uma cidade que fosse selecionada para ser um protótipo inovador de uma “cidade inteligente”, com uma série de implementações tecnológicas nas áreas de segurança, transporte público, limpeza urbana, comunicação e muito mais?
Se você acha que esse projeto será realizado nos EUA, Japão ou Europa, errou! Estamos falando de uma cidade brasileira e que pode estar mais perto do que você pensa!

Crédito: Inova

Crédito: Inova


A cidade mineira de Uberlândia concretizou uma parceria com a empresa Algar Telecom, com a proposta de “articular o ecossistema de inovação e empreendedorismo em prol de soluções que resolvam os problemas vividos na cidade.”
O primeiro bairro que irá contemplar os benefícios do projeto é o Granja Marileusa, mas outros bairros deverão seguir o mesmo caminho. Ao todo, inúmeras empresas e instituições estarão envolvidas no protótipo, entre elas grandes nomes como: Nokia, C.E.S.A.R., PromonLogicalis e Universidade Federal de Uberlândia.
Confira abaixo algumas das propostas mais interessantes:

+Easybus

Esse sistema é um dos pontos principais do projeto. Ele irá permitir que o usuário de ônibus urbanos verifique em tempo real a lotação e fluxo de passageiros de cada linha. Além disso, também terá uso para que se verifique quais linhas estão vazias e quais estão mais cheias, podendo assim fazer um balanceamento entre elas.

+Smart Lixeiras

Lixeiras eletrônicas equipadas com diversos sensores responsáveis por medir o volume de lixo descartado e o espaço disponível que ainda resta dentro. O usuário que jogar o lixo corretamente adquire pontos que podem ser trocados por prêmios, mais ou menos como ocorre com um cartão fidelidade ou com um sistema de milhagem de cartões de crédito.

Crédito: Tech Spot

Crédito: Tech Spot

+Bueiros inteligentes 

Este sistema ainda é inédito no mundo todo, mas a ideia é que funcione da seguinte maneira: os bueiros serão instalados com um filtro que consegue medir e enviar a quantidade de volume retido dentro daquele local. Além disso, esses dados poderão ser cruzados com a previsão do tempo, por exemplo, alertando para uma manutenção antes de um período altamente chuvoso e reduzindo a possibilidade de enchentes e alagamentos.

+Balões de conectividade 

Inspirado em um projeto a longo prazo da Google, esta etapa deseja levar internet a localidade de difícil acesso e baixo investimento onde este tipo de tecnologia ainda não chega. E a maneira para fazer isso? Nada mais nada menos que balões!
 
Fonte: Inova
 

Copiado!
Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.

Comentários