Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Menina de 10 anos faz protesto contra excesso de plástico no País de Gales

por Clara Ribeiro | 14/04/2021

A menina britânica Skye Neville de apenas 10 anos chamou a atenção de políticos e organizações ambientais ao criar uma campanha contra a fabricação de brinquedos descartáveis devido ao uso excessivo de plástico durante a produção.

Em pouco mais de quatro meses, a jovem conseguiu ótimos resultados através da sua campanha, que se espalhou não só pela Europa, como também por diversos países do mundo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma de suas medidas foi tentar convencer o grupo de supermercados Waitrose a parar de vender revistas que forneciam como brinde brinquedos de plástico. 

“O pior brinquedo que já tive foi uma língua de borracha. Qual o sentido? Já tive toneladas de coisas moles e uma caneta de esqueleto que nem dava para escrever direito. Isso se torna muito lixo plástico“, explica a garota.

Para dar força ao movimento, Skye criou uma petição para que essas revistas parassem com a produção de brinquedos de plástico, sigamos, ‘inúteis’ ou que estragam rápido.

A saber, milhares de pessoas já assinaram a petição com o objetivo de que as empresas adotem essa ideia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lembrando que nesse pedido não há a inclusão de itens de artesanato educativos ou reutilizáveis. Como por exemplo lápis e caneta para colorir os modelos colecionáveis, que permitem seu uso por diversas vezes. 

Dessa maneira, fica claro que o intuito não é parar de fornecer brindes, mas mudar o uso excessivo de plástico na produção de produtos que, de certo modo, são perecíveis e vão acabar nos aterros em pouco tempo.

Uso excessivo de plástico

Motivação para a menina

A ideia surgiu quando a jovem percebeu que a cidade em que vive, Fairbourne, já construiu barreiras de contenção para se proteger do avanço do nível do mar. 

A saber, provavelmente os mecanismos de contenção não funcionam mais. Dessa maneira, a população de Fairbourne precisará abandonar a cidade em busca de um local seguro para morar.

Em entrevista ao The Guardian, o pai de Skye disse que tem um enorme orgulho da trajetória da filha e espera que ela acabe se tornando uma inspiração para crianças que se identificam com sua luta. 

Além disso, ele também acredita que, ao perceberam que podem ter voz ativa, mais pessoas irão se posicionar diante de assuntos relevantes para a sociedade e o meio ambiente. 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Diversos políticos parabenizaram a menina e se mostraram interessados em ajudá-la. Dentre alguns deles, Eluned Morgan, Ministra da Saúde Mental e Bem-Estar e Língua Galesa.

A ministra prometeu encontrar caminhos para que o País de Gales diminua a utilização de plástico produzido pelas revistas. 

E então, gostou de conhecer um pouco mais sobre o engajamento dessa jovem britânica? Qual a sua opinião sobre isso? Comente e compartilhe!

Comentários

Engenharia 360

Clara Ribeiro

Jornalista especializada em arquitetura e engenharia. Ávida consumidora de informação; viciada em produzir conteúdo; amante das letras, das artes e da ciência.