Engenharia 360

O Homem voltar a pisar na Lua pode atrasar, entenda porquê

Engenharia 360
por Redação 360
| 20/07/2022 | Atualizado em 29/08/2022 3 min

O Homem voltar a pisar na Lua pode atrasar, entenda porquê

por Redação 360 | 20/07/2022 | Atualizado em 29/08/2022
Engenharia 360

O homem pisou na Lua pela primeira vez no ano de 1969, na famosa missão Apollo 11, que contou com a participação de Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins. Depois disso, outras pessoas conseguiram o privilégio de viajar ao redor e até pisar nesse satélite natural. A última vez com a Apollo 17, em 1972.

Só que depois do Programa Apollo – com 11 missões tripuladas coordenadas pela NASA -, ninguém mais esteve na Lua. Ficou o sonho e a promessa de um dia voltarmos. E mais recentemente, quando se começava a especular irmos a Marte, o assunto voltou à tona. Porém, os especialistas alegam que os planos podem atrasar. Entenda o porquê no texto a seguir!

homem na Lua
Imagem reproduzida de BR Atsit

O Programa Artemis

Nos últimos anos, a Agência Espacial Americana selecionou 18 astronautas – incluindo mulheres – para serem os possíveis primeiros humanos a retornar à superfície lunar através do Programa Artemis, que visa também construir uma base permanente no satélite, abrindo caminho para a viagem a Marte. O mesmo era previsto para começar em 2024. Contudo, a questão da pandemia, guerra da Rússia-Ucrânia e recessão global podem atrasar esses planos. Ou seja, por hora, o futuro desse trabalho de exploração espacial está bem incerto!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
homem na Lua
Imagem reproduzida de Olhar Digital

Previsão para volta à Lua

Em agosto de 2022, é para acontecer o lançamento da cápsula Orion pelo SLS. Embora a NASA diga que os testes estão concluídos, pode ser que a próxima etapa fique para mais tarde, pois a própria agência já alegou nas mídias que os custos disso, por hora, são “insustentáveis”.

Se tudo der certo, nos próximos três anos teremos a repetição da primeira viagem tripulada de sobrevoo no lado oculto da Lua e o desembarque de tripulação no polo Sul da Lua com a Starship da SpaceX. Por fim, em 2034, a instalação do Lunar Gateway – similar à Estação Espacial Internacional (ISS), em menor escala – para orbitar a Lua e a construção de uma base permanente com uma “plataforma habitável de mobilidade”.

A questão é que para realizar tudo isso, ainda é preciso desenvolver uma série de tecnologias inovadoras, como um módulo de pouso que será usado em conjunto com a espaçonave Orion e trajes especiais para os astronautas. Só que há falta de verbas. De fato, o foco das grandes nações neste momento é tentar resolver as questões mais urgentes da Terra.

homem na Lua
Imagem reproduzida de Rádio Pampa

Viagens tripuladas a Marte

O ser humano planejava pisar em Marte na década de 2030. Mas, com os últimos acontecimentos em nosso planeta, todo o cronograma pode ter ido água abaixo. Apesar disso, a NASA revisou recentemente os dados do ensaio e determinou que a campanha de reviões está completa, sim. Por exemplo, o teste de conduzir o abastecimento do foguete Space Launch System e da cápsula Orion, bem como várias outras simulações, está ocorrendo dentro do esperado.

Até onde se sabe, nenhuma outra revião majoritária será conduzida até possível lançamento, em agosto. Mas, na dúvida, a NASA também está mantendo cronogramas alternativos, que se estendiam o que era previsto para até 2030 ser para até 2034, com grandes lacunas. Qual a sua aposta? O que acha que vai acontecer nos próximos anos? Escreva para nós o que acha nos comentários!

homem na Lua
Imagem reproduzida de Cavok

Fontes: Olhar Digital, UOL, CanalTech.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo