Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Conheça a história da Ponte Hercílio Luz, da inauguração à restauração

por Júlia Sott | 03/05/2020
Copiado!

Inaugurada em 1926, a Hercílio Luz é uma das pontes mais famosas do Brasil. Após 28 anos de interdição total, foi finalmente restaurada. Conheça sua história, interdições e curiosidades!

Inauguração

Em 13 de maio de 1926, após 4 anos de construção, nasceu o icônico cartão postal da cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. A ponte serviu para ligar a ilha de Florianópolis à região continental, melhorando a conexão com o resto do estado, que até então dependia totalmente do transporte marítimo. Foi também uma resposta à pressão crescente para que a ilha deixasse de ser a capital do estado. 

O governador responsável pela idealização do projeto foi Hercílio Pedro da Luz, que também era engenheiro de formação. Ele contou com fatores econômicos favoráveis para grandes construções, pois havia uma estabilidade do regime republicano e incentivos em investimentos públicos. A ponte ganhou o nome dele após o seu falecimento, antes da inauguração. 

Inicialmente, era cobrado pedágio para veículos e pessoas e uma taxa adicional para quem estivesse com bagagens. A estrutura também causou um aumento no custo de vida da região, agitou o mercado imobiliário, aumentou a densidade urbana e intensificou o processo dos trabalhadores mais pobres irem morar nas encostas dos morros. 

Construção

A concepção foi de uma ponte pênsil com olhal, assinada pelo americano David Barnard Steinman. O local para a implantação foi o Canal do Estreito, onde havia a menor distância entre a ilha e o continente. Todavia, mesmo a distância não sendo muito grande, a obra custou muito para os cofres do estado e da União: em valores atuais, segundo o professor Sérgio Murilo Petri do Departamento de Ciências Contábeis da UFSC, aproximadamente R$ 1,7 trilhão! 

construção ponte hercílio luz
Construção da ponte (Imagem: G1.globo.com)

Além do custo, outro desafio foi a necessidade de importação de ferro fundido e aço dos Estados Unidos, pois nosso país não produzia os materiais em quantidade suficiente. A ponte continha 5 mil toneladas de aço ao longo de sua extensão.

Interdições

A primeira interdição ocorreu em 1982, para veículos e pedestres. O motivo foi a deterioração de uma das barras de olhal. Na época, 43,8% do tráfego da cidade passava pela ponte, 2250 veículos por hora em horários de pico. 

Em 1988 ela foi parcialmente reaberta, apenas para pedestres, bicicletas, motocicletas e veículos de tração animal. Mas já em 1991, ocorreu uma nova interdição total e a retirada do piso asfáltico do vão central, diminuindo 400 toneladas de peso. 

Tombamento

Em 1992, foi tombada como Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Município de Florianópolis. Em 1997, o Ministério da Cultura a reconheceu como Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Brasil. 

ponte hercílio luz
Imagem: sc.gov.br

Reabilitação e reabertura

No ano de 2005, foram apresentadas pelo Governo do Estado duas etapas para reabilitação, sendo uma para a recuperação das rampas de acesso e outra do vão central da ponte. As obras foram iniciadas em 2006 com um prazo final para 2012, porém foi preciso 13 anos para serem completadas. Estima-se que, desde a década de 80, foram gastos R$ 688 milhões em cerca de 30 contratos e aditivos para manutenção e reformas. 

ponte hercílio luz vista aérea
Vista aérea da ponte em obras e o outro acesso da ilha (Imagem: Prefeitura Municipal de Florianópolis)

Tive a incrível oportunidade de visitar as obras da Hercílio Luz em 2018, no EREEC Sul (Encontro Regional dos Estudantes de Engenharia Civil) e assim, ver de pertinho a “mágica” acontecendo com uma vista maravilhosa.

reforma ponte hercilio luz
Estudantes participantes do EREEC Sul conferindo a obra (Imagem: @juliawsott)

Foi no dia 30 de dezembro de 2019 que ponte foi finalmente reinaugurada, após 28 anos interditada por problemas estruturais. Foi um dia de muita festa e comemoração para a cidade, com desfile de carros antigos, shows e outras programações. 

inauguração ponte hercilio luz
Imagem: sc.gov.br

O governador Carlos Moisés ressaltou que “A Ponte Hercílio Luz agora deixa de ser só um cartão-postal e passa a fazer parte da vida dos catarinenses. A saudade era grande. Tanto que os resultados dos sete dias de programação impressionam. Foram mais de 1,1 milhão de pessoas registrando, fotografando, assistindo aos shows e aproveitando as atrações. Uma festa muito bonita que já entrou para a história”.

Desde que ela foi reaberta, o público percebeu que a estrutura balança. Contudo, apesar do desconforto que isso pode provocar em algumas pessoas, engenheiros e especialistas garantem que não há nenhuma anormalidade na estrutura e nem risco à segurança dos visitantes!

Características da estrutura

  • A ponte contém 821 metros de extensão e a largura do vão central é de 15,92 metros;
  • O viaduto de acesso do Continente é de 222,5 metros e o da Ilha é de 259 metros;
  • A altura das torres principais é de 74,21 metros;
  • A altura do vão pênsil em relação ao nível de maré média é de 30,86 metros;
  • São 28 vãos sustentados por 2 torres principais e 12 secundárias.

E aí, o que acharam da história da Hercílio Luz? Aos estudantes e engenheiros que moram em Floripa, adoraríamos ouvir o relato de vocês – aqui ou lá no Instagram do Engenharia 360 – sobre os efeitos que a reinauguração causou na cidade e o que a ponte representa para vocês!

Até a próxima!

Fonte: G1.globo; Governo de SC;

Copiado!
Engenharia 360

Júlia Sott

Engenheira Civil formada em 2019 pela UNIJUÍ e atualmente em busca de um trainee (até rimou). Após a formatura embarquei para os EUA para trabalhar, estudar e explorar o Vale do Silício por 1 ano. Também amo ler, viajar e sou cantora nas horas vagas. Sempre em busca de evolução, conhecimento, novas conexões e habilidades.

Comentários