Engenharia 360

O que causa explosões de gás, sobretudo com botijão?

Engenharia 360
por Redação 360
| 21/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023 5 min

O que causa explosões de gás, sobretudo com botijão?

por Redação 360 | 21/12/2022 | Atualizado em 27/01/2023
Engenharia 360

Você já refletiu sobre a potência de destruição de explosões de gás? Pois bem, na manhã de quarta-feira, 21 de dezembro de 2022, o Vasto Restaurante, localizado em Teresina, no Piauí, ficou completamente destruído após uma explosão dessas. Veja as cenas a seguir!

explosões de gás
Imagem reproduzida de Metrópoles
explosões de gás
Imagem reproduzida de Meio Norte

O chão da região próxima ao estabelecimento chegou a tremer. Um vigilante, que ficou ferido, disse ao Corpo de Bombeiros que havia, no momento do incidente, um forte cheiro de gás. Mas, para se ter ideia de como explosões de gás podem ser perigosas, o deslocamento de ar atingiu imóveis a quatro quarteirões de distância, cerca de 100 metros. Vídeos mostram vidros quebrados, telhados destruídos e paredes atingidas pelos destroços da explosão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O que causa explosões de gás?

O gás que utilizamos para cozinhar alimentos, aquele que chega encanado por sistema de botijão ou de distribuidora ao nosso fogão, é o Gás liquefeito de petróleo, ou Gás GLP. O que você precisa saber dele é que pesa mais que o ar. Assim, em caso de vazamento, o gás pode se infiltrar em seu interior, acumulando-se e explodindo.

explosões de gás
Explosão gás em Farroupilha RS | Imagem reproduzida de GZH

Quanto à explosão, ela pode ser causada por:

  • oxidação repentina ou reação de decomposição com aumento da temperatura, pressão ou ambos ao mesmo tempo.

Então, as explosões de gás são reações químicas. Há a convergência simultânea de oxigênio (ar), um material inflamável – que nesse caso é o gás -, e uma fonte de ignição em um raio em particular, fazem com que a temperatura e pressão aumentem. Resumindo, se essa pressão não puder ser liberada rapidamente e de modo suficiente, ou seja, não tendo escape, haverá uma expansão repentina de volume dos gases concorrentes dentro do recipiente (botijão) ou tubulação e uma liberação de uma grande energia de calor, acompanhada por uma onda de pressão, que é a explosão.

Quais são os perigos de botijão de gás?

Explosões de gás podem acontecer, portanto, seja em redes de distribuição ou botijões. Como relatado no caso em Teresina, o cheiro forte é o maior indicativo de um grande vazamento. Não é comum um botijão explodir. Mas vários fatores podem contribuir para isso. O maior deles é o aumento de temperatura; por exemplo, se houver um incêndio, que acarretará não apenas no aumento de temperatura do próprio gás como o derretimento do material em volta, deixando a situação ainda mais delicada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

explosões de gás
Imagem reproduzida de NSC Total

No geral, não há perigo de um de explosão de botijão! Mas a negligência é um fator de risco. Isso diz respeito às condições do botijão adquirido, de seus equipamentos e de tudo mais que envolve a sua segurança. É importante que esse conjunto de itens sejam adquiridos dentro dos padrões do INMETRO. Para começar com o seu selo de certificação e o lacre intacto com o registro da empresa que engarrafou o gás.

Além disso, a mangueira que leva o gás do botijão ao fogão deve estar dentro do prazo de validade – quando você fez esta troca da última vez? O seu comprimento não pode ser maior que 80 cm. Também não é indicado que se passe a mangueira por trás do forno, cujo aquecimento pode danificar o material. E jamais pode-se fazer emendas para mangueira de gás, por favor!

Ainda tem outra peça importante neste conjunto que é o regulador, também conhecido como registro ou válvula de gás, um equipamento padrão na instalação do gás de cozinha. Ele deve conter a marca do INMETRO. Sua instalação precisa seguir as recomendações do manual – que consta na etiqueta. Detalhe: o uso de ferramentas inadequadas pode danificar a peça e prejudicar a segurança da sua instalação de gás de cozinha.

Aqui vai uma dica: a única indicação, para o caso de suspeita de vazamentos, é utilizar espuma de sabão para verificar a formação de bolhas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como evitar uma explosão de botijão de gás?

Seguindo as indicações relatadas no tópico anterior, você mantém a segurança original do seu botijão de gás e fica longe de vazamentos que possam causar explosões. No mais, outras dúvidas podem surgir! Tentamos respondê-las a seguir!

explosões de gás
Imagem reproduzida de G1 – Globo

“Como saber se o botijão está vazando?”

Como dissemos antes, o cheiro é um indicativo de vazamento. Como medida de segurança, antes de entrar no local onde está o botijão e/ou o fogão, deve-se cobrir o nariz e a boca para não inalar o gás. Não acenda qualquer luz elétrica! O passo seguinte é desligar o registro do gás e a rede de energia da casa; abrir portas e janelas para arejar o ambiente; molhar um pano e cobrir o corpo do cilindro para diminuir sua temperatura interna; ligar para a empresa responsável pelo recipiente e para o Corpo de Bombeiros.

“Pode deixar o botijão de gás aberto?”

Sim, o botijão de gás PRECISA ficar em um local bem ventilado. Tem gente que coloca dentro de armários, atrás de objetos para escondê-lo, mas isso está errado.

“Pode molhar o botijão de gás?”

Tanto no sol, quanto na chuva, o funcionamento da mangueira e do regulador de pressão pode ser prejudicado. Então, é preciso deixar o botijão sobre um telhado. Mas, repetindo, não em locais fechados, como armários e outras estruturas. Se o abrigo precisa ser fechado, sua porta precisa ser do tipo veneziana, para arejar e espaço interno.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É normal vazar um pouco de gás ou o botijão ficar quente?”

Vale destacar aqui que todo botijão tem certa capacidade de vaporização. Mas pode acontecer de haver mais calor no botijão do quanto o consumo ultrapassa esse valor.

“Como descobrir onde vaza gás?”

O teste mais rápido é pegar uma esponja úmida e colocar detergente de cozinha nela. Depois, deve-se apertar a esponja para criar espuma. Com o botijão conectado na válvula aberta, encosta a esponja na região onde a válvula de gás se encaixa no botijão. Se aparecerem bolhas é porque há vazamento, o contrário é porque segue sem alterações.

Detalhe: não se pode ficar perto de um botijão em vazamento, inclusive para não inalar o gás. O GLP não é tóxico, mas pode causar asfixia nas pessoas.

Veja Também: Jovem prevê desabamento de edifício e salva seus moradores


Fontes: G1, Wago, Copagaz.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo