Engenharia 360

Entenda com o Engenharia 360 o que é gás natural

Engenharia 360
por Redação 360
| 17/11/2021 | Atualizado em 18/01/2023 3 min

Hoje em dia existem mais opções de geração de energia. Você conhece o gás natural? Saiba em que e para quê ele é utilizado na engenharia!

Entenda com o Engenharia 360 o que é gás natural

por Redação 360 | 17/11/2021 | Atualizado em 18/01/2023

Hoje em dia existem mais opções de geração de energia. Você conhece o gás natural? Saiba em que e para quê ele é utilizado na engenharia!

Engenharia 360

Recentemente, por consequência da crise econômica mundial, estamos sendo forçados a aprender o significado de coisas das quais antes não prestávamos muita atenção. Por exemplo, do que são feitos a gasolina e o diesel? Como é realizado o cálculo para a sua cobrança nos postos? Ou mesmo, quais os outros produtos derivados do petróleo? Aliás, começamos a prestar mais atenção em como as empresas produzem energia e quais as alternativas mais limpas encontradas pela engenharia. E é aí a partir disso que começaram a surgir alguns questionamentos, como o que é gás natural? Bem, entenda o significado disso, no texto a seguir!

petróleo
Imagem reproduzida de Gás Brasiliano

A composição do gás natural

O gás natural é um combustível fóssil! Ele surgiu há milhares de anos, a partir da degradação de matéria orgânica fóssil no interior da Terra, sob condições ideais de pressão e temperatura. Este elemento químico é definido como uma mistura de hidrocarbonetos parafínicos leves – como metano, etano, propano, butano e outros gases em menores proporções – em temperatura ambiente e pressão atmosférica, permanecendo no estado gasoso. E ele pode ser originalmente encontrado em acumulações de rochas porosas no subsolo terrestre ou marinho em sua forma gasosa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A produção de gás natural no Brasil

Na matriz energética mundial, a porcentagem de utilização de gás natural é de cerca de 24%, segundo pesquisa da Agência Internacional de Energia (AIE) realizada em 2013. Grande parte desta matriz, hoje, tem a participação da indústria brasileira. Isso só foi possível depois da descoberta da camada do pré-sal – camada ultramarina de exploração de petróleo e gás natural -, além da implantação dos gasodutos Brasil-Bolívia e Urucu-Coari.

petróleo
Imagem reproduzida de Além da Superfície

A utilização do gás natural no dia-a-dia

Com o avanço das tecnologias de engenharia – incluindo de condicionamento e transporte -, o gás natural vem sendo cada vez mais utilizado no mundo – isso começou a acontecer principalmente após a década de 1940. Hoje, o elemento faz parte da matriz energética de diversos países, como o Brasil. E é utilizado em diversos setores da atividade econômica, como produção de eletricidade, processos industriais, comércio, residências e setor de transportes – ônibus e automóveis -, substituindo o óleo diesel, a gasolina e o álcool. Também é utilizado como combustível para fornecimento de calor e matéria-prima nos setores químico, petroquímico e de fertilizantes.

Todo o processo de distribuição começa em unidades de processamento, onde são retiradas impurezas como água, outros gases e areia, além de componentes, condensáveis e mais pesados, como gasolina natural e o gás liquefeito do petróleo (GLP ou “gás de cozinha”).

A saber, as reservas de gás natural no Brasil são amplas e novas reservas estão sendo descobertas, o que garante o abastecimento em todo o território brasileiro por muito tempo!

petróleo
Imagem reproduzida de blog.laredo

As características gerais do gás natural

  • Já se encontra na natureza em estado gasoso;
  • Não precisa ser atomizado para queimar;
  • É inodoro e incolor – odorizado com mercaptanas;
  • Não é tóxico;
  • É mais leve que o ar;
  • Se dissipa rapidamente pela atmosfera em caso de vazamento;
  • Apresenta baixos teores de dióxido de carbono;
  • A sua combustão é completa, liberando como produtos o dióxido de carbono e vapor de água;
  • É uma fonte de energia limpa, produz baixo impacto ambiental;
  • Pode substituir outros combustíveis mais poluentes, como óleos combustíveis, lenha e carvão;
  • Possui facilidade de transporte e manuseio, não requer estocagem, eliminando os riscos do armazenamento de combustíveis; e
  • Sua distribuição é feita por rede de tubos, os chamados gasodutos.
Folha PE
Imagem reproduzida de Folha PE

Lembrando que, por ser um combustível fóssil, o gás natural NÃO é renovável! Portanto, ele é finito! Em contrapartida, ele é mais limpo e eficiente do que outras fontes de energia, como o petróleo!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja Também: Polímero que armazena gás natural pode combater o aquecimento global


Fontes: Wikipedia, Bahia Gás, Ecycle, UOL.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo