Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Estudante de Engenharia conta como a resiliência foi importante para alcançar seus objetivos

por Gustavo Bueno | 28/10/2020
Copiado!

Gustavo Bueno conta um pouco sobre a criatividade em momentos de difíceis para conseguir o estágio dos sonhos.

Fala galera do Engenharia 360, me chamo Gustavo Bueno, sou estudante de Engenharia Elétrica no Mackenzie (SP), tenho 20 anos e confesso que minha vida foi uma montanha russa de altos e baixos, não foi moleza até esse momento, então vou contar um pouco da minha experiência usando a criatividade, o que me fez chegar onde estou hoje.

Desde criança sempre fui incentivado a ser engenheiro, ter pensamento analítico e trabalhar com projetos grandes. Porém, na escola sempre fui um aluno mediano, nunca ruim, mas eu precisava me esforçar para conseguir notas boas. O ano era 2017, último ano do ensino médio, eu era estagiário administrativo numa pequena empresa e estudava a noite, ou seja, era bastante difícil ter tempo para estudar.

O exame nacional do ensino médio (ENEM) estava chegando e eu queria entrar na universidade no próximo semestre, então a rotina era bastante complicada, mas não era nenhuma desculpa: quem quer, faz acontecer!!! Chegava 23h da escola e estudava até 01:30, por conta própria (todos os dias) para levantar novamente no dia seguinte às 06h.

Provas feitas, fiquei feliz com o resultado, mas não consegui nenhuma bolsa nos dois semestres de 2018, então decidi entrar na universidade particular e enquanto eu cursava, continuei persistindo em conseguir a tão sonhada bolsa integral.

Em 2019, eu já era estagiário de energia numa multinacional, até que no segundo semestre veio a aprovação em Matemática na UFRJ. Sempre sonhei em estudar na UFRJ (fui o primeiro da minha família a passar numa universidade pública), a meta era me formar em 3 anos, voltar para SP, eliminar o ciclo básico de engenharia, assim seriam 6 anos e 2 diplomas. Como disse, sempre sonhei em ser Engenheiro. Mas, infelizmente, por algumas questões ($$) não pude morar no Rio de Janeiro, e em paralelo a isso fui notificado que fui aprovado em Administração na PUC-CAMP, Porém, como também era fora da capital de São Paulo ($$) não seria possível ir, então luta que segue…

Frustração

A maioria das pessoas não me apoiaram, só questionaram e criticaram. Meus pais não me apoiaram em momento algum, dizendo que eu estava louco em querer morar no Rio de Janeiro (fora da realidade $$).
Escutei do meu pai “PASSA LÁ NA USP” como se fosse muito fácil disputar o vestibular mais concorrido do país, sem nunca ter feito cursinho e ter estudado em escola pública… Pois bem, não hesitei e, chorando de ódio no meu quarto, prometi que iria passar e mostrar que o garoto mediano na escola pode sim ser aprovado.

O ano era 2020, promessa é dívida e “O DE HOJE ESTÁ PAGO não só chorei mas estudei bastante e no primeiro semestre veio a notificação:  aprovado em Física na USP e mostrei que iria fazer dar certo. Mas sair de 2 anos de Engenharia Elétrica não seria uma atitude muito inteligente nesse momento, tanto que Física foi minha segunda opção na USP.

MAS É A USP, GUSTAVO!

Sim, eu sei, mas não era o que eu realmente queria, fiquei muito feliz pela aprovação nas melhores universidades do país, porém eu ainda queria a Bolsa Integral em Engenharia Elétrica.

Tentei essa bolsa 6 vezes, 6 tentativas frustradas e 6 vezes de porta fechada na cara, até que a tão sonhada aprovação chegou, como já tinha cursado até o 3 ano em outra universidade, apenas fiz a transferência e estou continuando o curso no Mackenzie, com isso o sonho de ser engenheiro está chegando próximo.

livros empilhados representando estudante de engenharia
Imagem: Cláudia Wolff | Via Unsplash

Como a resiliência vem me ajudando a buscar um estágio

Sempre fui bastante curioso, cresci junto com a internet, então sempre usei ela a meu favor, estudando e me capacitando, principalmente na pandemia. Já conhecia o Linkedin desde 2018, mas não era tão ativo como sou hoje e vi nele a oportunidade de me conectar a pessoas, gestores e recrutadores de empresas onde sonho em estagiar. Mas, antes disso, participei de vários processos seletivos, dinâmicas e painéis, me candidatava para inúmeras vagas, porém nada de sucesso.

Até que comecei reparar num padrão de postagens no Linkedin, todos postavam seus sucessos, novos cargos e estágios novos, então decido fazer diferente, seguir na contra mão de todos: PUBLICAR OS MEUS FRACASSOS e o que aprendi com cada um deles, assim me tornando uma pessoa cada vez melhor. O intuito dessa publicação era que algum especialista pudesse me ajudar onde eu estaria errando, porém confesso que não esperava essa total repercussão, passando mais de 150 mil visualizações. Várias pessoas e empresas me mandaram e-mail parabenizando a atitude nobre de não esquecer de quanto batalhamos para ter o sucesso que temos hoje. Também rolaram algumas entrevistas, porém, até o momento, nada. (Irei deixar um print da publicação que repercutiu bastante):

Print da publicação feita no Linkedin por estudante de engenharia
Publicação Linkedin Gustavo Bueno

NADA DEU CERTO, já fazia 3 semanas da publicação. Das entrevistas que participei após isso, nenhuma me chamou e agonia batia novamente na porta, mas antes de dormir, sempre reflito sobre meu dia e minhas metas a serem atingidas na semana. Com tantos NÃOS é difícil se manter em pé, na luta e na busca do estágio numa grande companhia, porém sempre soube da minha capacidade de vencer e em momentos de aflição eu costumo me automotivar e sempre pensar positivo, assim me mantenho de pé com o intuito de sempre buscar o melhor.

Sempre fui bastante criativo, uso bastante as redes sociais para me promover e atingir o maior número de visualizações. No Instagram, muitas pessoas me elogiam por fazer Stories e vídeos criativos, que chamam atenção e tem mais visualizações, então imaginei comigo mesmo; porque não usar essa habilidade no Linkedin e me autopromover em uma publicação que chame atenção das pessoas?

Então decidi criar um Layout que abordava minhas soft-skills e o que eu já fiz para ter aqueles reconhecimentos. (Agradeço a Sra. Hevelyn com a ajuda no Layout).

Criatividade de jovem  estudante ao procurar estágio em engenharia
Publicação Linkedin Gustavo Bueno

A publicação já tem diversas visualizações e comentários e espero que atinja ainda mais pessoas, com o intuito de ajudar e mostrar que, mesmo em momentos de conflito consigo mesmo, possa haver criatividade e sempre inove, afinal a internet está aí para isso. 😉

Não sei os rumos que essas publicações irão tomar e não sei se conseguirei o tão sonhado estágio em engenharia tão cedo, mas continuarei estudante e aprendendo cada dia mais e também postarei mais ideias de inovação no Linkedln e Instagram.

Leia também: Como foi minha experiência como aprendiz em uma indústria automobilística

E você, como foi sua jornada até aqui? Conta para a gente!

Copiado!
Engenharia 360

Gustavo Bueno

Estudante de Engenharia Elétrica pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, que sonha alto e possui uma resiliência absurta. Por sempre ter estudado em escola publica, já se via desde pequeno que não iria muito longe. Porém a determinação e protagonismo nos move, hoje possui algumas aprovações nas melhores universidades do Brasil e atualmente busca pelo estágio do sonhos em Engenharia com o intuito de crescer. Apaixonado por aventuras e principalmente praia, sempre gostou de estar junto a natureza e observar o mundo que nos foi concedido.

Comentários