Engenharia 360

Porque brasileiro não desiste nunca... - Especial Dia da Ciência

Engenharia 360
por Redação 360
| 08/07/2022 | Atualizado em 09/07/2022 4 min

Porque brasileiro não desiste nunca... - Especial Dia da Ciência

por Redação 360 | 08/07/2022 | Atualizado em 09/07/2022
Engenharia 360

Pode ser cansativo esse diálogo, mas precisamos debater sobre a situação atual da Ciência Brasileira. E, olha, nesse momento é preciso ter não só alguém disposto a falar sobre – que somos nós, do Engenharia do 360 -, como alguém que queira acompanhar essa explicação – que você. Porque esse tema é muito delicado e precisamos ter certeza da sua companhia até o fim deste artigo! Certo?

O surgimento de um paradoxo

A pandemia trouxe tristezas que talvez jamais poderemos superar. O curso da nossa trajetória na Terra mudou completamente – e isso não podemos negar. Só que, ao mesmo tempo que sentimos que precisamos mais da ciência, sobretudo para o desenvolvimento e inovação do nosso país, menos dinheiro e mão-de-obra é investido nela. E lutando contra essa maré, pudemos contar, nos últimos anos, com a força de instituições como a Fiocruz e o Instituto Butantan, focadas em pesquisas translacionais, ou seja, orientadas à prática da Saúde. Mesmo assim, muitas das tecnologias que permitiram o desenvolvimento de seus projetos vêm de fora. Então, pense em toda a dificuldade que isso cria!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
ciência no Brasil
Imagem reproduzida de SEGS

Veja Também: [#engenhariatransforma] Conheça grandes cientistas brasileiros influentes no mundo

A realidade nua e crua

O quadro da ciência brasileira é bem modesto, sendo muito raro que se transforme em produto patenteado ou sequer em artigo publicado. A desvalorização, os ataques com fake news e mais é algo bastante espantoso! Nesse processo, saem prejudicados tanto profissionais, quanto alunos e a própria sociedade, sofrendo com trabalhos que se perdem, atrasos nas entregas de produtos, imprecisão de dados necessários para a indústria – incluindo do agronegócio – e além. Para finalizar, os formadores de opinião, sem conhecimento na área, não conseguem imaginar a extensão dos danos! Falta-lhes informação!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

ciência no Brasil
Imagem reproduzida de Noticias ao Minuto

Desvalorização

O que mais surpreende é que, apesar de os pesares, a população brasileira, na sua totalidade, permanece acreditando na ciência – prova disso podem ser os índices de pessoas que buscaram a vacina da covid-19. A ciência básica transforma o nosso dia-a-dia! Ela está em tudo que é construído pelo homem e que está ao nosso redor! Sem ciência, não haveria geração de energia elétrica, tratamento de água e esgoto, construção de edifícios, fabricação de produtos que consumimos – incluindo medicamentos -, plantação de lavouras, criação de animais, manutenção de vias e também de veículos e aeronaves, transmissão de tv e internet… A lista simplesmente não tem fim!

Tudo que adoramos consumir e que pensamos não estar relacionado às ciências é, sim, resultado de pesquisas científicas – vale para as engenharias que apresentamos e discutimos aqui, no Engenharia 360. Só que a distância hoje da nossa ciência para a ciência de outros países ao redor do mundo é gigantesca, o que explica também nosso vergonhoso atraso econômico e as constantes perdas de profissionais graduados e pós-graduados para o mercado externo. E para piorar, nesse contexto, temos mais dois agravantes: alto custo de pesquisa e desconexão com o setor industrial.

Veja Também: Cientistas brasileiros descobrem que bagaço de cana-de-açúcar pode ‘limpar’ água poluída

Corte de custos

Logo que a covid-19 chegou, os países desenvolvidos injetaram bastante dinheiro na sua ciência; na contra-mão, o Brasil vem fazendo cortes seguidos. China e Estados Unidos praticamente dominam três quartos da produção científica global. Enquanto a média de investimentos dos países é de 1,79%, a do nosso país é 1,26%. Parece pouca diferença numérica, mas não é, pois nós estamos, na comparação, nos colocando ao lado de quem já peca com a sua ciência. E quanto mais passos damos para trás, fica mais difícil evoluir ou ter um bom retorno! Uma pena, já que, quando queremos, o Brasil produz ciência de alta qualidade!

ciência no Brasil
Imagem reproduzida de Na Prática

O futuro ideal

  • Estudantes com bolsa de estudos compatíveis – e devidamente reajustados acompanhando o mercado – com suas necessidades.
  • Incentivo nas escolas para alunos autodidatas, que sabem caminhar independentemente rumo ao conhecimento.
  • Mais atividades desenvolvidas por instituições científicas, tecnológicas e de inovação.
  • Mais financiamentos na ciência – inclusive fora das universidades.
  • E mais aportes e investimentos mais eficientes.

“Eu diria ao jovem que reverteremos esse cenário negativo. Não desisti do Brasil. A ciência é uma profissão genial. A cada nova pergunta ou experimento, a resposta pode corroborar o que o cientista estava pensando ou levá-lo a outro caminho.”, “Como cientistas, estamos sempre buscando entender algo, o que é incrível.

Passamos a carreira inteira procurando soluções. Além disso, somos nossos próprios patrões.”, “Peço aos jovens que venham conosco fazer parte dessa construção de um Brasil melhor e reverter o quadro atual até que o Brasil entenda que a ciência é investimento, e não gasto.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

– biomédica da Unifesp Helena Nader, eleita para a presidência da Academia Brasileira de Ciências.

A ciência e tecnologia é, portanto, a única resposta para solucionar as crises econômica e ambiental que o Brasil enfrenta hoje. Não é uma política de Estado, mas deveria ser. Se o nosso país continuar fazendo o caminho inverso, os dados e evidências falarão por si!

Veja Também: Pesquisadoras brasileiras da área médica da USP fazem grandes descobertas para a Ciência Global


Fontes: Veja, EM, Scielo, CDMF.

Comentários

Engenharia 360

Redação 360

Engenharia para todos.

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo