Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Engenharia 360

Por que momentos ociosos são cruciais para a criatividade?

Engenharia 360
por Jéssica Dias
| 06/06/2020 3 min

Por que momentos ociosos são cruciais para a criatividade?

por Jéssica Dias | 06/06/2020
Copiado!

Sabe-se que o mercado de trabalho demanda profissionais que tenham criatividade na resolução de problemas, afinal a imaginação é uma das características que diferenciam os seres humanos das máquinas. Mas, contrariando nosso usual estilo de vida, você sabia que momentos ociosos são cruciais para a criatividade?

mulher deitada na rede com pés aparecendo
Fonte: sciencenews.org

É comum termos nossas melhores ideias quando nosso cérebro está descansando, como por exemplo durante o banho ou até mesmo após uma boa noite de sono. Entretanto, cada vez mais temos nosso tempo ocioso preenchido por telas – seja o celular, notebook ou televisão, por exemplo. 2 horas no ônibus? Vou deixar uma série salva. Sobraram 30 minutos do horário de almoço? Vou aproveitar para checar as redes sociais. E assim seguimos, passando cada vez menos tempo “fazendo nada”.

Muitos de nós nem percebe quanto tempo passamos nas redes. No último relatório disponibilizado no datareport.com, podemos observar que o brasileiro passa, em média 3,5 horas por dia em redes sociais. Isso significa, no ano, aproximadamente 53 dias.Além disso, passamos aproximadamente 9 horas por dia na internet. O cultivo deste hábito nos leva a nos sentirmos desconfortáveis quando não temos nenhuma distração.

Pode parecer um detalhe, mas todo esse excesso de atividade e distrações pode ser o que está nos impedindo de trazer soluções melhores para nossos problemas.

Existem dois sistemas de atenção no nosso cérebro, um interno e um externo, e ambos não podem estar ativados ao mesmo tempo, embora eles estejam conectados. Quando estamos devaneando, o sistema interno está ativado.

Para sermos mais criativos, apontam estudos, é essencial ter momentos de reflexão e deixar nossa mente divagar. Quando nossa mente descansa, ela acessa nossa memória e emoções e é capaz de fazer conexões novas e desconhecidas, ou seja, formar ideias diferentes e criativas.

Ora, se passamos pelo menos 9 horas do nosso dia na internet e ambos sistemas não podem estar ativados paralelamente, a questão que hoje a psicologia pesquisa é como isso pode afetar nossa criatividade ao longo do tempo.

O que fazer então para diminuir os efeitos deste hábito na nossa criatividade?

O primeiro passo é ter consciência de quanto tempo passamos conectados desnecessariamente. Muitos smartphones e apps conseguem nos dizer quanto tempo ficamos no telefone e em que atividades.

Após isso devemos criar hábitos que nos permitam passar mais tempo em atividades que não exijam atenção focada, como por exemplo ir caminhar, ir à praia ou mesmo à academia sem levar o celular. Além disso, alguns smartphones conseguem limitar o tempo que podemos passar por dia em cada rede social.

mulher sentada na floresta olhando para o nada em momentos ociosos
Imagem: inhabitat.com

Durante o trabalho também podemos deixar de levar ou acessar laptops e celulares durante as reuniões, almoço e palestras. Ou até mesmo durante a pausa para o café. Todo momento de descanso para um cérebro que vive na cultura do “estar sempre ocupado” é bem-vindo.

Outra opção seria apenas tirar um tempo e não fazer nada. Sonhar acordado. Deixar nossa mente devanear sobre o futuro…

E você, o que vai fazer para ser mais criativo? Quais atividades nos sugere? Deixe seu comentário!

Referências: BBC

Leia também: 6 dicas para não deixar a rotina matar a sua criatividade

Copiado!
Engenharia 360

Jéssica Dias

Engenheira de Produção formada pela UENF com mais de dois anos de experiência em cadeia de suprimentos (supply chain), passando por funções nas áreas de logística, processos e planejamento de materiais. Apaixonada por tecnologia, leitura, ensinar o que sei e ajudar a outras pessoas a serem melhores em suas carreiras.

Comentários