Engenharia 360

Engenharia é usada para criar esculturas cinéticas que desfilam como animais

Engenharia 360
por Redação 360
| 29/06/2022 3 min

Engenharia é usada para criar esculturas cinéticas que desfilam como animais

por Redação 360 | 29/06/2022
Engenharia 360

Você não acreditará no que seus olhos vão ver neste artigo! Simplesmente algumas das obras de arte mais lindas do mundo e que volta e meia são outra vez – e merecidamente – relembradas na Internet; esculturas cinéticas, conhecidas como “animais de areia”, criadas pelo artista e engenheiro de formação Theo Jansen. Saiba mais no texto a seguir!

Sobre a arte de Theo Jansen

Theo Jansen tinha um sonho muito especial, que era poder soltar criaturas na praia e deixá-las “viverem suas próprias vidas”. Doido isso, não? Pois ele acabou usando todo o seu conhecimento de Engenharia para criar um verdadeiro desfile de estruturas – muitas já foram expostas ao redor do mundo. Elas lembram esqueletos de gigantes criaturas. E, detalhe, se movem pelo vento! O efeito é tão incrível que o artista inclusive sugere que os observadores prestem atenção também no som gerado a partir disso, algo semelhante a um suave estalar de dedos.

esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de fkv

A tecnologia utilizada nas esculturas cinéticas

Não é mágica, mas engenharia! Temos, sim, a impressão que temos é que as obras de arte de Theo Jansen se movimentam sozinha, mas trata-se de um truque. As estruturas, como esqueletos de tubos plásticos ou mesmo garrafas plásticas reutilizadas, possuem um design que consegue usar a força do ar, além de pistões de ar, para andar. Em alguns casos, há também um “leque” na parte de cima, funcionando como canalizador de vento para preenchimento das garrafas, que, quando cheias, impulsionam o movimento.

esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de Phymec em YouTube
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de Pinterest
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de Diario Sur
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de Between Travels
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de fkv
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de AlessioAngiolini – WordPress

É importante destacar que, ao longo dos anos, e depois de várias tentativas e erros, Jansen aprimorou suas invenções utilizando mecanismos binários de computação. Por exemplo, pense assim, como seria se, no momento da exposição da escultura, o tempo estivesse ventoso demais? Bem, daí o mecanismo seria disparado e uma peça da escultura automaticamente cravada no chão para o conjunto não cair. E se o “grande animal” se aproximasse da água e sugasse o líquido ao invés do ar? Bem, daí o mecanismo perceberia a dificuldade e provocaria uma inversão da locomoção para uma direção contrária.

esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de Flixxy
esculturas de Theo Jansen
Imagem reproduzida de El ojo del arte

Veja Também: Veja a estrutura de castelo de areia mais alta do mundo, inspirada na Covid-19

Veja Também: ‘Vidrados’ da Netflix: série lembra a importância dos trabalhos de Arte em Vidro

Veja Também: 9 criações impressionantes usando LEGO

Veja Também: Pneus de carro esculpidos se transformam em arte


Fontes: Gazeta do Povo, Ecycle.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo