Engenharia 360

Ensinando para transformar realidades brasileiras - ações de empresas de Engenharia e Arquitetura

Engenharia 360
por Redação 360
| 29/10/2021 3 min

Empresas de Engenharia e Arquitetura podem fazer mais pela sociedade, mudando realidade. Veja dois exemplos inspiradores do Brasil!

Ensinando para transformar realidades brasileiras - ações de empresas de Engenharia e Arquitetura

por Redação 360 | 29/10/2021

Empresas de Engenharia e Arquitetura podem fazer mais pela sociedade, mudando realidade. Veja dois exemplos inspiradores do Brasil!

Engenharia 360

Imagine que maravilhosa seria a sensação de todos se sentindo incluídos na nova sociedade do mundo digital que conhecemos hoje. Enquanto isso, nós, aqui no Brasil, ainda lutamos por direitos básicos para muitas comunidades, como moradia, acesso à boa educação e saúde, inclusão de classes e participação em outras tantas discussões relevantes. Porém, enquanto alguns olham esta situação e se contentam em não fazer nada, outros “levantam as mangas” e lutam por mudanças. As histórias a seguir são um lindo exemplo de Engenharia e Arquitetura que podemos fazer mais, começando ainda na sala de aula! Confira!

Empresa de engenharia alfabetiza funcionários e ensina informática

A empresa MPD Engenharia, há mais de 36 anos atuando na área de construção civil, está constantemente elaborando ações para reconhecer, valorizar e ajudar o seu time de trabalho. Por exemplo, ela já ajudou a criar um programa de alfabetização – o Construindo Letras – e outro de alfabetização digital – a Escola de Inclusão Digital. Este último é composto de quarenta aulas de informática básica voltada para todos os colaboradores dos canteiros de obras. O professor é voluntário e os alunos não pagam nada, podendo, ao fim do curso, levar um computador para casa para continuar treinando suas habilidades. 

instrução pessoas
Imagem reproduzida de Razões para Acreditar

Arquitetas ensinam mulheres a construírem suas próprias casas

Em 2014, surgiu outro projeto bem inspirador, a Arquitetura na Periferia. Ele foi fruto de uma tese de mestrado da então estudante de arquitetura Carina Guedes, inspirada nas ocupações comunitárias das populações carentes, que tanto necessitam da assistência de Engenharia e Arquitetura para construir estruturas de moradias mais seguras. Ela focou na força das mulheres e o que elas podem fazer para mudar a realidade de onde vivem e trabalham. Enfim, a iniciativa oferece capacitação e assistência técnica para as mulheres de territórios com déficit de habitação e infraestrutura – como favelas, comunidades periféricas e ocupações.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

O início da atuação do projeto Arquitetura na Periferia começou a atuar nas ocupações Paulo Freire e Eliana Silva com oficinas de aprendizado com 4 a 6 meses de duração. As aulas começam com princípios de desenhos e croquis, noções básicas de finanças (para saber como lidar com o empréstimo recebido pelo projeto), matemática e como comprar os materiais necessários de construção.

instrução pessoas
Imagem reproduzida de Fundação Banco do Brasil
instrução pessoas
Imagem reproduzida de Viva Grande BH

“Trabalhamos para que as mulheres tenham o máximo de autonomia no processo de tomada de decisões envolvendo a melhoria de suas casas.”, “É muito legal ver a transformação delas durante este processo: líderes comunitárias já reconhecidas nesse espaço de luta, mas não no doméstico, passam a ver que têm igualmente a mesma capacidade, e que a elas só falta o acesso à informação.”

– Carina Guedes, em reportagem de Razões para Acreditar.

Veja Também: Vale a pena ser professor de Engenharia? | 360 Explica


Fontes: Razões para Acreditar, Razões para Acreditar 2.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo