Engenharia 360

Engenheiros no setor bancário: uma combinação poderosa

Engenharia 360
por Redação 360
| 05/04/2023 | Atualizado em 31/05/2023 3 min
Imagem de Freepik

Engenheiros no setor bancário: uma combinação poderosa

por Redação 360 | 05/04/2023 | Atualizado em 31/05/2023
Imagem de Freepik
Engenharia 360

Uma pesquisa recente realizada pela empresa Universum Global, consultora especializada em mercado financeiro, apontou que bancos estão contratando engenheiros civis, elétricos, mecânicos e de produção, sobretudo recém-formados. Mas isso não é novidade! Nos anos 80 e 90 era até bastante comum. Na época, os profissionais das engenharias disputavam muito vagas nestas instituições. Agora, juntos com especialistas em TI, administradores, contabilistas e economistas, fazem parte de equipes de investimentos e fintechs - as startups do mercado financeiro.

engenheiros trabalhando em bancos
Imagem de Freepik

Veja Também: Por que os engenheiros devem entender sobre finanças?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O cenário atual da Engenharia Brasileira

Para realizar sua pesquisa, a Universum Global entrevistou milhares de universitários, de mais de cem instituições de ensino do Brasil, e recém-graduados nas engenharias. A primeira resposta que obteve é que a principal estatal Petrobras ainda é, hoje, a empresa mais cobiçada pelos candidatos às vagas de emprego, seguida por empresas como a construtora MRV. Mas, por outro lado, há uma queda no interesse pelo estudo e atuação nas engenharias, o que pode ser um grave sinal de declínio da Engenharia Brasileira.

A saber, são algumas das empresas que mais vêm contratando engenheiros no Brasil: Odebrecht, Ambev, Embraer, além de Itaú, Banco do Brasil e Nubank.

A Engenharia fora do Brasil

Infelizmente, outras economias pelo planeta também vêm apresentando sinais de mudanças nas tendências em Engenharia. Muitos engenheiros em grandes países ao redor mundo, como China, Canadá, Alemanha, Coreia e Estados Unidos, estão sendo atraídos por empresas mais relevantes no mercado financeiro. Por exemplo, Google, Apple, Microsoft, entre outras ligadas à inovação. Entende-se que elas forneçam mais oportunidades ligadas às metas de carreira dos futuros engenheiros, envolvendo equilíbrio entre vida profissional e pessoal, sem contar a estabilidade de emprego.

Globalmente, as empresas mais citadas como as preferidas pelos novos engenheiros são: SpaceX, Tesla, Google, Boeing e NASA.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A adaptação dos engenheiros ao mercado financeiro

Os bancos encaminham os engenheiros primeiro para um treinamento, mostrando como criar processos que solucionem problemas de forma estruturada na área financeira. Mas é claro que as instituições esperam que, antes disso, os contratados tenham conhecimentos básicos sobre o mercado - incluindo noções de juros, câmbio, ações e títulos. Além disso, é importante acompanhar as notícias e tendências do mercado financeiro.

Com o tempo, é necessário desenvolver certas habilidades em análise de dados, incluindo o uso de ferramentas como Excel, Python e R, tomadas de decisões de investimentos e avaliações de riscos. Ademais, buscar entender a legislação e regulamentação que regem as operações financeiras, incluindo leis tributárias, regulamentos bancários e leis de proteção ao consumidor. Também compreender as necessidades financeiras específicas, incluindo gerenciamento de risco, orçamento e contabilidade. E, por fim, desenvolver habilidades interpessoais, como comunicação eficaz, negociação e trabalho em equipe.

É importante ainda destacar que muitas empresas financeiras procuram engenheiros que tenham concluído um curso de pós-graduação em finanças, negócios ou economia, ou que tenham certificações financeiras como CFA (Chartered Financial Analyst) ou CPA (Certified Public Accountant).

As vantagens e desvantagens dos engenheiros trabalharem em instituições bancárias

Especialistas de mercado enxergam que, olhando para o Brasil, engenheiros trabalhando em instituições financeiras, como bancos, é um mau sinal. Para eles, se os bancos estão "absorvendo" estes profissionais é porque a própria engenharia brasileira não anda bem. Melhor dizendo, há menos oportunidades sendo ofertadas e menos projetos sendo desenvolvidos por empresas na área. Isso pode ser um grave indício de que o nosso país pode ficar para trás no mundo globalizado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por outro lado, também podemos encarar essas tendências como janelas de oportunidades para engenheiros terem ganhos extras. Os bancos podem se beneficiar da atuação dos engenheiros por conta de sua formação matemática, somada à capacidade de análise. Essas características tornam esses profisisonais excelentes analistas de mercado, sendo altamente cobiçados em áreas de análise de investimentos.

Veja Também:


Fontes: Cimento Itambé.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Eduardo Mikail

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, liderada pelo engenheiro Eduardo Mikail, e com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo