Engenharia 360

Guerra na Ucrânia: como Elon Musk reestabeleceu a internet na zona de conflito?

Engenharia 360
por Redação 360
| 03/03/2022 | Atualizado em 20/05/2022 3 min

Guerra na Ucrânia: como Elon Musk reestabeleceu a internet na zona de conflito?

por Redação 360 | 03/03/2022 | Atualizado em 20/05/2022
Engenharia 360

Infelizmente, como já sabemos, a Ucrânia e a Rússia têm se enfrentado em solo ucraniano – sobretudo nas regiões sul e leste. E no meio desta confusão, a continuidade da conectividade começou a ficar impactada. Afinal, uma das estratégias de guerra é tentar cortar as comunicações vitais do oponente. Foi por causa disso que o Ministro da Transformação Digital da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, twittou para Elon Musk pedindo que a sua empresa, SpaceX, ligue os seus satélites de banda larga da Starlink para complementar os serviços de Internet do país, interrompidos durante a invasão. Veja o que ele disse a seguir!

“Enquanto vocês estão tentando colonizar Marte, a Rússia está tentando ocupar a Ucrânia! Enquanto seus foguetes pousam com sucesso no espaço, mísseis russos atacarão civis ucranianos! Pedimos a vocês que forneçam à Ucrânia estações Starlink.” – Mykhailo Fedorov.

Elon Musk
Imagem reprodução de Folha – UOL

Sobre o projeto Starlink e seus planos para o futuro

Starlink é um projeto da empresa SpaceX, do bilionário Elon Musk. Seu objetivo é levar Internet de alta velocidade para pessoas de áreas mais remotas do mundo por meio de uma constelação de satélites que orbitam o planeta. Desde o início dos seus trabalhos, já foram lançados mais de 2 mil satélites ao espaço. Os primeiros terminais foram lançados em 2019, mas os planos são colocar 42 mil satélites na órbita da Terra. Só que a agência norte-americana, NASA, tem criticado isso à Comissão Federal de Comunicações dos EUA, alegando que mais objetos no espaço diminuiriam “a capacidade do nosso planeta de detectar e possivelmente redirecionar um impacto potencialmente catastrófico”.

Elon Musk - starlink
Imagem reprodução de G1
Elon Musk - starlink
Imagem reprodução de O Globo

Como funciona o sistema ativado para a Ucrânia

A SpaceX tem arremessado vários satélites Starlink para oferecer mais conectividade ao mundo todo. Então, parecia mesmo lógico que, desta vez, os serviços da empresa fossem destinados a ajudar as pessoas no território ucraniano. Por isso, Elon Musk decidiu ativar o serviço de internet via satélite do país. Como? Reorientando os próprios satélites para o país – e com a promessa de mais a caminho. E isso justamente aconteceu em resposta ao que disse o vice-primeiro-ministro da Ucrânia.

“O serviço Starlink agora está ativo na Ucrânia. Mais terminais a caminho.” – Elonk Musk.

A saber, os satélites Starlink são capazes de fornecer conexões de Internet de banda larga a partir do espaço sem a necessidade de cabos de fibra óptica na Terra, não sofrendo impacto no funcionamento mesmo com furacões, desastres naturais e mais. Então, nesse caso, para se conectar à Internet bastariam os usuários terem um kit Starlink, incluindo roteador. Por isso, na promessa de Elon Musk, está o envio de diversos terminais gratuitos para o país, já que, por hora, cabos de fibra óptica e torres de celular na região não devem funcionar. Definitivamente, pelo contexto, consertar rotas de fios de internet afetados é uma possibilidade impossível, por isso, essas regiões precisam de conexões seguras com uma infraestrutura mais simples.

Elon Musk - starlink
Imagem reprodução de Space.com

Fontes: Mundo Conectado, Exame, UOL, Blog Poder Aéreo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo