Engenharia 360

Efeito Seebeck: saiba como essa jovem conseguiu acender uma lanterna apenas com o calor das mãos

Imagem padrão usuário
por Marcos Muniz
| 16/03/2017 3 min

Efeito Seebeck: saiba como essa jovem conseguiu acender uma lanterna apenas com o calor das mãos

por Marcos Muniz | 16/03/2017

Navegando pelos vales profundos e longínquos de nossa tão amada internet, me deparei com uma reportagem um pouco antiga que me despertou uma certa curiosidade. Há algum tempo, foi dada a notícia de que uma jovem de 15 anos criou uma lanterna que acende com o calor da própria mão.
Segue abaixo um vídeo da jovem cientista explicando sua criação (em inglês, mas você pode habilitar a legenda automática para português):

Aí você, meu caro leitor, diz: “Muito interessante a ideia de acender uma lanterna com o calor das próprias mãos! Mas como isso funciona?”

Isso funciona graças ao Efeito Seebeck

Para entender melhor esse efeito, façamos um comparativo com a geração de energia elétrica convencional. Todos sabemos – quem não sabe, saberá agora ? – que a corrente elétrica é gerada pelo fluxo ou movimento de elétrons em um condutor de forma ordenada. E para este movimento ordenado existir é necessário a existência de uma diferença de potencial elétrica, também conhecida como DDP.
diferenca de potencial1 blog da engenharia
 
A DDP nada mais é do que um desequilíbrio de cargas entre dois corpos.
Para leigos, é como imaginar dois tambores, um cheio de água e outro vazio. Se interligássemos esses tambores com um cano pelas bases, de forma que haja comunicação entre os interiores dos tambores, veríamos a água escoar pelo cano – o que seria, analogamente, nossa corrente elétrica – até que os dois tambores tivessem os níveis iguais. A partir do momento que os níveis ficam iguais, não há mais “diferença de potencial”, então o escoamento de água pelo cano para de acontecer.
diferenca de potencial2 blog da engenharia
Então você está nos dizendo que é possível criar uma DDP apenas com o calor de nossas mãos? A resposta é: sim, podemos criar uma DDP apenas com o calor de nossas mãos, ou qualquer outra coisa que possa gerar uma diferença de temperatura em algum material condutor. Esse fenômeno é conhecido como Efeito Seebeck.
efeito seedbeck1 blog da engenharia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Segundo a Wikipédia:  “O efeito Seebeck é a produção de uma diferença de potencial (tensão elétrica) entre duas junções de condutores (ou semicondutores) de materiais diferentes quando elas estão a diferentes temperaturas (força eletromotriz térmica).”

Explicando o funcionamento

A  extremidade mais quente faz com que os elétrons dessa região tenham maior energia cinética e se acumulem no lado mais frio, gerando uma diferença de potencial elétrico entre as extremidades do condutor na ordem de alguns milivolts (mV).
efeito seedbeck 2 blog da engenharia
Ou seja, são necessárias várias ligações deste tipo para gerar um mísero Volt.
Mesmo gerando uma tensão muito baixa, este princípio é bastante utilizado para a construção de termômetros e pela NASA em suas sondas e parafernálias espaciais.

Uma observação

Efeito Seebeck é o Efeito Peltier ao contrário. O Efeito Peltier consiste em gerar calor com a junção de dois condutores de materiais deferentes e submetidos a uma tensão elétrica em um circuito fechado.

Resumindo

Efeito Seebeck Efeito Peltier
Utiliza calor para gerar energia elétrica Utiliza energia elétrica para gerar calor

 
Esta foi um explicação resumida sobre o Efeito Seebeck e seus princípios de funcionamento. Você tem alguma dúvida ou gostaria de acrescentar algo à esta postagem? Escreva nos comentários!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Comentários