Engenharia 360

Invenção em forma de donut gigante gera energia eólica

Engenharia 360
por Larissa Fereguetti
| 01/04/2014 | Atualizado em 18/08/2022 2 min

Invenção em forma de donut gigante gera energia eólica

por Larissa Fereguetti | 01/04/2014 | Atualizado em 18/08/2022
Engenharia 360

É um pássaro? É um avião? É um donut voador? Não, mas parece muito com um. O brinquedinho da foto é uma espécie de balão inflável que produz energia eólica a uma altura superior a das torres convencionais desse tipo de energia.
energia eólica | 'donut'-gera-energia

Veja Também: Conheça os fatores que influenciam na produção de energia eólica

No jogo para reduzir a utilização de combustíveis fósseis, a Altaeros Energies, fundada em 2010 no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) com a missão de implantar primeira turbina eólica aérea comercial do mundo, foi literalmente alto com o projeto. A invenção elimina os desafios logísticos de aproveitamento de energia renovável em locais remotos, além de aproveitar ventos mais altos.

O  Buoyant Airborne Turbine (BAT) gera mais de duas vezes a energia das barulhentas turbinas montadas em torres. O balão é recheado de gás hélio e, além dele, ainda há a turbina, os cabos e a estação terrestre. Mas pode tirar o donut da chuva: o ponto fraco da engenhoca é não suportar tempestades.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo
'donut'-gera-energia

Confesso que dessa vez eu fiquei muito surpresa com a capacidade dos inventores e espero daqui a alguns anos ver um BAT circulando por aí.

Mais informações a respeito do projeto você encontra no site da Altaeros Energies.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Larissa Fereguetti

Engenheira, com mestrado e doutorado. Fascinada por tecnologia, curiosidades sem sentido e cultura (in)útil. Viciada em livros, filmes, séries e chocolate. Acredita que o conhecimento é precioso e que o bom humor é uma ferramenta indispensável para a sobrevivência.

Comentários

Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo