Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Qual a diferença entre veículos elétricos e híbridos? 360 explica

por Kamila Jessie | 18/12/2019
Copiado!

A gente adora novidades sobre automóveis e vê a importância de tornar a indústria automotiva mais sustentável, bem como a circulação dos veículos por aí. Nesse cenário, é comum escutar sobre carros elétricos e híbridos e quão verdes eles podem ser. Mas qual a diferença entre híbridos e elétricos e o que isso tem a ver com o meio ambiente?

elétricos vs. híbridos
Imagem: capitalmotorcars.com

Diferença entre veículos elétricos e híbridos

Dentre as opções mais sustentáveis, podemos dizer que os veículos híbridos são os veículos “verdes” mais comuns disponíveis. Como o próprio nome sugere, um carro híbrido é alimentado por dois ou mais tipos de energia: um veículo híbrido mais comum dentre os encontrados por aí pode funcionar com um motor de combustão interna padrão que aciona um motor elétrico.

Em poucas palavras, podemos dizer que um híbrido não é necessariamente conectado à uma estação de carga como outros veículos elétricos fariam normalmente. Em vez disso, sua bateria ou célula de combustível é alimentada pelo próprio motor, principalmente através da energia extra produzida quando você começa a frear. Por esse motivo, os híbridos geralmente funcionam melhor na cidade do que para longas viagens em rodovias.

Por outro lado, os veículos elétricos, cuja história a gente já contou aqui, têm um motor elétrico alimentado por baterias recarregáveis. Ele é alimentado por qualquer fonte de energia a que você conecte. Mas como você reabastece um veículo híbrido ou elétrico? Quão longe você pode dirigir antes de recarregar? Quanto tempo demora para carregar essas baterias? A energia elétrica utilizada na recarga vem de uma matriz limpa?

Disponíveis por aqui

Não precisa chegar em um Tesla para ter contato com esse tipo de veículo (apesar de a gente cobiçar tamanha exclusividade). Essas e outras questões fizeram com que a popularização dos veículos híbridos esteja preponderante em relação aos carros elétricos.

Considerando isso, vale dar uma olhadinha na review que o Engenharia 360 fez do Toyota Prius, conta com o sistema Hybrid Synergy Drive (HSD) e combina um motor a gasolina de 1.8 com 98 cavalos com o outro elétrico de 72 cavalos. Em testes no Japão, ele acelerou de 0 a 100 km/h em 11 segundos. Mas essa aceleração foi atingida em 7,6 segundos pelo Golf GTE, o primeiro híbrido que a Volskwagen lançou no Brasil e a gente também fez o test drive.

Futuro dos elétricos e híbridos

A presença dos carros elétricos e híbridos no Brasil ainda é discreta. Muito porém, a perspectiva de integrar esses veículos com demais formas de mobilidade para last mile run pode acabar espalhando esses carros em centros urbanos. Essa é a estratégia da Volkswagen, inclusive.

Outra questão é a disponibilidade de redes de recarga ultrarrápida, para facilitar o abastecimento desses veículos. A necessidade desse tipo de estrutura foi prevista e a gente também apresentou por aqui.   

Copiado!
Engenharia 360

Kamila Jessie

Engenheira ambiental e sanitarista, MSc. e atualmente doutoranda em Engenharia Hidráulica e Saneamento pela Universidade de São Paulo. http://orcid.org/0000-0002-6881-4217

Comentários