Engenharia 360

Como usar o Mendeley para organizar a escrita acadêmica? | 360 Explica

Engenharia 360
por Redação 360
| 15/02/2022 3 min

Como usar o Mendeley para organizar a escrita acadêmica? | 360 Explica

por Redação 360 | 15/02/2022
Engenharia 360

Está desenvolvendo uma pesquisa acadêmica? Por certo, em algum momento, vai precisar apresentar os resultados, não é mesmo? E como fará isso? Em forma de monografia? Bem, em casos assim é obrigatório expor as referências bibliográficas que ajudam na construção do trabalho! Mas como fará isso? O quê? De forma manual? Não mesmo! Saiba que fazer manualmente todas as referências da bibliografia em seu trabalho é coisa do passado! Agora existem coisas como o Mendeley. Continue lendo para saber mais!

O que é Mendeley?

Este é um gerenciador de referências bibliográficas; um programa de computador criado por três pesquisadores alemães para organizar fontes. Sua inspiração foi sua própria dificuldade! Todos eles estavam passando por complicações com a escrita da dissertação ou tese de seus mestrados e doutorados. O que acontecia? Bem, eles tinham uma montanha de leituras e precisavam citar isso em seus trabalhos. Assim, resolveram criar o Mendeley, algo que fez tanto sucesso que, em 2013, uma das maiores bases de dados científicos do mundo, a Elsevier, comprou. E, a partir daí, muitas melhorias foram feitas no sistema!

Mendeley
Imagem reproduzida de SempreUpdate

Veja Também: Os desafios para a faculdade à distância e a pesquisa acadêmica durante a pandemia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Continue Lendo

Para que serve o Mendeley?

Há muita coisa para referenciar numa dissertação ou tese, não é mesmo? É listas de artigos científicos, livros, sites, revistas e mais. Mas com um gerenciador de referências é tudo mais fácil. Ganha-se muita economia de tempo! Chega de digitar uma bibliografia de cada vez. Só o Mendeley permite um banco de dados superior a 50 artigos. E ainda existem outros bons concorrentes, como o Scopus; também o Endnote e o Zotero, ambos gratuitos.

A saber, o Mendeley também tem uma versão gratuita que pode ser acessada por qualquer pessoa, basta fazer o cadastro no site. E ainda é possível tentar conseguir uma licença institucional usando o seu e-mail universitário. Depois, é possível acessar o sistema depois através de uma versão desktop – versão com muito mais funcionalidades – ou app para smartphones com Android ou iOS.

Mendeley
Imagem reproduzida de APK Pure

Vantagens

Qual o diferencial do Mendeley? Bem, por exemplo, ele pode automatizar as citações e as referências no seu texto no Microsoft Word ou LibreOffice, compartilhando artigos com quem você permitir; armazenando, organizando, sublinhando e colocando anotações nos PDFs. Se a decisão for usar mesmo no desktop do PC, o Mendeley deve ser instalado em forma de plugin para Word. Para abri-lo será fácil, só clicar em Menu Tools e, na sequência, em Install MS Word Plugin – com todos os arquivos Word ou Office fechados neste momento. Daí será fácil inserir as fontes bibliográficas que precisar!

Mendeley
Imagem reproduzida de Acadêmica Club
Mendeley
Imagem reproduzida de Metodologia Científica e Tecnologia

Desvantagens

O Mendeley é mesmo um gerenciador vantajoso. Porém, querendo classificar uma citação no texto por data decrescente, não será possível – pelo menos não é uma função nativa encontrada. O programa não vem com editor de estilos; e editar estilos manualmente exigiria a habilidade de um programador. Também não existe em seu sistema função de rodapé – só de referências mesmo -, logo ele sempre vai jogar para fora do rodapé as informações.

O vídeo a seguir traz uma explicação completa de como usar o Mendeley! Assista-o!


Fontes: Acadêmica Pesquisa, Metodologia Científica e Tecnologia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários



Assine nossa newsletter
e receba
uma curadoria exclusiva de conteúdos:

Continue lendo