Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Como estruturar projetos de melhoria utilizando o DMAIC?

por Francis Costa | 30/01/2017
Copiado!

Quem já está familiarizado com a metodologia Lean Manufacturing e com as práticas Seis Sigma, já deve ter se deparado em algum momento com a sigla DMAIC, em alguma publicação ou em projetos de melhoria. Porém, você sabe o que significa DMAIC e como ela pode ajudar os projetos de melhoria? Caso ainda não saiba, vamos conferir.

O DMAIC, sigla em inglês para os termos (Define, Measure, Analyse, Improve e Control), é a metodologia que visa estruturar de forma lógica o conjunto de práticas e ferramentas para execução de projetos Seis Sigmas, projetos esses que tem como meta otimizar processos.

DEFINE – (DEFINIR)

A primeira etapa é o “D” (Definir). Nessa etapa, a equipe deve focar na seleção de um projeto de alta relevância para a organização e na compreensão de quais pontos irão levar ao sucesso do projeto. Devem ser definidas também as metas e o escopo detalhado do projeto.
Para suportar a seleção do projeto a ser desenvolvido, a análise deve ser elaborada com base em dados quantitativos, por meio da análise de indicadores de desempenho e dados confiáveis do processo que se pretende atuar.
As metas quantitativas devem estar relacionadas com a solução do problema e geralmente recebe uma atribuição em porcentagem (Ex.: 3% no aumento da produção) e um tempo determinado (Ex.: 3 meses).
Essa etapa é dividida basicamente em 5 passos:

  • Formação da equipe do projeto;
  • Análise do ambiente e levantamento das variáveis;
  • Briefing do projeto;
  • Desenho de um mapa SIPOC;
  • Definição de metas.

Business man and woman have a telescope standing on graph up. Business concept

MEASURE – (MEDIR)

A etapa de medição está relacionada ao entendimento e documentação do processo atual, verificando como ele é medido e estabelecendo um padrão com relação a performance do mesmo. Algumas ferramentas importantes nessa etapa são: gráficos de tendência, gráfico de Pareto, fluxogramas e ferramentas de medição de capabilidade do processo.
A etapa “M” medir, é basicamente dividida em 4 passos:

  • Plano para coleta de dados;
  • Coleta de dados;
  • Análise dos dados;
  • Análise de modos de falhas e efeitos.

medir-blog-da-engenharia

ANALYSE – (ANALISAR)

Após a fase de medição, onde foram levantadas as principais entradas do processo, as causas e os efeitos, chegamos na fase de análise dos dados coletados, com cruzamentos estatísticos para determinar se há relações entre as causas e efeitos levantados.
A etapa “A” é basicamente dividida em 6 passos:

  • Análise de Causa raiz;
  • Análise de Processo;
  • Análise de Dados;
  • Análise de Recurso;
  • Análise de Comunicação;
  • Documentação dos dados analisados.

analisar-blog-da-engenharia

IMPROVE – (MELHORAR)

Após analisar e confirmar quais pontos devem ser melhorados no processo, chegamos a etapa “I”. Nessa fase é hora de aplicar as melhorias a fim de eliminar ou reduzir as causas dos problemas identificados. Para isso, é muito importante trabalhar em conjunto com as pessoas que estão ligadas diretamente ao processo alvo do projeto.
Na fase de Melhoria, o documento mais importante a ser elaborado pela equipe é o Plano de Ação e nele deve constar, no mínimo:

  • Ações a serem tomadas;
  • Responsável por cada ação;
  • Data prevista de implementação;
  • Data de emissão do documento e data de revisão;
  • Indicadores de acompanhamento das ações.

melhorar-blog-da-engenharia

CONTROL – (CONTROLAR)

A fase final do projeto é a etapa de controle “C” das ações. Nesta etapa, as melhorias efetuadas no processo são avaliadas em relação ao desempenho, verificando se estão apresentando os resultados previstos.
Na fase de controle, as ações mais importante a serem tomadas pela equipe do projeto são:

  • Analisar criticamente os resultados obtidos;
  • Padronizar as ações que apresentaram bons resultados;
  • Repensar as ações que não surtiram o efeito esperado.

controlar-blog-da-engenharia
Após percorrer todas as etapas do DMAIC, se faz necessário, compilar todos os dados obtidos ao longo do projeto, para assim construir o relatório final que deve ser apresentado ao gerente ou diretor responsável. Este relatório final deve incluir uma análise do próprio processo, identificar se o problema foi corrigido, detalhar o custo do projeto, apresentar o cronograma de implementação e um resumo das próximas ações a serem tomadas.

Copiado!

Comentários