Engenharia 360

O que são e como ocorrem as Auroras Boreais e Austrais?

Engenharia 360
por Rafael Panteri
| 24/06/2020 | Atualizado em 27/06/2023 4 min
Imagem de r3dmax em Freepik

O que são e como ocorrem as Auroras Boreais e Austrais?

por Rafael Panteri | 24/06/2020 | Atualizado em 27/06/2023
Imagem de r3dmax em Freepik
Engenharia 360

Atualização: na última semana de abril de 2023, uma tempestade solar fez com que auroras boreais pudessem ser vistas em partes da Europa e da Ásia. Nos EUA, os observadores notaram alterações nos estados de Wisconsin, Washington, Colorado, Califórnia, Novo México e Arizona. O curioso foi que não foi um brilho verde típico das auroras boreais, mas, sim, um brilho mais avermelhado. A causa foi uma explosão solar que lançou gases na direção da Terra, segundo a Administração Atmosférica e Oceânica Nacional dos Estados Unidos.

Ademais, fato curioso: em junho de 2023, a Competição de fotografia astronômica do Observatório de Greenwich recebeu 4 mil inscrições de 64 países. Fotos finalistas incluem Via Láctea, nebulosa, explosões solares, e aurora boreal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 auroras boreais
Imagem de vecstock em Freepik

Veja Também: Será mesmo que existem mais estrelas no céu do que grãos de areia na Terra?


Auroras são luzes coloridas que aparecem no céu, à noite, nas regiões polares do planeta. Chamada de Aurora Boreal quando acontece no Polo Norte e de Aurora Austral no Sul, esse fenômeno é conhecido por sua beleza e variedade de cores.

aurora boreal
Imagem de wirestock em Freepik

Veja Também:

Antártica: cientistas estudam micróbios para a limpeza do continente gelado

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

NASA revela imagens do oceano sub-glacial da Antártica

O surgimento das auroras boreais

Para entender como uma Aurora ocorre é necessário primeiro compreender o campo magnético terrestre. A teoria mais aceita por pesquisadores afirma que a grande quantidade de ferro líquido no núcleo do planeta gera uma corrente elétrica ao se movimentar. Essa corrente elétrica, por sua vez, dá origem ao campo magnético. Em outras palavras, a Terra se comporta como um grande ímã devido ao seu núcleo.

Assim como todo ímã, no nosso planeta há um polo sul e um polo norte magnéticos inseparáveis. E são nesses lugares que ocorrem as Auroras.

Veja Também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Bolas azuis e buraco negro vomitando: o que está acontecendo no céu?

Os estados da matéria

Além do campo magnético, o Sol é o outro grande responsável pelas Auroras. A estrela localizada no centro do nosso sistema planetário é formada basicamente por plasma - um dos quatro estados fundamentais da matéria junto com o sólido, líquido e gasoso.

Nesse estado, a matéria se comporta como um gás ionizado, ou seja, seus átomos apresentam elétrons sobresselentes ou em falta se comparados ao estado natural.

aurora boreal
Imagem de r3dmax em Freepik

As explosões solares

A partir de explosões na superfície do Sol, muitos desses elétrons a partículas carregadas são expelidos em direção a Terra. A emissão, conhecida como ventos solares, interage com nosso campo magnético, que funciona como um escudo para o planeta.

O que são e como ocorrem as Auroras Boreais e Austrais?

Receber diretamente esses ventos solares poderia destruir a atmosfera terrestre, como supostamente aconteceu com Marte - o núcleo marciano se solidificou e o planeta foi perdendo seu campo magnético e, consequentemente, sua atmosfera.

Como os polos magnéticos coincidem com os polos geográficos da Terra, muitos desses elétrons são canalizados diretamente para lá, encontrando o ar. Com a chegada desses ventos solares, há a transferência de energia para os átomos da nossa atmosfera, que se tornam instáveis. Ao voltarem para o estado natural, esses átomos liberam a energia em forma de luz. E é esse evento luminoso que chamamos de Aurora.

Diferença Auroras Boreais e Austrais

A principal diferença entre as Auroras Boreais e Austrais é sua localização geográfica. As Auroras Boreais ocorrem no Hemisfério Norte, principalmente nas regiões polares da Noruega, Suécia, Finlândia, Canadá, Alasca, entre outros, enquanto as Auroras Austrais ocorrem no Hemisfério Sul, em locais como a Antártida, Austrália, Nova Zelândia, Chile e Argentina.

Ambas as Auroras são causadas pelo mesmo fenômeno físico, que é a interação entre partículas carregadas do Sol e o campo magnético da Terra. A diferença na localização é devida à forma como o campo magnético da Terra é orientado em relação ao Sol. As Auroras Boreais são vistas principalmente nos meses de inverno, enquanto as Auroras Austrais são mais comuns durante o inverno austral (junho a agosto).

E você, já presenciou ou teve vontade de presenciar uma Aurora? Conta para a gente!

Veja Também:


Fontes: Galileu; SoGeografia.

Imagens: Todos os Créditos reservados aos respectivos proprietários (sem direitos autorais pretendidos). Caso eventualmente você se considere titular de direitos sobre algumas das imagens em questão, por favor entre em contato com [email protected] para que possa ser atribuído o respectivo crédito ou providenciada a sua remoção, conforme o caso.

Comentários

Engenharia 360

Rafael Panteri

Estudante de Engenharia Elétrica no Instituto Mauá de Tecnologia, com parte da graduação em Shibaura Institute of Technology, no Japão; já atuou como estagiário em grande conglomerado industrial, no setor de Sistemas Elétricos de Potência.

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo