Engenharia 360

Bolas azuis e buraco negro vomitando: o que está acontecendo no céu?

Engenharia 360
por Redação 360
| 26/10/2022 3 min

Bolas azuis e buraco negro vomitando: o que está acontecendo no céu?

por Redação 360 | 26/10/2022
Engenharia 360

Já está tudo meio estranho por aqui; mesmo assim, queremos também desvendar os enigmas muito além do céu – por que não? Olhando o espaço a partir do nosso planeta ou, ao inverso, olhando a Terra a partir do espaço, sempre podemos nos surpreender. E, recentemente, em duas ocasiões diferentes, o ser humano registrou eventos naturais extraordinários. Simplesmente bolas azuis sobre zonas habitadas e buraco negro aparentemente “vomitando” o que engoliu três anos atrás. Ficou curioso? Então, leia o texto a seguir!

As bolas azuis captadas em fotos da ISS

Imagina você estar no espaço, como astronauta, avistar e conseguir registrar em foto um evento inesperado acontecendo no céu. Incrível, não é mesmo? Foi isso que aconteceu com um astronauta da Estação Espacial Internacional (ISS). Enquanto a estrutura orbitava uma região do Sudeste Asiático, pôde foi possível observar uma bola azul brilhante logo acima do Mar do Sul da China e outra sobre o Golfo da Tailândia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

visão céu - espaço
Imagem reproduzida de Jornal da França

O que era isso? Bem, de acordo com o Earth Observatory da NASA, essas bolas azuis seriam simplesmente relâmpagos. Na imagem, pode-se ver o evento acontecendo numa lacuna entre nuvens, o que permitiu a criação de um tipo de anel luminoso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mas, detalhe, a bola menor que aparece no topo da foto – a original, sem cortes – é, na verdade, a Lua. Porque a luz do Sol, refletida, passa diretamente pela atmosfera da Terra, e esse fenômeno transforma a Lua em uma bolha azul brilhante. Agora, em outros pontos da foto, o que se vê são alguns borrões de luzes em tons de branco e laranja. Isso acontece quando as nuvens de tempestade passam sobre áreas de alta concentração habitacional, como as cidades de Hainan, na China, e Ubon Ratchathani, na Tailândia.

O buraco negro que “vomitou” estrela

Outro fenômeno impressionante! Esse – bastante distinto – foi registrado por telescópio no Novo México, nos Estados Unidos. Trata-se de um buraco negro supremassivo – a 665 milhões de anos-luz da Terra – que, depois de três anos, “vomitou” uma estrela que havia “engolido” depois da mesma ter passado perto demais – caso chamado de “Evento de perturbação de marés”. O evento resultou em uma cena interessante, de um clarão luminoso de destruição violenta, em movimento à metade da velocidade da luz.

“Um buraco negro supermassivo se distingue de um buraco negro estrelar por geralmente ser encontrado no centro de galáxias e formado por aglomerações de milhões de estrelas ou nuvens de gás colossais, que colapsaram sobre a própria gravidade. Ele tem a massa milhões ou até bilhões de vezes maior que a do Sol.” – trecho de reportagem de R7.

visão céu - espaço
Imagem reproduzida de r7

Quando o buraco se “alimentou da estrela”, foi gerado uma espécie de corda esticada ao redor dele – processo chamado de “espaguetificação”. Em casos assim, esse fio gigante de luz gira e gera um flash brilhante, captado por telescópios e observatórios. Mas, desta vez, tudo foi mais luminoso e veloz, por assim dizer. E agora o que os cientistas querem é estudar se isso acontece com mais regularidade do que pensamos.

visão céu - espaço
Imagem reproduzida de Acesse Política

Divirta-se olhando também estes webstories:


Fontes: Época Negócios, R7.

Engenharia 360

Redação 360

Somos uma equipe de apaixonados por inovação, com “DNA” na Engenharia. Nosso objetivo é mostrar ao mundo a presença e beleza das engenharias em nossas vidas e toda transformação que podem promover na sociedade.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo

Filmes na Netflix sobre viagens espaciais Descubra como a Terra é vista do espaço Força feminina: as maiores engenheiras da história Problemas da Física dignos de Nobel Furacões avassaladores da História