Engenharia 360

ESCOLHA A ENGENHARIA
DO SEU INTERESSE

Digite sua Busca

Afinal, qual a importância e viabilidade da manutenção preditiva nos processos produtivos?

por Patrícia Pereira Pacheco | 21/03/2018
Copiado!

Manutenção preditiva é uma técnica de realização de manutenção que consiste em análises e medições, em acompanhar a situação de máquinas e equipamentos em funcionamento para saber se é preciso fazer algum reparo. Pode-se dizer que está entre a manutenção preventiva, em que se realizam reparos periódicos, e a manutenção corretiva, onde se fazem reparos após a falha.

A manutenção preditiva não é adotada por todas as empresas, e alguns desconhecem suas aplicações e vantagens.

Fonte: Pixabay.

Mas a manutenção preventiva não é a melhor forma?

Em muitos casos, sim. Mas, algumas vezes, na manutenção preventiva, são feitos reparos e trocas de componentes que ainda funcionam e não apresentam nenhuma falha. Afinal, muitas vezes não se sabe se realmente é preciso trocar o óleo do carro a cada 10 mil quilômetros rodados, por exemplo. É algo bem relativo.

É claro que, quando se trata de uma máquina que tem uma influência muito grande no processo produtivo, é bom manter a manutenção preventiva mesmo.

Como é feita?

Através de análises periódicas. São análises de temperatura, vibração e demais características que a máquina apresenta enquanto produz. O equipamento em movimento é analisado e, caso esteja operando corretamente, sem afetar a qualidade do produto, o reparo não é feito.

Manutenção preditiva é isso: analisar constantemente a situação da máquina para saber quando deverá ser feito o reparo.

Quais as vantagens?

Redução de custos – já que o reparo só será feito mediante alteração das características de algum componente da máquina, a manutenção não será feita em vão; assim, os custos serão menores.

Produtividade – a análise constante assegura que a máquina só será parada para manutenção quando for necessário, assim, o sistema se torna mais produtivo.

Informação – as medições dão informações sobre o processo, produto e a máquina. Com isso, é possível saber o que se passa enquanto se produz de forma mais precisa; é possível também detectar falhas mais facilmente.

Aumento de segurança e vida útil dos componentes.

Fonte: Pixabay.

A manutenção preditiva é feita com equipamentos específicos e pessoal qualificado. Gera custos como toda atividade de manutenção. Porém, a manutenção de máquinas e equipamentos mantém o processo produtivo de pé. Cabe ao responsável fazer a melhor escolha, através de informações e das necessidades da empresa.

Realizar mais de um tipo de manutenção dentro da empresa é algo bem viável, pois o tipo de manutenção a ser realizado depende também do tamanho e importância da máquina ou equipamento, e sua influência no processo de produção dos produtos.

Copiado!

Comentários