Engenharia 360

Conheça o material “OSB”, sua fabricação e aplicação na Engenharia e Arquitetura

Engenharia 360
por Simone Tagliani
| 25/04/2022 4 min

Conheça o material “OSB”, sua fabricação e aplicação na Engenharia e Arquitetura

por Simone Tagliani | 25/04/2022
Engenharia 360

Se você for precisar lidar com Engenharia e Arquitetura, uma hora ou outra vai ouvir falar do material Oriented Strand Board (OSB) ou, na tradução, “tiras de madeira orientadas”. Trata-se de uma placa composta, obviamente, por tiras de madeira organizadas na mesma direção. E assim como outros painéis de madeira, como MDF ou MDP, apresenta boas características, variações de espessura, densidade e pode ser utilizada para diversos fins. Saiba mais no texto a seguir!

OSB
Imagem reproduzida de Sul Módulos

Características do OSB

As lascas de madeira coladas e pressionadas em forma de placa tornam o material OSB bastante resistente a impactos físicos e à umidade – embora não à água em excesso. Mas justamente isso é que dá o aspecto rugoso tão charmoso de suas placas – o que, aliás, não compromete a sua qualidade, mas impede uma boa aderência de revestimentos laminados em sua superfície, só suportando vernizes e tintas.

dzainer
Imagem reproduzida de dzainer

Chapas de OSB x chapas tradicionais de madeira

Cuidado para não confundir chapas de OSB com chapas de compensado, pois são coisas diferentes! Por exemplo, o OSB é feito de tiras de madeiras alinhadas, mas o compensado é produzido com lascas de tamanhos distintos e não alinhadas, o que gera bolsões de ar dentro da placa, tornando-a propensa a rachaduras.

Na comparação, o OSB tem qualidade superior, sendo muito mais durável. Também é mais econômico, estável, versátil, resistente às chamas – tendo um complemento retardante ao fogo -, possui ótimo isolamento térmico e acústico, e pode ser utilizado em diversas situações de Engenharia, Arquitetura e ainda Decoração de Ambientes.

Fabricação do material

As placas de OSB são compostas por quatro camadas com lascas de madeiras orientadas em direções diferentes. Agora, sabe porque o processo da sua fabricação é considerado sustentável ou menos impactante ao meio ambiente? Primeiro porque são utilizadas só madeiras de reflorestamento. Segundo, pois consegue-se aproveitar 90% do tronco das árvores.

As toras são descascadas e cortadas. Em seguida, isso é misturado em resina de colagem à prova d’água, parafina e inseticida. Após a secagem, as tiras de madeira são cortadas. O “colchão” de madeira é prensado em alta temperatura e pressão. E, enfim, as chapas de madeira são cortadas com maquinário especial.

OSB
Imagem reproduzida de Hometeka

Veja Também: Prédio sustentável com wood frame é construído em 8 dias no Paraná

Uso das placas

O OSB pode ser usado na construção civil para o fechamento de estruturas de steel e wood frame, como telhados, paredes, pisos e lajes. Porém, cuidado, pois só se consegue passar a camada de massa corrida por cima disso utilizando grampos de fixação! Fora isso, também serve para fazer tapumes e barracões de obras.

Já no design de interiores, pode ser visto em luminárias, mesas, cadeiras, aparadores, bancadas, pallets, cômodas e outros mobiliários para decoração de aspecto rústico e industrial. Aliás, o OSB é um material muito bom para solucionar projetos de cozinhas e banheiros. E mesmo sem pintura, deixa os cômodos com visual super moderno e despojado ao mesmo tempo que acolhedor, conferindo conforto térmico e acústico. Contudo, é claro que é possível pintá-lo, sim, com as cores que combinam com a decoração proposta!

OSB
Imagem reproduzida de Obras360
OSB
Imagem reproduzida de Jular – Madeiras, Casas Modulares, Pavimentos, Decks, Estruturas, Revestimentos e Placas
Tecnoframe
Imagem reproduzida de Tecnoframe
OSB
Imagem reproduzida de Miranda Container

Veja Também: Eventos de ciência e tecnologia que estão acontecendo em 2022 [+ novidades da FEMAGRI]

Como escolher o modelo

“Mas, afinal, qual placa de OSB escolher para o meu projeto?”. Bem, montamos uma pequena lista com três exemplos para você! Veja!

  • Para paredes e telhados com perfis espaçados em 40 cm = placas de espessura 9,5 mm; 1,2 x 2,4 1,2 x 3 m; e peso 17,5 e 21,9 kg.
  • Para paredes e telhados com perfis espaçados em 60 cm = placas de espessura 11,1 mm; 1,2 x 2,4 1,2 x 3 m; e peso 20,4 e 25,6 kg.
  • Para paredes com perfis espaçados em 60 cm, paredes com perfis espaçados em 80 cm, além de pisos e lajes secas a 40 cm = placas de espessura 15,1 mm; 1,2 x 2,4 m; e peso 27,8 kg.
  • E para pisos e lajes com perfis espaçados em 60 cm = placas de espessura 18,3 mm; 1,2 x 2,4 m; e peso 33,7 kg.

Veja Também: Saiba o que são as Gang Forms e por que são usadas na construção de prédios de alto luxo


Fontes: Hometeka, Quadrilátero.

Engenharia 360

Simone Tagliani

Graduada em Arquitetura & Urbanismo e Letras; técnica em Publicidade; pós-graduada em Artes Visuais e Jornalismo Digital; estudante de Marketing; e proprietária da empresa Visual Ideias.

Comentários

LEIA O PRÓXIMO ARTIGO

Continue lendo